a c e b o o k
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

AP Porto vence o ...

segunda , Fev. 24 2020
3

AP Ribatejo realiza ...

segunda , Fev. 24 2020
22

Sorteio da Taça de ...

segunda , Fev. 24 2020
30

Hóquei fica mais pobre

segunda , Jul. 30 2018
58236

Patinagem reconhecida ...

segunda , Nov. 09 2015
26133

CM Feminino- Portugal ...

sábado , Out. 01 2016
20798

Rescaldos do Torn. ...

terça , Jun. 02 2015
986

Paulo Freitas confirma ...

domingo , Mar. 12 2017
2942

XII Torneio Cidade de ...

domingo , Set. 10 2017
1171

interioresCabeleireiro ESS Q

73533068 1360121674165969 5897339634731450368 o

O Alenquer voltou aos triunfos e logo no recinto do Parede FC, atual segundo classificado entrando assim na luta pelos lugares de acesso à subida, com a formação de Alenquer a vencer por 6-1.
Depois de ter somado duas derrotas e dois empates nas últimas quatro partidas a formação de Rui Henriques chegou ao “Fernando Lopes Graça” com a obrigatoriedade de somar pontos, sob pena de ficar irremediavelmente afastado da luta pelo segundo lugar.
O Parede que está a fazer um campeonato deveras interessante, mas a mostrar-se nesta fase do campeonato algo irregular, e a poder queixar-se da falta de eficácia nas bolas paradas, acabou por ser vítima da equipa da “Vila Presépio” que entrava neste jogo com o foco nos três pontos.
E foi o que acabou por suceder com a equipa de Alenquer a começar cedo a ganhar vantagem, com o golo apontado por Dário Santo logo aos quatro minutos. Numa fase de equilíbrio o Parede teve duas oportunidades soberanas para poder mudar o rumo do marcador mas Bernardo Sousa e Ricardo Lopes (de GP e LD, respectivamente) não conseguiram concretizar e “Marinho” na resposta acaba por elevar para 0-2 a três minutos do intervalo.
A perder a equipa da linha entrou para a etapa complementar a assumir o risco e isso acabou por ser fatal para a formação de Pedro Gonçalves que viu “Marinho” logo aos três minutos a fazer o 0-3.
A vencer por 3-0 a formação do Alenquer soube então gerir de forma inteligente a vantagem e a ter um “Marinho” com stick “on fire” neste jogo, acabou por ser decisivo no desfecho do jogo.
O internacional moçambicano aos 7 minutos elevou para 0-4, o Parede dispõem de mais um LD que se perde no entanto Ricardo Rocha reduz mesmo aos 14 minutos.
O mesmo jogador tem tudo para poder marcar, mas mais uma vez a má pontaria na marcação de um LD após a exclusão, por azul de Garção, dá alento aos visitantes que dois minutos depois elevam para 1-5 pelo inevitável “Marinho” que para terminar em beleza fecha as contas desta partida aos 24 minutos a apontar o 1-6.
Triunfo justo do conjunto de Alenquer, que soube aproveitar bem as oportunidades consentidas pela defesa da formação da linha, perante um Parede perdulário e que acabou por pagar caro esse facto.
Este triunfo do S Alenquer B volta a colocar a equipa de Rui Henriques na luta pelo segundo lugar já que soma 29 pontos a cinco pontos do duo Parede FC e Candelária SC.
Na próxima jornada o Parede FC desloca-se ao recinto do HC Sintra com o S Alenquer B a jogar no seu recinto onde será anfitrião do GRF Murches.

Foto- Facebook Mário Rodriguez (Arquivo)

2Segunda

84123175 4120754931284134 2833015133440049152 n

O Famalicense ao vencer a AD Limianos por 5-2 e beneficiar do desaire do SC Marinhense em Cambra assumiu a liderança da prova ao fim de 16 jornadas.
Mas não se pense que foi fácil este triunfo da formação de Famalicão que a jogar em casa viu a AD limianos inaugurar o marcador ainda na primeira parte, golo apontado por Zé Carvalho já depois dos forasteiros terem desperdiçado uma GP e um LD.
E as coisas até pioraram porque o conjunto de Ponte de Lima ao início da etapa complementar aumentou para 0-2 por intermédio de Pedro Braga.
A equipa de Vítor Silva vestiu fato macaco e pouco depois um “bis” de Rui Silva, empataria a partida.
Foi o sinal de um conjunto moralizado e com “ganas” aquele que até final se mostrou no municipal de Famalicão.
Já depois de Pedro Silva ter desperdiçado um LD, “Chumbinho” confirmou, aos 15 minutos a reviravolta no placard com Gabriel Silva e Rui Silva a carimbarem o triunfo do Famalicense neste encontro.
Um triunfo com um sabor mais doce, fruto da derrota do até agora líder SC Marinhense que permite aos minhotos alcançarem o comando da classificação com 38 pontos, mais um que o conjunto vidreiro.
A próxima jornada trás um escaldante e emotivo, espera-se, SC Marinhense- Famalicense AC a jogar-se na Embra no próximo sábado.
A AD “Os Limianos” por sua vez a lutar para sair da zona de despromoção recebe no seu recinto uma moralizada Académica de Coimbra que chega a Ponte de Lima com um saldo de 5 vitórias consecutivas, numa partida onde é imperioso à formação do Minho somar pontos.

2Segunda

85086426 497356537645858 8054572828428599296 o

O SC Tomar recebeu o HC Sintra e venceu por 8-2 em partida referente à 16.ª jornada e segue o seu trajeto nma liderança, cada vez mais cimentada, já que o seu mais imediato perseguidor, o Parede FC perdeu frente ao Oeiras e aumentou assim para 11 pontos a distância para, Parede e Candelária.
A equipa tomarense que entrava como favorita neste encontro, entrou a pressionar, mas a equipa sintrense soube responder bem, conseguiu travar a maior impetuosidade da formação ribatejana e embora a equipa tomarense tenha chegado ao 2-0, (golos de Ruben Sousa e Ivo Silva) Bernardo Maria reduziu e ainda antes do intervalo seria Paulo Passos a fazer o 3-1, com que as equipas recolheram aos balneários.
Uma primeira parte com os minutos finais a serem de maior assédio à baliza de João Gouveia mas a formação sintrense conseguiu adiar os golos nabantinos.
Segunda parte com um SC Tomar intenso desde o primeiro minuto encostou o conjunto de Carlos Pantana ao seu meio rinque defensivo e seria o guardião do Sintra a estar em foco, pelas muitas defesas que foi fazendo.
A equipa do Sintra só a espaços chegou à baliza de Carlos Silva e foi de forma natural que o score se foi avolumando. Várias bolas aos ferros da baliza sintrense, defesas apertadas de João Gouveia e alguma precipitação dos avançados tomarenses, resguardaram o HC Sintra de uma goleada, num jogo onde em particular neste segundo tempo foi quase inteiramente passado no meio rinque defendido pela equipa visitante.
Ruben Sousa (2), Pedro Martins, Anderson Nery e Hernâni Diniz fizeram os restantes tentos dos verdes e brancos com o outro golo da formação do HC Sintra a ser apontado por Bernardo Maria.
Após esta jornada o SC Tomar lidera com 45 pontos, mais 11 que o duo Parede FC e Candelária SC e na próxima ronda visita o recinto da AD Oeiras, equipa moralizada com o triunfo no ultimo fim de semana no recinto do Parede FC, e que espreita também o 2.º lugar da classificação, somando agora 32 pontos.
O HC Sintra por sua vez joga no seu pavilhão onde será anfitrião do Parede FC, num jogo onde as duas formações entrarão com tudo para somar os três pontos, já que o HC Sintra quer fugir da zona de despromoção e o Parede FC não quer desperdiçar mais pontos numa luta por um dos lugares de acesso à subida.

Foto- João Flores

2Segunda

84410272 1823354361128029 9024856981986344960 n

O Marinhense perdeu este sábado em Vale de Cambra frente ao HA Cambra por 2-1 e perdeu em simultâneo a liderança do campeonato da 2.ª divisão Norte para o Famalicense.
Partida pautada pelo equilíbrio com as defesas a superiorizarem-se aos ataques contrários, num jogo onde faltou audácia de parte a parte.
Gonçalo Domingues à passagem dos 9 minutos inaugurou o marcador colocando os vidreiros em vantagem mas que durou apenas um minuto já que Miguel Oliveira empataria a contenda.
O SC Marinhense teve oportunidade de poder colocar-se novamente em vantagem, mas “Nico” Carmona não conseguiu dar o melhor seguimento à GP que a sua equipa dispôs, com o empate a uma bola a manter-se até ao intervalo.
Uma segunda parte tranquila com as duas equipas a não arriscarem esperando sempre por um erro alheio, que acabaria por chegar aos 19 minutos, quando Miguel Oliveira colocou o Cambra em vantagem.
Últimos minutos com o Marinhense a subir as linhas, à procura do empate e a expor-se, o que permitiu à formação de Fernando Almeida várias situações de muito apuro à baliza defendida por Marco Gaspar, que foi anulando as jogadas de maior perigo do Cambra, e dando assim alento ao seu grupo para poder chegar ao empate, que num entanto nunca chegaria.
Um triunfo que acaba por se aceitar, de um Cambra mais ambicioso, em particular no seguindo período frente a um Marinhense que esteve abaixo do seu habitual e pagou caro por isso.
Após 15 jornadas a liderar a prova a equipa de Nuno Domingues cedeu o comando para o Famalicense, que curiosamente visita o Pavilhão da Embra no próximo sábado naquele que é o jogo mais importante da jornada 17 desta zona norte da 2.ª divisão. O Cambra que após esta ronda ocupa a 4.ª posição com 28 pontos, desloca-se ao recinto do C Infante de Sagres, equipa que luta para fugir aos lugares de despromoção.

Foto- Miguel Rodrigues

2Segunda

aefdhct

A AE Física D recebeu no sábado a formação do HC Turquel com o resultado final a cifrar-se num empate a duas bolas.
Partida referente à 16.ª jornada com a Física a procurar somar pontos de forma a poder sair da zona incómoda onde se encontra e um Turquel também à procura de somar pontos para garantir a manutenção o mais cedo possível.
E o jogo acabou por ser um pouco reflexo disso com as duas formações a preocuparem-se em defender as suas zonas defensivas, de forma a não serem surpreendidas, com os ataques a serem quase sempre anulados.
Foi a Física D a inaugurar o marcador por André Gaspar corria o minuto seis. A equipa da casa poderia mesmo ter dilatado o marcador, mas Fábio Cambão não conseguiu converter a GP que a Física dispôs. O HC Turquel chegou ao empate aos 20 minutos por André Moreira, resultado que não se alterou até ao intervalo.
Segunda metade a manter-se mais ou menos o mesmo figurino e mais uma vez a Física a não conseguir converter uma GP, desta feita a ser João Lima a não conseguir enganar Diogo Almeida.
Mas aos 12 minutos Xavier Lourenço coloca a equipa da “Aldeia do Hóquei” a vencer pela primeira vez na partida. O mesmo jogador desperdiça pouco depois um LD (a castigar a 10.ª falta da AEFD) e aos 23 minutos, na transformação de um LD (10.º falta do HCT) André Gaspar faz o empate.
Dois minutos finais de grande intensidade, de parte a parte com oportunidades a surgirem de forma natural mas o certo é que o resultado acabaria por não se alterar.
Um empate que sem ser do agrado de qualquer das formações, acaba por ser justa a repartição de pontos, por aquilo que as duas equipas fizeram em rinque nos 50 minutos de jogo.
Na próxima jornada a Física viaja até ao Pavilhão das Tílias onde defrontará o Riba D´Ave HC com o Turquel a receber o HC “Os Tigres”.

2Segunda

80795522 1482063785304398 8108241597298114560 o

A equipa do FC Porto aplicou uma goleada por 11-1 à formação da AD Valongo, em partida realizada no “San Ciro” na partida que encerrou a jornada 16 do nacional da 1.ª divisão com Gonçalo Alves em plano de destaque ao fazer uma “manita” neste encontro.
Após a vitória da Oliveirense em Barcelos, no sábado, os Dragões entraram na pista do Pavilhão Municipal de Valongo em quinto lugar e a precisar dos três pontos para igualar a formação barcelense no último degrau do pódio.
Assim aconteceu. Os comandados de Guillem Cabestany começaram autoritários e a meio do primeiro tempo já venciam por 5-0, graças a um bis de Gonçalo Alves e outro de Carlo Di Benedetto. Precisamente no equidistante minuto 12:30, Gonçalo Alves dilatou a vantagem para cinco golos com uma estupenda execução técnica. O melhor marcador do campeonato foi mesmo a figura do encontro, ao apontar uma mão cheia de tentos. Antes do intervalo, houve ainda tempo para Giulio Cocco e Reinaldo García fazerem o sexto e sétimo golos portistas, em minutos consecutivos, e para o Valongo reduzir, através de Nuno Araújo, na cobrança de um livre direto.
Após o descanso, mais do mesmo: Gonçalo Alves a marcar no terceiro e quarto minutos da segunda parte, inicialmente de penálti e, no minuto seguinte, a desviar uma bola do capitão Reinaldo Garcia. Poucos depois, Poka estreou-se a faturar e fez o décimo da conta dos azuis e brancos. O ritmo do jogo abrandou e, até ao final, apenas se registou mais um golo, de Giulio Cocco, à passagem do quarto de hora do segundo tempo.
Com esta vitória, o FC Porto Fidelidade voltou ao quarto posto do Nacional de hóquei em patins, em igualdade pontual com o Óquei de Barcelos. No próximo sábado, os Dragões deslocam-se até Itália para defrontar o HRC Monza, na quinta jornada da fase de grupos da Liga Europeia.

Fonte/Foto- FC Porto

1Domingo

84984847 3045372248826592 8058814035618955264 o

A AD Sanjoanense venceu o Riba D´Ave HC por 9-4 em partida realizada no recinto da formação de S. João da Madeira, voltando assim aos triunfos depois das derrotas sofridas frente ao Benfica e Turquel, e onde Facundo Navarro e Xavier Cardoso foram os marcadores de serviço da formação orientada por Vítor Pereira, ao fazerem ambos “hat trick”.

Primeira parte a terminar com uma vantagem dos alvinegros por 2-0 com golos de Facundo Navarro e Tiago Almeida.
A segunda metade começou da melhor forma para a equipa da casa que viu o jovem argentino Facundo Navarro aumentar para 3-0 aos dois minutos.
O Riba D´Ave reagiu aos 4 minutos por Diogo Casanovas que reduziu na transformação de um LD para 3-1. A equipa da casa voltou à carga e conseguiu chegar ao 5-1 com golos de José Almeida e “Xavi” Cardoso. Numa fase de grande intensidade a equipa minhota aos 11 e 12 minutos, respectivamente, reduziu para 5-3 por Hugo Azevedo e Casanova, mas a resposta do conjunto da Sanjoanense foi cruel. Xavier Cardoso bisou e Facundo Navarro aumentou para 8-3, estavam então decorridos 15 minutos desta etapa complementar.
Diogo Seixas ainda reduziu para 8-4 mas Tiago Almeida fechou as contas deste encontro já nos segundos finais ao fazer o 9-4.
Vitória da eficácia de uma Sanjoanense que após esta jornada soma 19 pontos, com o Riba D´Ave HC a marcar passo à algumas jornadas e a somar a sua 4.ª derrota consecutiva, somando 14 pontos e a ocupar a 10.ª posição da classificação geral.
Na próxima ronda a AD Sanjoanense tem encontro marcado com o seu vizinho e rival UD Oliveirense no “Dr. Salvador Machado” enquanto o Riba D´Ave HC recebe no Parque das Tílias a AE Física D.

Foto- Facebook AD Sanjoanense / António Anacleto

1Domingo

83552466 2752036518210214 6029407512556470272 o

A Juventude de Viana recebeu no “José Natário” o HC Braga em jogo que contou para a 16ª jornada do nacional da 1.ª divisão e somou o quarto jogo sem vencer. A equipa do HC Braga venceu este encontro por 6-2 numa partida com muitas incidências onde foram assinaladas 30 faltas, e mostrados seis cartões azuis e um vermelho (este ao técnico do HCB).
Primeira parte onde foi o Braga, através de “Bekas” a inaugurar o marcador, mas até ao intervalo a equipa de Viana do Castelo acabaria por dar a volta ao marcador ao fazer dois golos por intermédio de Francisco Silva e Gustavo Lima.
No segundo período e já depois de Luís Viana ter desperdiçado um LD (10.ª falta do HCB), a equipa de Rui Neto voltaria a fazer “remontada” no marcador chegando ao 2-6 aos vinte minutos. “Hat Trick” de Ângelo Fernandes e um golo de “Joca” Guimarães deram uma vantagem confortável ao conjunto forasteiro, numa segunda parte de muitos nervos em rinque, e onde a equipa de Braga soube gerir melhor e mais que isso, ter uma eficácia, perante uma formação da J. Viana a viver sobre brasas, que lhe permitiu uma vantagem que lhe garantiu o triunfo.
A equipa da Juventude de Viana que nas ultimas quatro jornadas somou dois empates e duas derrotas, mantem-se na zona de despromoção, onde ocupa a penúltima posição com 11 pontos. O HC Braga com este triunfo mantem o 6.º lugar, agora com 22 pontos.
Na próxima ronda a Juventude Viana desloca-se ao “Fidelidade” onde defrontará o SL Benfica com o HC Braga a receber nas “Goladas” a AD Valongo com ambos os jogos a realizarem-se dia 19 de fevereiro (quarta feira).

Foto- facebook Juventude de Viana

1Domingo

voltrega benfica 5 jornada taca europeia new

Ao empatar a 2 bolas no recinto do Voltregà em Espanha na partida a contar para a 5.ª jornada da fase de grupos da Liga Europeia de Clubes, a equipa feminina do SL Benfica garantiu a presença na final four da prova.
Final de jogo emocionante em Espanha! A equipa feminina de hóquei em patins do Benfica sofreu um golo nos derradeiros instantes, mas ainda teve fôlego e arte para, no último segundo, empatar 2-2 pelo stick de Marlene Sousa na 5.ª jornada do Grupo A da Taça Europeia.
Este resultado valeu às comandadas de Paulo Almeida a qualificação para a final four da competição!
Maca Ramos, ainda na primeira parte do desafio, deu vantagem à equipa benfiquista (0-1). No segundo tempo as anfitriãs igualaram o marcador na conversão de um penálti (1-1) e, perto do fim, passaram para a frente (2-1). O Benfica não se rendeu e alcançou o 2-2 no último segundo por intermédio de Marlene Sousa.
Na 6.ª e última jornada desta fase as encarnadas recebem o CP Manlleu, atual primeira classificada do Grupo A e que nesta ronda 5 goleou o CS Noisy Le Grand por 8-0 em jogo a realizar-se a 29 de fevereiro no Pavilhão Fidelidade.

Fonte/Foto- SL Benfica

1Domingo

5d2539da ae0b 4355 a369 33973e7f14fa

No final da goleada por 10-1 sobre o CD Paço de Arcos para a 16.ª jornada do Campeonato Nacional de hóquei em patins, Paulo Freitas mostrou-se muito feliz pela exibição do Sporting Clube de Portugal.
"Um jogo muito sério e competente da nossa parte. Foi um jogo de sentido único porque o foco foi muito grande. Foi uma equipa que esteve bem em todos os momentos do jogo e que, acima de tudo, conseguiu o que queria, que era conquistar três pontos e sair daqui com muito boas sensações", começou por dizer à Sporting TV.
O treinador dos Leões referiu ainda que gostou da atitude da equipa e que o grupo está pronto para enfrentar os vários desafios que tem até ao fim da temporada.
"O que me deixou mais satisfeito foi o colectivo e a forma como a equipa nunca abrandou, quis sempre mais e quis sempre melhor. Só desta forma é que conseguimos alcançar o que queremos. Saio daqui satisfeito com a prestação de todos os jogadores e, acima de tudo, do colectivo. Vamos continuar o nosso trabalho de forma tranquila à procura dos nossos objectivos. (...) É um Sporting CP que está claramente preparado e podem contar com isso. A prova está no que fizemos hoje, no que fizemos na semana passada e no que vamos conseguir fazer no próximo fim-de-semana em Itália e, depois, a meio da semana para o Campeonato Nacional. Sabíamos que tínhamos um calendário muito carregado nesta altura, mas é a dinâmica da equipa e vamos lutar até ao fim das nossas forças pelos nossos objectivos", assegurou.

Fonte/Foto- Sporting CP

1Domingo