a c e b o o k
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

Oliveirense abriu a ...

segunda , Ago. 02 2021
66

“Janeka” vai reforçar o ...

segunda , Ago. 02 2021
232

Pedro Almeida é o novo ...

segunda , Ago. 02 2021
159

Hóquei fica mais pobre

segunda , Jul. 30 2018
60566

Patinagem reconhecida ...

segunda , Nov. 09 2015
28629

CM Feminino- Portugal ...

sábado , Out. 01 2016
22958

Ziga Campos e Hélder ...

sexta , Jun. 01 2018
886

CN Sub13 Norte A: OC ...

terça , Fev. 21 2017
1485

Rodolfo Santos continua, ...

segunda , Set. 03 2018
1033

05 Barbeiro Completo

valter neves taca continental 2013 new

O Sport Lisboa e Benfica anuncia que a ligação de Valter Neves ao Clube, como atleta, chega ao fim, após 17 épocas em que se assumiu como exemplo inexcedível, tanto dentro como fora das pistas.
O até agora carismático capitão da equipa de hóquei em patins vai deixar saudades, mas este é o momento que escolheu para colocar ponto final numa longa e bem-sucedida carreira desportiva. Será também a hora para assumir um novo desafio profissional, aceitando o convite da Direção do Clube para continuar ligado à secção da modalidade, mais concretamente no papel de team manager da equipa sénior.

Valter Neves começou a jogar hóquei em patins aos 6 anos, no Alverca, clube que representou durante 7 épocas, antes de rumar ao Paço de Arcos, onde ficou oito temporadas.

Ingressou no SL Benfica, em 2004, e ficará, indubitavelmente, ligado à história do hóquei em patins do SL Benfica, por tudo o que conseguiu ajudar a conquistar, tanto a nível nacional como internacional. Sem dúvida, um percurso ímpar ao conseguir um registo que não está ao alcance de muitos praticantes da modalidade.

Foram 680 jogos e 319 golos oficiais ao longo de 17 épocas a defender exemplarmente as cores do Sport Lisboa e Benfica, 13 das quais no papel de capitão de equipa, a personificar a mística em campo.

Conquistou 17 troféus desde que chegou Luz, sendo que a Liga Europeia de 2012/13 acaba por ser um marco extremamente importante para o Clube, uma vez que foi a primeira da história do Benfica, além de ter colocado um ponto final num jejum de 22 anos de uma equipa portuguesa a vencer a competição mais prestigiada da Europa.

Em 2015/16, voltou a celebrar uma conquista europeia ao erguer a Liga Europeia na Luz, perante um Pavilhão Fidelidade lotado de sócios e adeptos benfiquistas.

No trajeto vitorioso, Valter Neves ajudou ainda a vencer 3 Campeonatos Nacionais, 3 Taças de Portugal, 2 Supertaças, 3 Taças Continentais, 2 Taças Intercontinentais, 1 Taça CERS e 1 Taça 1947 que consagram a sua carreira como uma das mais tituladas da história e o colocam numa galeria ímpar.

Valter Neves é hoje uma figura de referência para os jovens praticantes da modalidade em Portugal, cuja camisola representou por 134 ocasiões e marcou 74 golos em todos os escalões.

A despedida das pistas acontece numa época que foi marcada por um contexto de pandemia, mas que, ainda assim, permitiu a conquista de um troféu, a primeira edição da Taça 1947. O capitão liderou uma equipa que vinha de uma recuperação de diversos casos de COVID-19, mostrando sempre espírito competitivo e resiliente no dignificar da camisola do Sport Lisboa e Benfica.

A evolução da pandemia não permitiu a presença de público nas competições, mas há sinais de esperança para um futuro próximo, com o processo de vacinação que está a decorrer no nosso país.

Por toda esta conjuntura, a Direção do SL Benfica mantém a firme intenção de homenagear oportunamente o histórico Valter Neves junto daqueles que o viram jogar, aplaudiram e acarinharam em inúmeras jornadas à Benfica.

Foram 32 anos como atleta e que merecem ser alvo de um tributo especial, em particular por parte dos benfiquistas. Valter Neves é e será um símbolo da história de uma modalidade que é centenária no nosso Clube.

Fonte/Foto – SL Benfica

18