a c e b o o k
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

Águias aplicam goleada à ...

quarta , Fev. 19 2020
39

Chama do Dragão abateu ...

quarta , Fev. 19 2020
35

Paulo Freitas- “sem medo ...

quarta , Fev. 19 2020
18

Hóquei fica mais pobre

segunda , Jul. 30 2018
58213

Patinagem reconhecida ...

segunda , Nov. 09 2015
26115

CM Feminino- Portugal ...

sábado , Out. 01 2016
20788

HC Santiago- Equipa ...

quinta , Ago. 27 2015
979

XII Torneio “Fernando ...

quinta , maio 14 2015
1042

Eficácia do CP Gijón ...

domingo , Mar. 18 2018
472

interioresCabeleireiro ESS Q

73323083 1413958158781628 1148053820601794560 n

Guillem Cabestany era, naturalmente, um treinador satisfeito com o triunfo do FC Porto frente ao Noia por 2-0 e que garantiu o primeiro lugar do Grupo B, a duas jornadas do final desta fase de grupos da liga europeia.
Para o técnico dos Dragões, este êxito tornou-se mais importante por ter sido alcançado perante um adversário muito competente: “Foi uma vitória contra uma equipa muito boa. Os melhores anos deste clube, no que respeita a títulos, já passaram há muito, mas esta é uma equipa muito competitiva e está a jogar talvez o melhor hóquei atualmente no campeonato espanhol. Hoje, aqui, mesmo com duas baixas importantes e com um plantel curto, mostrou essa qualidade. O nosso sofrimento hoje foi proporcional à capacidade do Noia. Acho que com um pouco mais de eficácia poderíamos ter tido um final mais tranquilo, mas isto não foi algo que me tivesse surpreendido dada a competência do Noia. Foi uma vitória de grande valor”.

Fonte / Foto- FC Porto

1Domingo