a c e b o o k
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

3.ª D- Série C- ...

terça , Jan. 31 2023
18

3.ª D. Série B- CP ...

terça , Jan. 31 2023
12

Liga Placard- Resumo CD ...

terça , Jan. 31 2023
18

Hóquei fica mais pobre

segunda , Jul. 30 2018
62973

Patinagem reconhecida ...

segunda , Nov. 09 2015
31833

CM Feminino- Portugal ...

sábado , Out. 01 2016
25818

1º Estágio de ...

sexta , Set. 02 2016
2245

Convocatória Seleção ...

terça , maio 31 2016
4718

Angola- Federação e ...

quarta , maio 01 2019
1356

4 Tec Massagem 27 Fev

318200013 621460273113780 7658204684112421933 n

FC Porto recebeu e bateu o Riba d’Ave (4-2) e ascendeu ao pódio do Campeonato de hóquei
A equipa de hóquei em patins do FC Porto seguiu o exemplo das restantes modalidades e deu por terminado um fim de semana cem por cento vitorioso nos pavilhões onde os Dragões atuaram. Em receção ao Riba d’Ave a contar para a ronda 8 do Nacional, os detentores do título venceram por 4-2 e colaram-se a um Óquei de Barcelos acabado de perder a invencibilidade e a liderança em Alvalade.

Com os patins oleados depois da goleada em Viana do Castelo, o FC Porto entrou a todo o gás e a obrigar o guardião do Riba d’Ave a aplicar-se. Contra a corrente do jogo, o poste protegeu as redes da casa aos dez minutos e outros tantos volvidos foi o ferro da outra baliza a retorquir a gentileza a Carlo Di Benedetto. Os guarda-redes espanhóis eram quem mais brilhava e após cartão azul ao dono da braçadeira visitante coube a Álvaro Sheda impedir Gonçalo Alves de abrir a contagem. Em powerplay, Reinaldo García apareceu sozinho na área para concluir a jogada desenhara por Telmo Pinto e colocar alguma justiça no marcador. Essa viria a desaparecer a 25 segundos do descanso, quando Anderson fez o empate.

A etapa complementar não podia ter começado melhor: a defrontar o irmão Hugo, Diogo Barata assistiu Ezequiel Mena para o avançado Campeão do Mundo de clubes e seleções fazer o 2-1. Inconformados, os visitantes continuavam a dar água pela barba a Xavi Malián que se aplicava uma e outra vez para manter a vantagem. Em claro dia sim no capítulo da finalização, Nalo assumiu as rédeas, bisou e dilatou o avanço da equipa por si capitaneada. Logo a seguir, a combinação perfeita entre os artilheiros portistas valeu o 4-1 da autoria de Benedetto a passe de Gonçalo. Os famalicenses só reduziram a distância graças ao infortúnio do internacional francês já dentro dos dois minutos finais (4-2).

Fonte- FC Porto * Foto- Riba D´Ave HC

Manicure Pedicure