a c e b o o k
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

CART iniciou as obras de ...

terça , Jul. 07 2020
5

Rodrigo Raposo reforça o ...

terça , Jul. 07 2020
6

João Azevedo é reforço ...

terça , Jul. 07 2020
39

Hóquei fica mais pobre

segunda , Jul. 30 2018
58957

Patinagem reconhecida ...

segunda , Nov. 09 2015
26830

CM Feminino- Portugal ...

sábado , Out. 01 2016
21373

Agenda e Nomeações de 29 ...

sexta , Abr. 29 2016
989

Resumo 2.ª Div. - ...

segunda , maio 30 2016
2018

Torneio de Encerramento ...

quarta , maio 25 2016
1498

pluri unhas J

61308166 2774494495913342 7547423029987377152 o

O Oeiras recebeu esta terça feira o Candelária e venceu por 5-2, em jogo que se encontrava em atraso referente à 11.ª jornada do nacional da 2.ª divisão-sul, com a formação da linha a subir ao 3.º lugar da classificação, ultrapassando a equipa picarota, embora as duas com os mesmos 28 pontos.
Partida que se esperava equilibrada mas a ter um inicio frenético.
João Candeias colocou os visitantes em vantagem logo aos 12 segundos de jogo, na marcação de um LD após um azul mostrado a Diogo Neves. Respondeu o Oeiras por José Inácio que empatou aos 4 minutos. A resposta dos picarotos foi célere com João Ramalho a colocar novamente a equipa do Candelária em vantagem. Pedro Afonso aos 8 minutos poderia ter elevado a contagem mas desperdiçou um LD o mesmo acontecendo com Miguel Sardinha à passagem dos 16 minutos ao não concretizar uma GP.
Etapa complementar com um Oeiras à procura de mudar o rumo das coisas numa segunda parte mais mexida e onde os nervos muitas vezes vieram ao de cima, de um lado e outro, com a dupla de arbitragem a estar mais em jogo. O Oeiras conseguiu fazer a reviravolta do marcador aos 13 minutos. Miguel Sardinha empatou a 2 bolas aos 11 minutos e dois minutos depois foi “Joka” a colocar a equipa do Oeiras pela primeira vez na frente do marcador.
Fase final do jogo onde os nervos imperaram o Oeiras viu dois dos seus jogadores amoestados com Azul e aos dezanove minutos, primeiro o Oeiras e logo de seguida o Candelária, desperdiçaram bolas paradas. Com o aproximar do final e com um resultado incerto, acabou por ser o Oeiras a formação mais eficaz. Diogo Oliveira de LD (após segundo azul e posterior exclusão com vermelho após protestos, da parte de João Candeias) fez o 4-2 e três minutos depois foi Gonçalo Suissas que elevou para 5-2, selando aí praticamente o triunfo da equipa de Miguel Dantas.
Pedro Afonso ainda desperdiçou um LD (após a 10.ª falta da ADO) e tempo ainda de João Ramalho e Pedro Afonso verem azuis já no minuto final do jogo.
Triunfo que relança a equipa do Oeiras na luta por um dos lugares de acesso à subida (soma sete jogos consecutivos sem perder, tendo averbado 5 vitórias e dois empates), enquanto o Candelária com as derrotas averbadas no passado sábado frente ao SC Torres e esta terça feira em Oeiras deixou fugir o 2.º lugar, estando agora a 5 pontos do Parede FC, um das equipas beneficiadas com os resultados menos bons de S Alenquer B e Candelária SC.

Foto- AL – António Lopes (Arquivo)

4Quarta