a c e b o o k
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

1.ª D- Resumo AD ...

terça , Dez. 07 2021
22

Pedro Henriques- “Espero ...

terça , Dez. 07 2021
21

FPP- Formação: Ética no ...

terça , Dez. 07 2021
31

Hóquei fica mais pobre

segunda , Jul. 30 2018
61513

Patinagem reconhecida ...

segunda , Nov. 09 2015
30000

CM Feminino- Portugal ...

sábado , Out. 01 2016
24285

OC Barcelos treme mas ...

sábado , Fev. 14 2015
1795

FP Galiza empata com a ...

domingo , Jan. 10 2016
1951

Contas aprovadas em ...

domingo , Jun. 28 2020
532

5 Barbeiro Completo

Terronia

albert casanovas jogo 6 new

Na Luz desde a temporada 2018/19, a ligação de Albert Casanovas ao hóquei em patins do Sport Lisboa e Benfica não irá continuar na próxima temporada.
Em entrevista ao Site Oficial do Clube, o internacional pela La Roja explicou os motivos por detrás da decisão de abandonar o hóquei em patins, mas confessa levar as águias no coração.

Primeiros passos no Clube
"Foram dias muito especiais desde a minha apresentação. Desde que conheci o Estádio da Luz e as instalações percebi a grandeza deste clube. Quando dizem que é o maior de Portugal, é mesmo assim. Quando sentes o calor que os adeptos te dão, é uma coisa que nunca tinha vivido nos clubes onde já joguei. Desde o início fazem sentir-te como um profissional a 100%, porque sabes que tens de trabalhar diariamente para que eles fiquem contentes com as nossas prestações. Foi muito gratificante para mim jogar num clube destas dimensões."

Condições de trabalho
"Tive a sorte de também jogar no Barcelona e acho que é o único clube que pode ter alguma semelhança com o Benfica, a nível de condições, de instalações, de ginásio, de todo o staff que cuida de nós. Passei também por outros clubes muito bons, mas sem comparação com o nível do Benfica. Os atletas têm as melhores condições para trabalhar e o nosso dever desde o primeiro dia é ganhar."

Balanço da época
"Estávamos a fazer uma época muito boa. Em 1.º lugar no Campeonato, classificados para os quartos de final da Liga Europeia, também estávamos na luta na Taça de Portugal. Ficámos mesmo muito tristes, estávamos no nosso melhor momento. Esta temporada também estava a ser uma prova especial para nós, porque éramos 11 no plantel e isso também promovia um nível espetacular nos treinos. Todos queríamos jogar e esse foi um dos segredos para a equipa estar a fazer uma prestação tão boa. Ficámos muito tristes porque todos nós, tanto os atletas como os adeptos, pensávamos que podíamos conseguir grandes coisas esta época."

Fim de carreira
"Quando acabou o Mundial tive de colocar as coisas em perspetiva, sobre o que estava a fazer, se realmente me sentia muito motivado. Também foi um acumular de muitos anos a treinar com a seleção, a estar no máximo nível. Chega um momento em que o corpo fica muito cansado e eu queria ser justo com o meu clube, que era o Benfica. Não estava a conseguir dar 100% por causa das duas hérnias que tenho nas costas e foi uma decisão justa, entre mim e o Clube. Agora é desfrutar de outra vida que começo e agradecer imensamente a oportunidade que tive de jogar no Benfica porque foi a minha melhor experiência profissional, sem dúvida."

Recordações para a posterioridade
"Levo memórias que vão ficar na minha cabeça e no meu coração para sempre. O ambiente que tínhamos com os adeptos, tudo o que significa ir jogar ao norte ou ir ao estrangeiro para a Liga Europeia e perceberes que tens mais de meio pavilhão a torcer por ti, é algo que poucos clubes se podem orgulhar. O carinho que levo dos adeptos é o melhor troféu e a melhor Taça que posso levar."

Mensagem para os adeptos
"A nível pessoal, o Albert Casanovas vai ficar sempre com o Benfica no coração. Está aqui um Benfiquista até ao fim da vida e quero que acreditem que esta equipa vai continuar a ganhar Taças e títulos. Tem um nível incrível."

Fonte/Foto- SL Benfica

3 Quarta