a c e b o o k
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

Ritmo e intensidade para ...

sexta , Nov. 26 2021
35

Torneio Eixo Atlântico ...

sexta , Nov. 26 2021
34

Rafa- “vai ser um jogo ...

sexta , Nov. 26 2021
15

Hóquei fica mais pobre

segunda , Jul. 30 2018
61459

Patinagem reconhecida ...

segunda , Nov. 09 2015
29770

CM Feminino- Portugal ...

sábado , Out. 01 2016
24026

Guilherme Silva (AD ...

quinta , Jan. 19 2017
1952

HC Maia prepara aula ...

quarta , Dez. 14 2016
1572

Resumo da AD Valongo- HC ...

quinta , Abr. 20 2017
1131

5 Barbeiro Completo

Terronia

cabsesp

Declarações do selecionador espanhol, depois da final do Europeu, ganha pela Espanha à França (2-1)

"Ganhar, normalmente, é o resultado do trabalho feito e do nível da equipa, e eu sou apenas mais um nesta engrenagem. Os jogadores fizeram um grande trabalho, havia uma grande vontade de trabalhar bem e ganhar o campeonato. Estou muito contente.

A França fez um grande jogo, se calhar melhor do que nós, mas muitas das vezes ganha quem finaliza. Eles têm de estar muito orgulhosos do que fizeram.

Normalmente em competição costumo desligar-me das informações, mas não estou do outro lado do mundo e sei que houve polémica. O que posso dizer é que ontem [sexta-feira] tínhamos que ganhar e gerir o resultado para poupar esforços e hoje era um jogo diferente. Fizemos o nosso trabalho e hoje ganhámos o campeonato, mas respeito todas as opiniões. Agora quero festejar um bocadinho e descansar muito."

Fonte- Jornal “O Jogo” * Foto- EPA

1 Esteticista Essencial

 fotoespa

A Espanha conquistou o Europeu ao vencer na final a França por 2-1 mas foi só no prolongamento que o jogo se decidiu.

A Espanha revalidou este sábado o título europeu de hóquei em patins, ao derrotar a França por 2-1, após prolongamento, na final do 54.º Campeonato da Europa, que decorreu em Paredes, somando o 18.º cetro continental.
Um jogo que teve como grande protagonista Tony Perez que fez o golo no prolongamento que ditou o título aos espanhóis.
Bruno di Benedetto inaugurou o marcador aos 8 minutos da etapa complementar e seria Carballera a empatar a partida ao minuto 15.
Sem que houvesse um vencedor no final do tempo regulamentar foi preciso ir a prolongamento e aí seria a Espanha a mais eficaz perante uma França que procurou em Paredes o seu primeiro título europeu.
O jogo de atribuição do terceiro e quarto lugares entre Portugal e Itália foi cancelado pela federação europeia da modalidade, que invocou motivos de saúde pública, depois de terem sido detetados dois casos de covid-19 na seleção portuguesa.

Foto- WSE-RH/António Lopes

1 Cabeleireiro

imgfpp

A FPP emitiu este sábado um comunicado onde repudia “'todos os comportamentos anti-desportivos” que aconteceram no jogo entre Espanha e França e que ditou o afastamento de Portugal na luta pelo título europeu.

COMUNICADO

Depois de um jogo épico e apaixonante, que cativou as emoções de adeptos e não adeptos de hóquei em patins, o que comprova a transcendência e o quanto o desporto é sublime, assistimos a factos que contrariam os próprios valores do desporto e da competição.

Negar competir é a antítese daquilo que deve ser a excelência das equipas, dos seus jogadores e dos seus treinadores. Ontem, as seleções nacionais de França e Espanha não aplicaram os valores de ética e fair play.

Durante os cinquenta minutos, os árbitros do encontro interromperam, por duas vezes, o jogo para advertir os capitães de ambas as seleções por anti-jogo. O primeiro aviso foi realizado a 8m do final do jogo, tendo ambos os capitães sido sancionados com cartão azul a 2m do final do encontro.

Por coincidência, o capitão da seleção francesa, que acumulava dois cartões azuis antes deste jogo, ficou ontem estrategicamente no banco e sem braçadeira, protegendo-o de eventuais suspensões, em caso de novo cartão azul.

Foram ainda visíveis as opções estratégicas das equipas. Num jogo que decidia a qualificação para a final, ambas as seleções optaram por deixar de fora (na convocatória ou no tempo de jogo) alguns dos seus habituais titulares, tendo inclusive uma seleção falhado deliberadamente um livre direto, ação que foi sancionada pelo árbitro com cartão azul.

A Federação de Patinagem de Portugal esforçou-se para assegurar que o hóquei em patins europeu, ao nível das seleções, se mantivesse ativo. Agimos na defesa da modalidade, assumindo a responsabilidade de realizar os cinco torneios europeus agendados para este ano, face à indisponibilidade das outras federações em manterem os seus compromissos.

Assumimos as nossas responsabilidades desportivas, neste Campeonato da Europa, com a mesma convicção com que repudiamos todos os comportamentos anti-desportivos que, além de impactarem negativamente no nosso desporto e na credibilidade das nossas competições, ferem a verdade e ética do desporto.

Hoje, temos uma medalha de bronze para ganhar.

6 Esteticista Inicial

258230122 4839976406069000 2262682200565727219 n

Portugal venceu, ontem, a seleção de Andorra, por 12-1, naquele que foi o último jogo da fase de grupos do Campeonato Europeu de Hóquei em Patins, classificando-se em terceiro lugar.

Apesar da goleada, a seleção nacional viu afastado o sonho de estar presente na final da competição, uma vez que Espanha venceu a seleção francesa, pela escassa vantagem de dois golos.

Portugal começou cedo a impor o ritmo de jogo e ao intervalo, vencia já por 6-1. No tempo complementar, mais seis golos definiram o resultado mais alargado de todo o europeu, com o um hat-trick do capitão João Rodrigues, e golos de Gonçalo Alves (2), Diogo Rafael (2), Rafa (2), Jorge Silva (2) e Veirinha.

No final do jogo, Henrique Magalhães considerou que a seleção acabou «por fazer uma boa exibição». «Ganhámos bem, mas claro que não queríamos que fosse este o desfecho do europeu, que ainda não acabou. Temos de pensar naquilo que vem amanhã, que é um terceiro e quarto lugar e queremos muito conquistar o pódio. Obviamente que gostaríamos de estar na final. Não foi possível. De qualquer forma, temos de continuar a dignificar esta camisola e o símbolo que temos ao peito, e é isso que vamos fazer amanhã», disse.

Edo Bosch explicou que este foi «um jogo difícil de preparar sobretudo pelo que aconteceu antes do jogo». O técnico não quis deixar de «dar os parabéns aos meus jogadores pela seriedade e pelo esforço que fizeram hoje» e confessou que «para mim, foi uma oportunidade única, que nunca vou esquecer, a de ser selecionador nacional de uma seleção campeã do mundo».

Em relação ao jogo de amanhã «vamos dar tudo para conquistar o terceiro lugar» pois «estes guerreiros merecem isso, assim como o público que nos está a apoiar. Vamos dar tudo e fazer o que fizemos durante este campeonato. E o melhor que podemos tirar desta competição é que fizemos um jogo que vai ficar para a história, que foi o de ontem», concluiu.

Portugal vai agora disputar o terceiro lugar da prova frente à Itália, hoje, às 17h. Assista ao jogo da seleção nacional na RTP ou em FPP TV.

Fonte- FPP * Foto- WSE-RH/António Lopes

6 Cabeleireiro de Homens

258595492 4839104106156230 5943316725353329368 n

A Itália terminou a fase regular do Europeu de HP com um triunfo sobre a Alemanha por 4-1, somando 8 pontos nos cinco jogos realizados, esperando agora pelo adversário que defrontará esta sábado para a atribuição do 3.º/4.º lugar.
Jogo onde foi a Alemanha a inaugurar cedo o marcador por Max Thiel logo aos 2 minutos, mas até ao intervalo a seleção transalpina acabaria por reverter o resultado a seu favor com Verona a empatar a 1 bola e seria Gavioli Davide a confirmar a reviravolta no placard ainda antes do intervalo.
E a Itália não poderia ter pedido melhor recomeço da etapa complementar já que Malagoli Andrea logo nos segundos iniciais aumentou para 3-1.
Assistiu-se depois a um controle do jogo por parte dos italianos que acabariam ainda por marcar por mais uma vez, por intermédio de Francesco Campagno que assinou o 4-1 que selou o resultado deste jogo.

Foto- WSE-RH/António Lopes

5 Massagista Essencial

257543959 2624087117727141 3666628415599303609 n

O Parede FC leva a efeito entre esta sexta feira e domingo a 5.ª edição da Golden Cup, esta época em formato de Triangular.
OC Barcelos, Sporting CP e Parede FC discutirão o troféu em disputa, numa edição que inicialmente previa também a presença do SC Marinhense. Mas um surto de Covid-19 no seu da formação da Capital Vidreira obrigou a organização do evento a ter que alterar o formato da competição.
Assim esta noite de sexta feira o Parede FC defronta o Sporting CP num jogo onde a formação leonina está privada de cerca de metade do plantel que estão a disputar o Europeu em Paredes, pelas cores da Seleção Nacional e de Espanha.
O Parede FC iniciou este Torneio em 2016. Sporting "B" (2016), Tomar (2017), Marinhense (2018) e Turquel (2019), são os vencedores das edições realizadas, já que em 2020, fruto do surto pandémico a prova não se efetuou.
A entrada para a Golden Cup é livre, numa oportunidade de "matar" saudades dos jogos da I Divisão.

Jogos
1.ª jornada
Sexta Feira 21H00 Parede FC- Sporting CP
2.ª Jornada
Sábado 17H30 Parede FC- OC Barcelos
3.ª Jornada
Domingo 17H30- Sporting CP- OC Barcelos

5 Maquilhagem Essencial

arbitragem

A FPP publicou esta sexta feira a lista de nomeações para os jogos a realizar até à próxima quinta feira.

Nomeações

Fonte- FPP

5 Barbeiro Completo

rgrfpp

No final da partida frente à Espanha e onde Portugal venceu já nos segundos finais do encontro, Renato Garrido, já com op jogo terminado viu vermelho, fruto das manifestações de desagrado para com a dupla italiana que dirigiu o encontro.
Ainda nervoso, Renato Garrido num curto comentário para a RTP, deixou duras críticas aos árbitros e mostrou-se em simultâneo orgulhoso da equipa que dirige, e ainda teve tempo para ser sarcástico sobre o jogo entre a Espanha e França na ultima jornada da fase regular, e que definirá as posições da classificação e onde Portugal tem uma palavra a dizer.

É um orgulho muito grande ser português. Vieram aqui dois italianos [árbitros] tentar fazer de tudo para que nós perdêssemos, mas somos uma equipa de caráter. Estamos bem vivos. E vamos dar trabalho a toda a gente. Se nos deixarem e houver um jogo sério no Espanha-França”, referiu o selecionador português.

Foto- Jornal "O Jogo"/Lusa

4 Tecnico de Massagem

257713010 4836532873080020 3486807882608731939 n

De loucos. Que jogão este que tivemos oportunidade de assistir entre Portugal e Espanha, com o triunfo a sorrir aos lusos por 10-9 mesmo ao soar do gong, depois de Portugal estar a perder por dois golos um minuto e meio antes.
Quando já poucos acreditavam eis que “Rafa” meteu a redondinha no buraco da agulha e fez explodir, autenticamente, o Pavilhão Multiusos em Paredes que se encontrava totalmente lotado.
Uma partida com todos os ingredientes que possamos imaginar- emoção, golos para todos os gostos, erros de parte a parte que criaram a ilusão às equipas, nervos QB, aliada à alegria de quem venceu e a frustração de quem teve o pássaro na mão e o deixou fugir.
A seleção das quinas mostrou muitas dificuldades a nível defensivo, mas acreditou até ao fim e foi premiada com a vitória. Portugal e Espanha entraram com tudo e marcaram duas vezes nos primeiros sete minutos. Enquanto que a formação de Renato Garrido criou bastantes lances de perigo e foi demasiado perdulária, a equipa de Cabestany foi eficaz. Ao intervalo, o placar marcava 4-4, onde Portugal aos 24 minutos vencia por 4-2, permitindo o empate nos segundos finais do primeiro tempo.
No regresso para o segundo tempo, assistiu-se a uma chuva de golos em Paredes. Espanha entrou melhor e dilatou a vantagem para 6-4, só que Portugal nunca baixou os braços e voltou a chegar à igualdade. Dois golos da seleção espanhola já nos últimos dez minutos deixaram tudo muito difícil para Portugal, que precisava de vencer para poder chegar à final. Hélder Nunes fez o sétimo, Gonçalo Alves voltou a reduzir já depois do nono golo espanhol e o que se seguiu depois foi simplesmente incrível. Um auto-golo de Bargalló, autor de quatro golos, quando estavam decorridos 24´13”, voltou a igualar. E quando já se pensava que o empate seria o resultado final, Rafa marcou a 13 segundos do fim e deu a vitória a Portugal!
Com este resultado, Portugal salta para o 3.º lugar da tabela, com os mesmos pontos da Espanha (7). Na derradeira jornada, marcada para amanhã, a equipa de Renato Garrido enfrenta Andorra, ao passo que Espanha joga frente à líder França, que soma 10 pontos.

Fonte- Jornal “Record” * Foto- WSE-RH/António Lopes

3 Massagem Desport

258854842 4835834496483191 6363620995950831489 n

A França depois do susto ontem perante Andorra com quem empatou a 4 bolas, hoje, em jogo a contar para a 4.ª jornada do Europeu, venceu a Alemanha por 5-2 e marca presença, pela primeira vez no seu historial, na final do campeonato europeu de HP.
Como diz o ditado “prudência e caldos de galinha” nunca fizeram mal a ninguém, a França entrou decidida a resolver cedo a questão chegando ao 3-0 aos 13 minutos (2 golos de Carlo Di Benedetto e outro do irmão Bruno). A Alemanha empataria pouco depois por Lucas Karschau, mas já perto do intervalo a França voltaria a abanar as redes fazendo o 4-1 pelo stick de Erwan Debrouver.
Segunda parte com os gauleses a dominarem e a gerirem a vantagem anda permitiu fazer o 5-1 (Antoine Le Berre). Os alemães reduziriam para 5-2 por Lucas Karschau, mas o resultado já não se alteraria até final
Uma vitória justa de uma seleção que marca assim presença, independentemente do que possa acontecer nos outros jogos, na final da 54.ª edição do Campeonato Europeu de HP.

Foto- WSE-RH- António Lopes

4 Barbeiro

257435255 4833214486745192 8506495437725736978 n

Referente à 3.ª jornada do Europeu 2021. Portugal e Itália empataram a 4 bolas num jogo com várias reviravoltas no marcador, e onde à seleção lusa faltou alguma estrelinha para somar o segundo triunfo na competição.
Deixamos aqui os momentos mais importantes do jogo numa edição da EURO RINK HOCKEY TV.

Resumo do Jogo

Foto- WSE-RH/António Lopes

2 Unhas de Gel