a c e b o o k
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

Pedro Henriques- “Jogo ...

sábado , Abr. 10 2021
43

Jordi Bargalló- ...

sábado , Abr. 10 2021
59

Miguel Rocha - ...

sábado , Abr. 10 2021
32

Hóquei fica mais pobre

segunda , Jul. 30 2018
60149

Patinagem reconhecida ...

segunda , Nov. 09 2015
28102

CM Feminino- Portugal ...

sábado , Out. 01 2016
22474

Inês Ferreira é reforço ...

terça , Jul. 03 2018
1154

HC Portimão vence ...

segunda , Jun. 27 2016
1818

Guillem Cabestany e ...

quinta , Out. 26 2017
1092

3 Massagista Essencial 2

udo1

A UD Oliveirense no seu primeiro jogo da fase de grupos da Liga Europeia venceu categoricamente o Reus por 5-1 e assumiu a liderança do grupo B.

Com este resultado, a ultima jornada decidirá que termina em primeiro lugar, visto o Sporting CP também somar uma vitoria mas por 5-3 perante o mesmo adversário, o Reus.

Quanto ao encontro, o Reus entrou melhor fazendo o primeiro e único golo da partida aos 2' por Joan Salvat.

Em desvantagem a UD Oliveirense cresceu e antes do descanso deu a volta por Tato Ferruccio e Lucas Martinez.

No segundo tempo, o Reus limitado sem a sua principal figura, o lesionado Raul Marin, nunca conseguiu encontrar linhas para desfeitear o guarda redes Xavier Puigbi.

Com o desenrolar dos minutos, a UD Oliveirense foi construindo a vitoria com tentos de Lucas Martinez, Tato Ferruccio e Marc Torra.

Assim na ultima jornada, basta à UD Oliveirense o empate para segurar o primeiro lugar.

A decisão do grupo B, diante o Sporting CP e a UD Oliveirense está agendada para este domingo às 17h no pavilhão do Luso.

valter neves 2 new

O capitão da equipa de hóquei em patins do Benfica lançou os jogos com o HC Deportivo Liceo e FC Barcelona, do Grupo C da Liga Europeia.

Inserido no Grupo C, com os espanhóis do FC Barcelona e do HC Deportivo Liceo, a equipa de hóquei em patins do Sport Lisboa e Benfica joga o acesso à final four da Liga Europeia, no Luso, neste fim de semana, dias 10 e 11 de abril.
O capitão das águias, Valter Neves, anteviu a jornada dupla, perspetivou jogos complicados e onde todos os pormenores contam.

"Esperamos um fim de semana muito intenso, temos de estar na melhor forma e focados em cada detalhe e pormenor do jogo. Estes jogos, tão equilibrados, são decididos nesses detalhes", alertou o hoquista à BTV.

O primeiro embate é com os galegos do HC Deportivo Liceo, no sábado, às 18h00, numa jornada de reencontros para Adroher (ex-Benfica) e para Edu Lamas e Ordoñez (ex-Liceo). Valter Neves deixou elogios a um adversário que considera "de topo".

"É uma equipa muito intensa, com índices físicos fortes e muito experiente. É uma equipa evoluída técnica e taticamente. É de topo! Temos vindo a estudá-la e vamos tentar aproveitar e explorar ao máximo as debilidades que possam apresentar num ou noutro ponto", analisou o defesa.

No dia seguinte, domingo, às 20h00, há duelo com o FC Barcelona e mais reencontros: Ordoñez enfrenta a antiga equipa, tal como o internacional português João Rodrigues (ex-Benfica). O capitão das águias ressaltou a homogeneidade do plantel catalão como a maior virtude.

"Relativamente ao Barcelona, uma das vantagens é a homogeneidade de valor que apresenta. Consegue ter um grupo de jogadores com bastante qualidade e cuja rotação permite que esteja sempre num bom nível. Mas, como todas as outras equipas, apresenta lacunas num ou noutro aspeto que vamos ter de explorar", sublinhou.

"A nossa consistência e estilo de jogo, defensivo e ofensivo, podem, neste tipo de encontros de elevado nível, trazer vantagem a nosso favor. Sendo estáveis, conseguimos que o jogo vire a nosso favor", referiu Valter Neves.

Fonte- SL Benfica/Marco Rebelo * Foto- SL Benfica/Cátia Luís

2 Cabeleireiro Essencial 2

 jl12887

Paulo Freitas considerou justa a vitória do Sporting CP frente ao Reus Deportiu, no arranque da fase de grupos da Liga Europeia (5-3), na qual os Leões são os detentores do troféu.

Entrámos bem e fomos melhores na primeira parte, na segunda não entrámos tão bem, mas conseguimos corrigir a falta de profundidade e os problemas na saída, e conseguimos marcar mais. A vitória assenta-nos bem pelo que fizemos durante os 50 minutos”, disse o treinador Leonino sublinhando que Ferran Font e Gonzalo Romero têm toda a sua “confiança” e a da equipa para continuarem a bater as bolas paradas: “Têm toda a nossa confiança. Não se trata de falta de competência, mas da valia de quem está do outro lado”.

Esta gente trabalha muito e quem o faz é sempre recompensado”, sublinhou Paulo Freitas, dando conta da importância deste triunfo: “Foi muito importante porque esta fase da prova está diferente e só temos dois jogos. Por isso, temos 50 por cento do trabalho feito e agora a nossa preocupação é recuperar os jogadores para no domingo conquistarmos mais três pontos”.

Fonte/Foto- Sporting CP

2 Barbeiro 2

hp2 3

A equipa do Sporting CP venceu, nesta sexta-feira, o Reus Deportiu por 5-3 no primeiro jogo do grupo B da Liga Europeia, no Luso, onde se realiza até domingo toda a fase de grupos da prova.

Uma vitória justa numa boa e dividida partida de hóquei em patins, na qual a formação orientada por Paulo Freitas foi mais competente, e conseguiu converter essa mesma competência em golos, e na qual as bolas paradas tiveram um peso muito importante.

Foi assim que a formação espanhola marcou dois dos seus três golos, ao invés do Sporting CP que até começou por desperdiçar o primeiro livre directo de que dispôs – aos nove minutos, o guardião adversário negou o golo a Ferran Font, mas, na insistência, Toni Pérez abriu o marcador.

João Souto fez depois, aos 16 minutos, o 2-0 dando maior conforto ao Leões, mas o Reus Deportiu reduziu, pouco depois, numa grande penalidade marcada por Alex Rodriguez.

Ainda assim, com sinal mais e a ver Ângelo Girão fechar bem a baliza verde e branca, o Sporting CP fez o 3-1 ainda antes do intervalo, desta vez ao aproveitar novo livre directo. Ferran Font voltou a ter a oportunidade e, desta feita, não a desperdiçou.

Vantagem justa para os Leões ao intervalo com a segunda parte a começar com uma ‘bomba’ de Pedro Gil, mas o guarda-redes do Reus Deportiu defendeu o remate do capitão Leonino, evitando o 4-1.

Logo depois a formação espanhola cometeu a décima falta e o Sporting CP dispôs de mais um livre directo, mas Ferran Font voltou a não conseguir converter. Melhor sorte teve logo a seguir o Reus Deportiu, que fez o 3-2 em mais um livre directo.

Os espanhóis ainda tiveram, minutos depois, a oportunidade de empatar, através de mais uma grande penalidade, mas Ângelo Girão não permitiu o 3-3 e segurou a vantagem Leonina.

Aos 36 minutos, Gonzalo Romero tentou o 4-2 na conversão de nova grande penalidade, mas não a converteu, redimindo-se assim que pôde: primeiro com uma assistência perfeita para golo de Telmo Pinto e depois ao converter um livre directo, que consolidou a vantagem verde e branca – 5-2.

Até ao final da partida, houve mais oportunidades de golo e mais lances de bola parada, mas só o Reus Deportiu marcou, e desta vez, de bola corrida.

Os Leões voltam a jogar no domingo, diante da UD Oliveirense, um encontro decisivo para seguirem para as meias-finais da prova, que conquistaram em 2018/2019 e na qual ainda são os detentores do troféu – uma vez que na época passada a prova foi cancelada.

Fonte/Foto. Sporting CP

1 UnhasGel 2

jsilv

A UD Oliveirense, que já venceu uma Taça CERS e uma Taça Continental, vai disputar a fase de Grupos da Liga Europeia no Grupo B, juntamente com o Sporting CP e o Reus Deportiu.

Jorge Silva, jogador da Seleção Nacional e da União Desportiva Oliveirense faz a antevisão do que podemos esperar para os três dias da competição.

“Sabemos certamente que as nove equipas que estão presentes nesta fase têm pretensões para chegar à Final4 e a União não foge à regra. Vamos encarar esta Liga Europeia dessa mesma forma, com a ambição de estar na Final4. Para isso, entramos em campo no sábado, contra o Reus, e sabemos que só nos pode passar pela ideia a vitória e deixar em aberto para o jogo de domingo esse apuramento. Com todo o respeito pelas duas equipas, mas temos de nos preocupar connosco e fazer o nosso melhor hóquei para conseguir esse objetivo”, referiu.

O atleta considera ainda “muito importante a realização desta Liga Europeia” afirmando que “para nós jogadores é uma competição diferente, super importante, em que se vão reunir as melhores equipas da Europa. Mesmo para o panorama do hóquei em patins é um sinal de que o hóquei em patins está vivo e certamente, neste fim-de-semana, toda a gente do hóquei vai estar ligada nestes três dias de competição para ver os melhores praticantes do mundo e as melhores equipas”.

Relativamente à situação de pandemia que vivemos atualmente, Jorge Silva acredita que “o sistema que encontrámos de colocar as equipas em bolha nesta altura será o necessário – todos sabemos a situação que o país e a Europa atravessam – e, pessoalmente, conhecendo o Hotel do Luso e o pavilhão do Luso onde se vai realizar esta bolha, acho perfeito o envolvimento que teremos e as equipas têm de encarar isso como uma necessidade e não como um constrangimento, por isso não vamos encontrar problemas aí. Vamos focar-nos sim nos dois jogos que temos para realizar e que queremos ganhar”.

Fonte/Foto- FPP

1 Esteticista Inicial 2

ruineto

O Treinador do OC Barcelos lembra que os minhotos têm o objetivo de atingir a final-four da competição, a disputar-se entre nove equipas, no Luso.

O Barcelos, que esteve pela última vez na Liga Europeia em 2008/09, está de volta à prova, o que aconteceu por convite, depois da desistência das equipas italianas.

O Barcelos entra a defrontar o Noia, no sábado (12h00) e Rui Neto, técnico dos minhotos, referiu: "As expectativas são elevadíssimas. Há largos anos que o Barcelos não participa nesta prova e chega com ambições e objetivos claros entre nove grandes equipas, em que nos espera um grande espetáculo de hóquei em patins".

"Todas as equipas têm o mesmo objetivo: chegar à final-four. E todas têm essa legitimidade, sendo que o grupo mais equilibrado, o chamado grupo da morte, é o do Barcelona, Liceo e Benfica. Mas todos temos capacidades de seguir em frente e nós estamos dentro desse lote", adiantou Rui Neto, que abordou ainda o encontro com o Noia: "É uma excelente equipa, com bons jogadores, uma mescla de jovens com gente experiente, e vai criar dificuldades do FC Porto e ao Barcelos. Primeiro temos de nos preocupar com este adversário e depois recuperar a equipa fisicamente para domingo, frente ao FC Porto estarmos a alto nível".

A fase de grupos disputa-se no Luso, conta com nove equipas divididas em três grupos, apurando-se para a final-four os primeiros classificados e ainda o melhor segundo.

O Barcelos, segundo classificado do campeonato português, tem um título europeu, conquistado em 1990/91. Recentemente, o clube brilhou na Europa, ao conquistar a Taça CERS (atual Taça WSE), em 2015/16 e 2016/17, sendo, a par de Novara e Liceo, o Barcelos é o emblema com mais conquistas nesta prova (3).

Fonte- Jornal “O Jogo” * Foto- Artur Machado / Global Imagens / Jornal “O Jogo”

Curso de massagem desportiva

rgarc

Reinaldo Garcia, capitão do FC Porto, após o triunfo sobre o Noia, por 7-4, na abertura da Liga Europeia

Adversário
“Sabíamos como ia jogar o Noia, o ponto forte deles é a defesa - muito pesada -, com muito sacrifício. Através disso criaram contra-ataques em que criaram oportunidades claras”.

Análise da partida
“Sabíamos que ia ser um jogo complicado, mas é nestes momentos em que um jogo pode decidir muita coisa e foi o que encontrámos, muita dificuldade, mas o FC Porto foi uma equipa que soube gerir as situações, trabalhar e pouco a pouco fomos sentindo melhor dentro da pista, como equipa e individualmente, conseguimos dar a volta ao resultado e fizemos um jogo ao nosso gosto”.

Ânsia
“Inconscientemente, depois de tanto tempo sem jogar, sermos os primeiros a jogar na competição inevitavelmente sente-se a ânsia de jogar bem, de querer ganhar, entrar com o pé direito, mas isso faz parte. Pouco a pouco, os minutos foram passando e fomo-nos sentindo cada vez melhor”.

Fonte- Jornal “O Jogo” * Foto- António Lopes/WSE RH/Jornal “O Jogo”

6 Unhas Gel Profissional 2

mvieira

O Sport Lisboa e Benfica conquistou já 2 Taças CERS, 3 Taças Continentais e 2 Ligas Europeias, a última conquistada em 2015/16. Nesta edição da Liga Europeia vai disputar a fase de Grupos da competição no Grupo C, juntamente com o Barça e Liceo.

Miguel Vieira, jogador da Seleção Nacional e do SL Benfica, fala-nos dos objetivos para esta primeira fase.

Para o jogador, o regresso da Liga Europeia é muito importante para o hóquei em patins “porque começamos a ver uma luz ao fundo do túnel no que toca a questão da pandemia. Eu, pessoalmente, fiquei muito feliz por saber que se iria realizar este ano porque é uma competição que quero ganhar”.

Miguel Vieira defende que “o objetivo num clube como o Benfica tem que ser ganhar a competição e, para isso, temos que passar esta fase para depois podermos estar na Final4. Sabemos que é um grupo bastante difícil e que a qualificação para a próxima fase vai ser decidida nos pormenores”.

Fonte/ Foto- FPP

6 Tecnico Massagem 2

curcoord

Arrancou esta terça-feira, 6 de abril, a 1.ª edição do Curso de Coordenadores Técnicos de Clubes. Organizado em conjunto pelas federações portuguesas de andebol, basquetebol, futebol, patinagem e voleibol, é dirigido aos treinadores das respetivas modalidades, sendo que no caso da FPF (via Portugal Football School) os destinatários são os técnicos de futsal e no da federação de patinagem os de hóquei em patins.

O curso, com 100 participantes, é composto por 20 horas letivas, todas em formato de ensino à distância, e estende-se até 24 de abril.

Os presidentes das cinco federações marcaram presença na sessão de arranque. Miguel Laranjeiro, líder da Federação de Andebol de Portugal, congratulou-se com o facto de “em tempos de distanciamento social as federações serem capazes de desenvolver projetos inovadores e criativos, que contribuirão para o desenvolvimento das cinco modalidades”.

A preparação de Coordenadores Técnicos para liderar e desenvolver projetos de formação é fundamental para melhorar a qualidade do trabalho com os jovens praticantes nos clubes e ajudar a promover a sustentabilidade das estruturas do basquetebol”, considerou por seu turno o presidente da respetiva federação, Manuel Fernandes.

Fernando Gomes, da FPF, está convicto de que “este curso servirá de referência incontornável no desenvolvimento do desporto nacional” e acrescenta que “a qualidade e ecletismo dos formadores é uma garantia de excelência para todos os alunos”.

“Trata-se de uma iniciativa inovadora e congregadora de uma nova visão desportiva em Portugal”, resume Luís Sénica, da Federação de Patinagem de Portugal.

Um entusiasmo partilhado por Vicente Araújo, líder da Federação Portuguesa de Voleibol: “Juntos fazemos acontecer! Juntos caminhamos em prol do desenvolvimento do desporto em Portugal.”

Fonte/Foto- FPP

5 Cabeleireiro Inicial 2

guilca

O treinador do FC Porto no final da partida era naturalmente um técnico satisfeito, mas ao mesmo tempo a deixar o aviso que nesta competição, o mínimo erro pode ser fatal para as ambições de qualquer equipa.

Às vezes esperas umas coisas e vês outras. No sentido da dificuldade do jogo, estávamos à espera, sabemos das qualidades e do caráter do Noia, do caráter que tem a vila de onde vem o Noia, uma região com o hóquei muito enraizado, e isso demonstra-se. Passam os anos, mudam os jogadores, mas este caráter mantém-se. Não estávamos à espera que o resultado ficasse comprometido nos primeiros dez minutos de jogo, mas houve muito mérito da equipa em acalmar o jogo, encontrar o ritmo que mais nos interessava e abrir o nosso marcador para meter dúvidas no Noia. A partir daí fizemos um jogo muito bom, mas temos de ser mais constantes, porque, nesta competição, com o formato atual, cinco minutos maus deixam-te em casa. Hoje conseguimos reverter o resultado, mas no domingo pode acontecer o contrário, por isso temos de melhorar este aspeto”, afirmou Guillem Cabestany no final do encontro.

Fonte- FC Porto

5 Barbeiro Completo 2

al luso

A fase de grupos da Liga Europeia de hóquei em patins no pavilhão do Luso, abriu com o desafio entre o FC Porto e o Noia, adversários do OC Barcelos no grupo A.

O FC Porto líder do campeonato português, defrontou o oitavo classificado da OK Liga espanhola, vencendo por 7-4, apesar de ao intervalo ter estado a perder por 3-2.

Apesar do favoritismo pertencer à equipa portuguesa, foi o Noia que surpreendeu com uma vantagem de dois golos, ambos apontados por Poli Manrubia aos 2' e 5'.

Tentou reduzir a formação do FC Porto mas seria de novo a turma espanhola do Noia a marcar e a elevar para 3-0 de grande penalidade aos 13' por Xavi Costa.

A bola foi ao centro e na jogada imediata, o FC Porto reduziu para 3-2 por Xavi Barroso.

Numa partida de muito contato físico, o FC Porto beneficiou aos 15' de um livre direto a punir a décima falta do Noia, tendo Gonçalo Alves permitido a defesa do guarda redes Jesus Fernandez.

O FC Porto assumiu o jogo e aos 17' Carlo Di Benedetto colocou o marcador em 3-2, resultado que até ao intervalo não sofreu alteração.


 

No segundo tempo desde cedo se percebeu que seriam as bolas paradas a mexer no marcador.

Aos 5' o FC Porto cometeu a décima falta, com Poli Manrubia a concretizar o livre direto, fazendo o 4-2 para o Noia.

No minuto seguinte e depois de Carlo Di Benedetto ter falhado um livre direto, Gonçalo Alves de grande penalidade reduziu para 4-3.

Embalados pelo quarto golo, o FC Porto com um ritmo muito forte, saltou pela primeira vez para a frente do marcador ( 5-4 ) aos 8' com golos de Ezequiel Mena e Xavi Barroso.

Com o Noia ja a demonstrar algum desgaste fisico, o FC Porto podia ter feito o sexto tento aos 12', mas Gonçalo Alves não concretizou uma grande penalidade.

Aos poucos o jogo começou a desenhar o vencedor do encontro, com o FC Porto a aumentar para 6-4, aos 16' por Carlo Di Benedetto.

Perto do fim, aos 23', Gonçalo Alves estabeleceu o resultado final de 7-4, na transformação de um livre direto, a castigar a vigésima falta do Noia.

Para o grupo A, o próximo jogo é este sabado às 12.00h com o OC Barcelos a defrontar o Noia