139356215 1853819708128802 2328877903300206444 o

Precisamente uma semana depois da importante vitória (4-2) diante do Benfica no Dragão Arena, a equipa de hóquei em patins do FC Porto volta a competir pela revalidação do estatuto de campeão. Este sábado, pelas 18h00 (FC Porto TV/Porto Canal), os detentores do título nacional entram em pista no reduto do Famalicense em encontro relativo à 15.ª jornada. Na antevisão do encontro em Vila Nova de Famalicão, Poka destacou o “incremento na confiança” e na “moral” trazido do clássico, porém o defesa/médio salienta a dificuldade do embate: “É uma equipa que já foi ganhar pontos onde muita gente não esperava e nós temos que contar com isso. Temos que contar que eles jogam em casa, no seu pavilhão, que estão habituados à pista e nós não podemos facilitar em nada”.

Triunfo no clássico fez bem à equipa
“Acima de tudo foi uma vitória que nos deu muita confiança e moral, frente a um adversário direto que é candidato ao título. São aquelas vitórias que dão um incremento na confiança necessário para validar o trabalho que é feito durante a semana. A nível da coesão de grupo é sempre bom ganhar, frente a um rival com quem tínhamos perdido o jogo na primeira volta. É continuar com esta confiança que o jogo nos dá, treino a treino e dia a dia, para sermos melhores.

Famalicense
“É uma equipa que já foi ganhar pontos onde muita gente não esperava e nós temos que contar com isso. Temos que contar que eles jogam em casa, no seu pavilhão, que estão habituados à pista e nós não podemos facilitar em nada. Se facilitarmos as coisas podem não correr da maneira que esperamos e os três pontos poderão estar em causa. Acima de tudo temos que respeitar o adversário, saber as valências da equipa deles, mas também sabemos as nossas. Sabemos o que fazer e temos de estar concentrados do primeiro ao último minuto para ganhar o jogo.”

Rescaldo da primeira metade de 2020/21
“É a época mais atípica que eu tive aqui no FC Porto, nos últimos três anos. Tendo em conta a situação pandémica, o facto de o Carlo (Di Benedetto) ter estado lesionado, de termos tido casos de covid-19, expulsões… acho que, somando isso tudo, estarmos a quatro pontos do primeiro lugar na posição em que estamos não considero que seja mau. Sabemos que podíamos ter tido outros resultados, principalmente em Barcelos e em Tomar, mas já passou, faz parte. Resta-nos continuar a trabalhar para o resto da temporada porque temos a noção de que ainda podemos chegar longe. E é esse o nosso objetivo”.

Fonte/Foto- FC Porto

janeiro Pluriform 4