a c e b o o k
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

AP Minho suspende provas ...

quarta , Set. 23 2020
654

Bola TV garante jogos de ...

quarta , Set. 23 2020
257

Conheça a equpa B do HC ...

segunda , Set. 21 2020
200

Hóquei fica mais pobre

segunda , Jul. 30 2018
59440

Patinagem reconhecida ...

segunda , Nov. 09 2015
27319

CM Feminino- Portugal ...

sábado , Out. 01 2016
21707

Oeiras em grande na Taça ...

quarta , Jul. 06 2016
1481

AP Lisboa-"Tu és … ...

quarta , Jan. 03 2018
856

CN 1.ª D: AD Valongo ...

sábado , Out. 10 2015
1251

Cursos Grupos 2

78795782 1255400231318291 9142666539051253760 o

Marc Torra marcou 4 golos, Xavier Puigbi foi determinante e a equipa de Renato Garrido e Edo Bosch mostrou um enorme espírito de sacrifício e consistência para conseguir derrotar um determinado e organizado Hóquei Clube de Braga.No Pavilhão Dr Salvador Machado, a equipa minhota adiantou-se no marcador através de Danilo Rampullla, numa jogada em que a bola desviou num jogador da Oliveirense e enganou Puigbi. A equipa do Braga estava bem e criava muitas dificuldades.
O empate viria a surgir de bola parada por Marc Torra. Um golo merecido porque a equipa estava a ser acutilante no ataque e rondava a baliza adversária.
Na segunda parte, a intensidade do jogo manteve-se alta e as jogadas de perigo eram muitas. A Oliveirense assumia o jogo e foi assim que chegou ao 2-1 através de Vitor Hugo que concluiu uma excelente jogada colectiva. Mas, o Braga precisou de menos de um minuto para empatar graças ao golo de João Guimarães de livre directo.
O jogo estava frenético, mas, Jordi Bargalló manteve toda a calma na hora de marcar uma grande penalidade e fazer o 3-2. Mas, os minhotos voltariam a empatar por Ângelo Fernandes na conversão de um livre directo.Nesta fase do jogo, a meio da segunda parte, Xavier Puigbi defendeu dois livres directos e manteve o empate. Foi determinante a acção do guarda-redes.
Na baliza contrária, Torra viria a ser o homem golo. Fez o 4-3 de grande penalidade, o 5-3 e o 6-3 de livre directo. Excelente recta final do catalão a mostrar firmeza na hora decisiva do jogo. Triunfo muito difícil por 6-3 perante um adversário muito competitivo que lutou pela vitória desde o arranque do jogo.

Fonte/Foto- UD Oliveirense

Segunda Feira