a c e b o o k
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

Guillem Cabestany ...

sábado , Set. 26 2020
24

Reinaldo Ventura " Vamos ...

sexta , Set. 25 2020
111

Marlene Sousa antecipa ...

quinta , Set. 24 2020
49

Hóquei fica mais pobre

segunda , Jul. 30 2018
59446

Patinagem reconhecida ...

segunda , Nov. 09 2015
27326

CM Feminino- Portugal ...

sábado , Out. 01 2016
21713

Selecionador argentino ...

domingo , Jul. 14 2019
538

Rita Albuquerque e Maria ...

quarta , Set. 30 2015
1398

Campeonato Regional da ...

segunda , Nov. 07 2016
818

Cursos Grupos 2

 75550335 1240434416148206 6150874715310260224 o

A Oliveirense deslocou-se a Valongo e venceu a equipa local por 5-3 num jogo onde a eficácia alada à consistência coletiva acabou por ser determinante no triunfo da equipa de Renato Garrido que após esta jornada 8 lidera isolada o nacional da 1.ª divisão com 21 pontos.
Foi a equipa da casa quem iniciou melhor o desafio com três remates cheios de intenção, mas, Nelson Filipe esteve sempre firme e atento na baliza da União. Na primeira vez que a Oliveirense criou uma real jogada de perigo, Henrique Magalhães inaugurou o marcador após excelente passe de Jorge Silva.
A equipa de Renato Garrido e Edo Bosch estava melhor do que o Valongo, mas, nas saídas para o ataque após recuperação de bola errou alguns passes acabando por ceder a bola ao adversário. Ainda assim, a equipa estava unida e Clube sempre manter a baliza em branco.
No ataque, eficácia é a adjetivação que melhor se aplica porque Vitor Hugo aproveitou uma recarga a um remate de Marc Torra para fazer o 0-2. Estávamos a meio da primeira parte.
A superioridade Oliveirense era notória e a equipa jogava um hóquei organizado e focado na baliza. Foi, sem surpresa, que Vitor Hugo ampliou para 0-3 em cima do intervalo.
A segunda parte arrancou com o golo de Diogo Fernandes logo no primeiro minuto, a finalizar uma jogada de contra-ataque e a reduzir para 1-3. O golo não abanou a Oliveirense, em tão pouco, permitiu ao Valongo ganhar maia ímpeto na partida.
O resultado viria a avolumar-se quando Xavier Barroso disparou uma autêntica bomba. Remate cruzado do jogador catalão a fazer a bola entrar no ângulo da baliza. Depois do 1-4, Jorge Silva ampliou para 1-5 com um desvio de classe a um remate de Marc Torra.
O Valongo ainda deu tudo por outro resultado. A equipa beneficiou de um livre directo e marcou o 2-5 através de Nuno Araújo. Guilherme Silva castigou a 10° falta da Oliveirense com nova bola parada e golo. Estava 3-5 a 4 minutos do final, resultado que já não se alteraria até ao apito final do jogo.

Fonte/Foto- UD Oliveirense