a c e b o o k
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

Competições Europeias já ...

sábado , Jun. 06 2020
1

CD Paço Arcos “B” abdica ...

sábado , Jun. 06 2020
18

Tiago Amaral assinou ...

sexta , Jun. 05 2020
96

Hóquei fica mais pobre

segunda , Jul. 30 2018
58803

Patinagem reconhecida ...

segunda , Nov. 09 2015
26652

CM Feminino- Portugal ...

sábado , Out. 01 2016
21252

Equipas do Minho abrem ...

domingo , Ago. 17 2014
2070

Barcelos mantem-se sob o ...

domingo , Nov. 24 2019
446

Obras do Pavihão do CP ...

quinta , Set. 07 2017
1083

pluri unhas J

Paulo Almeida New

A COVID-19 trouxe uma nova realidade à sociedade e ao desporto. As modalidades terminaram a época sem campeões, algo que deixou Paulo Almeida e as atletas do hóquei em patins feminino do Benfica "em choque".
O técnico fez, à BTV, um balanço de uma temporada que "estava a ser fantástica", mas aponta já baterias a 2020/21 com a força e a motivação de sempre para continuar a vencer.

Tristeza por não poder terminar a época
"A última notícia que queria receber foi a que recebemos. Lá ao fundo do túnel, acreditava que ainda poderíamos terminar a época, jogar Campeonato Nacional e a Taça de Portugal. A Liga Europeia, eu vi logo que não ia acabar, tendo em conta como estava a situação em Espanha e em Itália. Tínhamo-nos qualificado para a final four da Liga Europeia e provavelmente iam mais três equipas espanholas. Tive logo noção de que não íamos terminar a Liga Europeia, mas tinha a esperança de acabar o Campeonato Nacional, jogar o play-off e a Taça de Portugal. Quando recebi a notícia foi um choque muito grande, mas as atletas ainda ficaram mais tristes do que eu. A época estava a ser fantástica."

Adaptação: treino em casa
"As atletas, efetivamente, ainda não pararam, mas treinar em casa, quando temos os patins, o stick e a bola, é muito mais complicado, porque esses instrumentos estão em falta. Têm treinado todos os dias em casa, aquilo que podem. Para mim, é muito complicado estar sem pavilhão, sem pista… mas compreendo a situação. Todos os dias estou em contacto com o Pedro Alegria, que é o nosso preparador físico. A Ana Arsénio está a recuperar de uma operação e faz o tratamento na clínica para que, quando começarmos a época, esteja a 100 por cento."

Preparar a próxima temporada em força
"O Benfica tem conseguido todos os objetivos. Venceu o Torneio de Abertura, conquistou a Supertaça, estava na final four da Liga Europeia, liderava o Campeonato Nacional… O último jogo até tinha sido em casa com o Sporting, vencemos e tínhamos aumentado a vantagem pontual. Até à paragem, todos os objetivos tinham sido cumpridos. A equipa estava confiante, solta e num bom momento. Acredito que a equipa poderia conquistar as cinco competições. Não foi possível. Agora é preparar a nova época, vir mais forte e trabalhar com o Benfica a futura temporada."

Melhor momento de 2019/20
"O difícil é manter a equipa a este nível, sempre a ganhar. O meu trabalho é continuar a motivar as jogadoras a não baixar a guarda. Ponho objetivos jogo a jogo às jogadoras para as motivar e para que se mantenham a 100 por cento. O Benfica, desde que entrou na modalidade, tem sido muito forte. Este ano, o jogo com o Voltregà foi o melhor momento. Estávamos a vencer 1-0. O Voltregà faz o 1-1 de grande penalidade e a 20 segundos, após uma distração nossa, o Voltregà marca e dá a volta. Nós, no último segundo, com a buzina a tocar, fazemos o 2-2. Este foi o momento mais espetacular, com mais emoção e que nos colocou na final four da Liga Europeia."

Fonte/Foto- SL Benfica * Texto- Marco Rebelo

3 Quarta