a c e b o o k
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

2.ª- Sul- Parede abanou ...

sexta , Jun. 11 2021
152

Nery assina pelo Riba ...

sexta , Jun. 11 2021
519

2.ª Sul- Paços Arcos ...

sexta , Jun. 11 2021
169

Hóquei fica mais pobre

segunda , Jul. 30 2018
60350

Patinagem reconhecida ...

segunda , Nov. 09 2015
28373

CM Feminino- Portugal ...

sábado , Out. 01 2016
22728

HC Marco com plantel ...

quarta , Jun. 22 2016
2431

Juv. Viana defronta FC ...

sábado , Set. 19 2015
1596

1.ª Div: Candelária ...

domingo , maio 08 2016
2136

10

181209004 4291374400907914 6038852086032874000 n

O OC Barcelos ao vencer este sábado o SC Tomar, nas grandes penalidades, após um empate a 3 bolas no final do tempo regulamentar e prolongamento, carimbou a presença nas meias finais do play-off, na luta pelo título nacional.
Primeira parte sem golos, onde as duas equipas se encaixaram, e embora qualquer delas tivesse tido oportunidades para inaugurar o marcador, as defesas das duas formações acabaram por anular as jogadas contrárias, com o nulo a acabar por ser o mais justo após os 25 minutos do primeiro tempo.
Uma segunda parte onde prometia muito e que acabou por confirmar-se.
O SC Tomar precisava de vencer para levar a decisão para a “negra” e os primeiros minutos deixaram claro a disposição dos nabantinos. O jogo ficaria partido com as oportunidades a surgirem amíude, valendo então Francisco Veludo e Conti, para manter as redes invioladas.
Seria o SC Tomar a inaugurar o marcador por “Rubinho” na transformação de um LD (10.ª falta do OCB), mas a equipa minhota respondeu poucos segundos depois e também de bola parada por Luís Querido, que repôs a igualdade.
Com o jogo a manter-se vivo foi a equipa tomarense a chegar ao 3-1 com golos de Lucas Honório (aos 15 minutos) e “Rubinho” (de GP aos 17 minutos).
O jogo prometia com o Barcelos a ir à procura de reduzir, o que aconteceria aos 20 minutos por Luís Querido de LD.
Ultimos minutos de grande intensidade e incerteza com a equipa ribatejana a dispor de um LD e uma GP mas a desperdiçar e é Dário Gimenez que aos 23 minutos faz o empate na marcação de um LD (10.ª falta do SC Tomar).
Com o empate a manter-se no final do tempo regulamentar houve necessidade de se jogar o prolongamento, mas nem aqui houve mudanças no marcador, com as equipas a terem que decidir o vencedor do jogo nas grandes penalidades.
Aqui acabou por ser o Barcelos o mais feliz e a conseguir o triunfo (o segundo) o que valeu a passagem às meias finais da prova.
Um jogo onde o SC Tomar vendeu bem cara a derrota (e merecia ter levado a decisão para o terceiro jogo) , perante um Barcelos que teve que se aplicar para não ser surpreendida.
Destaques neste encontro para os dois guarda redes, Francisco Veludo e Acevedo Conti, assim como para Dário Gimenez, que na fase final do jogo acabou por ser o “Joker” da formação de Rui Neto, ser o elemento desequilibrador numa altura em que o Barcelos estava em desvantagem.

Foto- António Antunes

cabeleireiroessencial cartaz