a c e b o o k
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

FC Porto vence o ...

segunda , Jan. 27 2020
25

2.ª D Norte- Valença ...

segunda , Jan. 27 2020
48

SL Benfica conquista ...

segunda , Jan. 27 2020
48

Hóquei fica mais pobre

segunda , Jul. 30 2018
58074

Patinagem reconhecida ...

segunda , Nov. 09 2015
25955

CM Feminino- Portugal ...

sábado , Out. 01 2016
20685

AP Minho - HC Braga ...

segunda , Jul. 02 2018
488

Liga Europa – Valongo ...

domingo , Nov. 23 2014
1433

Escola Livre " tomba " ...

domingo , Fev. 03 2019
455

interioresCabeleireiro ESS Q

78665403 2951272248216754 4922593474009628672 o

O OC Barcelos ficou a “marcar passo” este sábado ao empatar a 5 bolas frente à AE Física D, partida disputada em Torres Vedras em jogo que contou para a 8.ª jornada do nacional da primeira divisão.
Depois dos triunfos frente ao Sporting CP e FC Porto e Sanjoanense a equipa minhota entrava nesta partida como favorita frente a uma Física ainda sem qualquer ponto obtido.
E aos 9 minutos, quanto Gonçalo Nunes inaugurou o marcador, ficou a ideia que com mais ou menos dificuldades a formação de Paulo Pereira acabaria por levar os três pontos em disputa.
Mas Pedro Moreira aos 12 minutos empatou a partida e André Gaspar poderia mesmo ter colocado a formação da casa a vencer não fosse ter desperdiçado o LD que dispôs.
Numa primeira parte disputada mas sob o signo do equilíbrio, aos 14 minutos “Gordini” o guardião da Física teve que ser substituído por lesão que o levou, inclusive ao hospital, para ser avaliado, entrando para o seu lugar Bernardo Antunes, que acabaria por estar em evidência neste encontro.
A três minutos do intervalo Gonçalo Meira colocou a equipa do Barcelos em vantagem ao fazer o 1-2, resultado que se manteve até ao intervalo.
A equipa da casa entrou com “ganas” de mudar o rumo dos acontecimentos e acabaria por chegar ao empate por intermédio de André Gaspar, corria o minuto 4. Embalada a formação de André Gil faz a remontada no minuto seguinte por Mathias Arnáez mas Luís Querido aos 8 minutos põem agua na fervura ao fazer o empate a 3 bolas na conversão de uma GP.
Jogo onde o Barcelos tentava mas a encontrar uma defesa coesa e a não conseguir oportunidade flagrantes de golo, procurando na meia distância, e muitas vezes pelo regressado Miguel Rocha, tentar surpreender o guardião local.
“Fabinho” aos 11 minutos, de GP, volta a colocar a Física a vencer, por 4-3, mas essa vantagem seria anulada nos minutos seguintes com Luís Querido a empatar de GP aos 13 minutos e Ferruccio a colocar o Barcelos a vencer por 4-5 à passagem dos 17 minutos.
A Física não se encolheu e acabaria por tirar frutos dessa atitude ao minuto 21 com Rodrigo Campelo a fazer o empate a 5 bolas.
Minutos finais de muito “frisson” e é o OC Barcelos que dispõem de um LD aos 23 minutos mas que Ferruccio não concretiza e a poucos segundos do final Luís Querido tem a oportunidade de colocar o OC Barcelos a vencer, depois de uma GP assinalada contra a equipa da Física, veemente contestada pelo staff da equipa local, mas Bernardo Antunes não foi em “cantigas” e defendeu a GP, segurando o empate que se registava.
Divisão de pontos que deixou cabisbaixos os minhotos em contraponto com a formação da casa que finalmente conseguiu somar o primeiro ponto neste seu regresso à divisão principal do campeonato português.

Foto- José Carlos Gaspar

Domingo