a c e b o o k
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

Óquei de Barcelos viaja ...

sexta , Nov. 15 2019
61

FC Porto numa aventura ...

sexta , Nov. 15 2019
302

WS Europe Cup- Três ...

sexta , Nov. 15 2019
119

Hóquei fica mais pobre

segunda , Jul. 30 2018
57581

Patinagem reconhecida ...

segunda , Nov. 09 2015
25519

CM Feminino- Portugal ...

sábado , Out. 01 2016
20329

Cabestany e o jogo com o ...

sexta , Nov. 27 2015
1015

Camp. Nac. Norte – 7.ª ...

terça , Abr. 14 2015
1195

Ficha de Exame ...

domingo , Set. 04 2016
14131

interioresinteriores

IMG 0060

O GRF Murches somou os primeiros pontos neste campeonato ao ir ao recinto do CA Campo Ourique vencer por 5-4.
Num jogo intenso e de muita luta dentro do rinque, esta partida ficou marcada por 11 bolas paradas, dos quais seis em resultado de cartões azuis, fruto da entrega que os atletas empregaram nos cinquenta minutos deste encontro.
Mais forte e assertiva, em particular no primeiro tempo a equipa de Murches chegou ao intervalo a vencer por 0-3, com destaque para Tomás Cardoso, que foi o marcador de serviço da formação de Cascais, e onde a equipa da casa desperdiçou dois livres directos.
A vencer por 0-3 a equipa forasteira entrou para o segundo período confiante e a gerir a vantagem que dispunha, mantendo-se forte, em particular no seu setor defensivo e a espreitar o contra ataque para ferir de morte o conjunto local. Esse objetivo acabou por dar frutos com Bernardo Pinhal e Gonçalo Fernandes a elevarem o placard para 0-5, estavam então decorridos 8 minutos de jogo.
Com a equipa de Murches a ficar privada de André Raposo (viu dois azuis) e de João Chalupa (por lesão), que limitou as opções a Jorge Silva, a parte final do encontro foi de maior pressão do conjunto de Nuno Henriques que nos últimos 10 minutos conseguiu reduzir para 4-5,com golos de André Lopes (3) e Paulo Tembo, quando faltavam ainda cinco minutos para o terminus do jogo.
Com os nervos à flor da pele, de parte a parte, foi o Murches a ter as melhores oportunidades nesta fase final do encontro, em particular Tomás Cardoso, que viria no entanto a não conseguir concretizar os três livres diretos que dispôs.
Triunfo sofrido mas justo do Murches que soube aproveitar bem o menor desempenho do CACO, em particular no primeiro tempo, e que conseguiu aguentar o “assalto final” da equipa de Campo Ourique, e segurar este triunfo perante uma equipa do seu campeonato.
Na próxima jornada o CA Campo Ourique desloca-se a Alverca com o GRF Murches a receber no seu Pavilhão o S Alenquer B.

Foto- Luísa Robalo

Segunda Feira