a c e b o o k
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

Resumo HC “Os Tigres” - ...

segunda , Jan. 18 2021
50

Provas europeias serão ...

segunda , Jan. 18 2021
55

Resumo Famalicense AC- ...

segunda , Jan. 18 2021
57

Hóquei fica mais pobre

segunda , Jul. 30 2018
59905

Patinagem reconhecida ...

segunda , Nov. 09 2015
27837

CM Feminino- Portugal ...

sábado , Out. 01 2016
22194

2.ª Div. Norte: Infante ...

segunda , Nov. 16 2015
1249

Filipe Almeida é baixa ...

quarta , Out. 31 2018
962

«Cabestany renova e as ...

sexta , Fev. 09 2018
2416

janeiro Pluriform 2

128718586 683982278983282 6966581653007472771 o

O Sporting CP impos a primeira derrota ao SC Tomar no “Municipal de Tomar” ao vencer por 1-4, num jogo onde a eficácia leonina acabou por ditar as leis neste jogo, com o internacional argentino Gonçalo Romero a estar em plano de evidência ao apontar três dos golos da equipa de Paulo Freitas.
Um jogo onde o equilíbrio foi constante, com a equipa tomarense a jogar sem complexos com o conjunto leonino que paradoxalmente acabou por fazer os golos de contra ataque, o que deixa implícito a forma como as ribatejanos encaram o adversário, pese a qualidade e os objetivos da equipa lisboeta, mostrando personalidade e vontade de vencer.
O Sporting CP chegou ao golo aos 10 minutos por intermédio de João Souto numa jogada onde o atleta lisboeta foi feliz na forma como concretizou.
A equipa tomarense não se intimidou e até ao intervalo manteve a mesma postura perante um Sporting CP mais expectante e a procurar os erros dos ribatejanos para chegar com perigo à baliza tomarense.
A formação da casa entrou para a etapa complementar sem receios e a perder teve que assumir os riscos do jogo. Mais acutilantes nos primeiros minutos acabaria por sofrer o 0-2 aos 14 minutos com Romero em jogada individual a surpreender Veludo.
Foi uma fase onde a equipa de Paulo Freitas, pela sua maturidade e qualidade acabou por tirar proveito da ansiedade dos tomarenses e pouco depois seria novamente “Nolito” a gritar golo ao apontar o 0-3 numa seticada indefensável para Veludo.
Poderia pensar-se que o SC tomar baixaria a guarda mas curiosamente a formação nabantina não se encolheu, mudando a sua forma de jogar, mais aberta e vertical reduziria dois minutos depois por Hernâni Diniz num remate indefensável para Girão.
Últimos minutos de parada e resposta e aí foi o Sporting CP a ter várias oportunidade spara dilatar o marcador valendo então a atenção de Veludo que foi evitando males maiores. O 1-4 surge nos segundos finais do jogo, numa transição rápida com Romero a isolar-se a não perdoar na cara do guardião tomarense.
Triunfo justo por parte dos leões que mostraram uma faceta diferente, para melhor, comparativamente ao jogo da ronda anterior, e deixaram explicito o porquê de serem lideres isolados ainda sem qualquer derrota na prova, com o SC Tomar embora perdendo a valorizar a vitória do Sporting CP numa partida sem casos, com as duas formações a querem, mais que tudo, jogar hóquei, o que facilitou, e muito, o trabalho da dupla de arbitragem que dirigiu este encontro.

Foto- João Flores

Pluriform PP1