a c e b o o k
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

Tiago Amaral assinou ...

sexta , Jun. 05 2020
69

Os manos Sousa, reforçam ...

sexta , Jun. 05 2020
100

“Marinho” renova com o S ...

sexta , Jun. 05 2020
69

Hóquei fica mais pobre

segunda , Jul. 30 2018
58803

Patinagem reconhecida ...

segunda , Nov. 09 2015
26651

CM Feminino- Portugal ...

sábado , Out. 01 2016
21251

Liga Europeia segue para ...

quinta , Mar. 09 2017
982

SL Benfica apresenta ...

sexta , Set. 02 2016
1352

Pedro Ferreira renova ...

domingo , Jul. 22 2018
599

pluri unhas J

72689072 1208426319349016 290681204749893632 o

A UD Oliveirense desloca-se ao recinto do seu grande rival a AD Sanjoanense, num jogo que desperta sempre grandes emoções, ou não fosse o grande dérbi entre Clubes vizinhos.
O desafio entre a União Desportiva Oliveirense e a Associação Desportiva Sanjoanense vai realizar-se no Pavilhão dos Desportos, uma casa conhecida por “Caldeirão” pelo ambiente em dia de jogos.
Vítor Hugo, jogador da União, sabe que a ADS é uma equipa forte “São jovens, aguerridos e com valor. É uma equipa que está à procura dos primeiros pontos no campeonato e, jogando em casa, sem dúvida que tem o apoio de uma grande massa adepta e isso é uma ajuda para eles”.
A Oliveirense soma 6 pontos em 3 jogos do Campeonato Nacional e, na última jornada, teve de se aplicar para vencer o Óquei de Barcelos.
Vítor Hugo quer que a sua equipa volte a ter a mesma postura “Temos de estar ao nosso melhor nível para ganhar o jogo. Temos de ter a mesma atitude e, principalmente, o mesmo resultado que tivemos com o Barcelos. Foi um jogo de muita crença e onde demos tudo, é essa a nossa linha: ser guerreiros e lutadores”.
Vítor Hugo regressou esta época a Oliveira de Azeméis, ainda procura o primeiro golo em jogos oficiais, mas, não está obcecado com essa ideia “Tem sido muito bom estar neste grupo com grandes jogadores. Agora, a nível pessoal, não tem corrido como eu idealizei, não tenho tido os minutos que gostaria, mas, isto faz parte do caminho, faz parte do processo e da adaptação. Acima de tudo é uma grande honra representar a Oliveirense e vou continuar a trabalhar para ajudar a equipa e para as coisas me sorrirem da melhor maneira”.

Fonte/Foto- UD Oliveirense

Sexta Feira