a c e b o o k
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

1.ª D- Resumo do CD Paço ...

sexta , Jan. 28 2022
14

Fim de semana de jogos ...

sexta , Jan. 28 2022
13

FPP- Nomeações de 28 ...

sexta , Jan. 28 2022
17

Hóquei fica mais pobre

segunda , Jul. 30 2018
61651

Patinagem reconhecida ...

segunda , Nov. 09 2015
30173

CM Feminino- Portugal ...

sábado , Out. 01 2016
24465

AD Sanjoanense - ...

quarta , Jun. 19 2019
1086

AP Porto vence Torneio ...

segunda , Dez. 17 2018
1011

André Magalhães e Rui ...

segunda , Jul. 27 2015
1622

3 cabeleireiro inicial

Terronia

257713010 4836532873080020 3486807882608731939 n

De loucos. Que jogão este que tivemos oportunidade de assistir entre Portugal e Espanha, com o triunfo a sorrir aos lusos por 10-9 mesmo ao soar do gong, depois de Portugal estar a perder por dois golos um minuto e meio antes.
Quando já poucos acreditavam eis que “Rafa” meteu a redondinha no buraco da agulha e fez explodir, autenticamente, o Pavilhão Multiusos em Paredes que se encontrava totalmente lotado.
Uma partida com todos os ingredientes que possamos imaginar- emoção, golos para todos os gostos, erros de parte a parte que criaram a ilusão às equipas, nervos QB, aliada à alegria de quem venceu e a frustração de quem teve o pássaro na mão e o deixou fugir.
A seleção das quinas mostrou muitas dificuldades a nível defensivo, mas acreditou até ao fim e foi premiada com a vitória. Portugal e Espanha entraram com tudo e marcaram duas vezes nos primeiros sete minutos. Enquanto que a formação de Renato Garrido criou bastantes lances de perigo e foi demasiado perdulária, a equipa de Cabestany foi eficaz. Ao intervalo, o placar marcava 4-4, onde Portugal aos 24 minutos vencia por 4-2, permitindo o empate nos segundos finais do primeiro tempo.
No regresso para o segundo tempo, assistiu-se a uma chuva de golos em Paredes. Espanha entrou melhor e dilatou a vantagem para 6-4, só que Portugal nunca baixou os braços e voltou a chegar à igualdade. Dois golos da seleção espanhola já nos últimos dez minutos deixaram tudo muito difícil para Portugal, que precisava de vencer para poder chegar à final. Hélder Nunes fez o sétimo, Gonçalo Alves voltou a reduzir já depois do nono golo espanhol e o que se seguiu depois foi simplesmente incrível. Um auto-golo de Bargalló, autor de quatro golos, quando estavam decorridos 24´13”, voltou a igualar. E quando já se pensava que o empate seria o resultado final, Rafa marcou a 13 segundos do fim e deu a vitória a Portugal!
Com este resultado, Portugal salta para o 3.º lugar da tabela, com os mesmos pontos da Espanha (7). Na derradeira jornada, marcada para amanhã, a equipa de Renato Garrido enfrenta Andorra, ao passo que Espanha joga frente à líder França, que soma 10 pontos.

Fonte- Jornal “Record” * Foto- WSE-RH/António Lopes

3 Massagem Desport