a c e b o o k
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

LE- Sporting CP cumpre, ...

domingo , Nov. 17 2019
2

LE- Dragões com muito ...

domingo , Nov. 17 2019
13

LE- Nicolía endiabrado ...

domingo , Nov. 17 2019
25

Hóquei fica mais pobre

segunda , Jul. 30 2018
57581

Patinagem reconhecida ...

segunda , Nov. 09 2015
25519

CM Feminino- Portugal ...

sábado , Out. 01 2016
20329

Campeonatos Regionais da ...

segunda , Nov. 21 2016
850

Elite Cup- SC Tomar ...

domingo , Set. 30 2018
452

Os 32 Avos da Taça CERS ...

quinta , Nov. 03 2016
1225

interioresinteriores

4e89cc29 d659 41a3 8b00 dab79c0b93af

Um grande Girão esta noite de terça feira no “João Rocha” negou a oportunidade de a Oliveirense somar, eventualmente, pontos na partida que opôs os Leões à Oliveirense que contou para a segunda jornada do nacional da 1.ª divisão e onde o Sporting CP venceu por 4-3.
Duas grandes penalidades defendidas por Girão e mais dois livres directos onde o guarda-redes levou a melhor foram determinantes para que a Oliveirense não conseguisse um resultado melhor frente ao Sporting.
Os comandados de Paulo Freitas entraram melhor no encontro com Matías Platero a inaugurar o marcador logo aos dois minutos, numa altura em que a Oliveirense ainda estava a 'estudar' os 'leões'. Contudo, aos sete, Ferran Font ampliou a contagem (2-0) e obrigou os forasteiros a um desconto de tempo para corrigir as marcações.
Aos 17, este jogador, com um remate de fora da área, acabou por assistir Telmo Pinto para o 3-0, dando a ideia que a pista do Pavilhão João Rocha estava 'inclinada' tal a pressão que o Sporting colocava sobre a Oliveirense.
Apesar do aumento de rendimento na segunda parte, a Oliveirense foi incapaz de se superiorizar ao Sporting, equipa que, gerindo o avançar do cronómetro, viu Matías Platero bisar aos 36 minutos, após assistência de Gonzalo Romero.
A três minutos do final do encontro, o marcador acabaria por sofrer alterações, com dois golos de Jordi Bargalló (47 e 50 minutos). Contudo, os três pontos acabaram por ficar em Alvalade.
Pouco depois, cartão azul a Vitor Hugo por engachamento. Nelson Filipe defendeu o livre directo e a União ainda esteve perto de marcar através de Barreiros após excelente trabalho com apenas 3 jogadores de campo. Mais União por Jorge Silva e Ricardo Barreiros com Girão a ser outra vez um muro difícil de derrubar.
O duelo entre Torra e Girão teve novo capítulo e o guarda-redes leonino voltou a ganhar o frente-a-frente.
Lutámos, fizémos de tudo por ter outro resultado e Jordi com dois golos quase consecutivos colocou a Oliveirense a um golo do empate, mas, nada mais havia a fazer porque o tempo para recuperar no marcador esgotou-se.

Fonte- Jornal “O Jogo” * Foto- Sporting CP

Terça Feira