a c e b o o k
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

Sub 23 do CRPF Lavra já ...

terça , Ago. 20 2019
73

Alejandro Dominguez – “ ...

terça , Ago. 20 2019
176

Juventude Ouriense quase ...

terça , Ago. 20 2019
257

Hóquei fica mais pobre

segunda , Jul. 30 2018
57128

Patinagem reconhecida ...

segunda , Nov. 09 2015
25060

CM Feminino- Portugal ...

sábado , Out. 01 2016
20026

Liga Europeia – Resumo ...

domingo , Out. 21 2018
413

2.ª D- Sul- Resumo do ...

quarta , Mar. 02 2016
1089

Jorge Ferreira e o "OK ...

quinta , Jun. 14 2018
858

interioresinteriores

pedronunes2

O conceituado treinador português, Pedro Nunes, que mais uma vez comandará a seleção de Moçambique num Mundial (Barcelona-2019), deixou claro que a equipa moçambicana tem a obrigação de terminar em primeiro lugar no Campeonato Intercontinental, estatuto que lhe permitirá depois disputar o Campeonato do Mundo, onde estarão as 8 melhores formações.
«Mais do que olhar para os outros adversários temos que nos focar em nós próprios e acreditar que temos que jogo após jogo em pista apresentar o nosso favoritismo e ambição de querer ser primeiros no nosso grupo e pudermos passar através do play off para o grupo do Campeonato do Mundo que é o que nos interessa e é a nossa obrigação», afirmou a A BOLA.
Apesar do favoritismo, Pedro Nunes diz que Moçambique terá que se empenhar para provar dentro da pista o estatuto que granjeia num grupo onde estão Andorra, Inglaterra e Egito.
«É um grupo equilibrado onde certamente Moçambique Andorra e Inglaterra vão disputar o primeiro lugar. Se por um lado Andorra pode apresentar uma selecção forte através do recrutamento de jogadores espanhóis, já a Inglaterra não tem traduzido a evolução dos seus atletas em termos de seleção, mas sempre é uma equipa a ter em conta. Portanto irá obrigar que Moçambique faça um bom jogo frente a estas duas seleções, não descurando e muito menos desrespeitando o Egito, mas acho que nesse jogo somos amplamente favoritos», avaliou.
Sobre o plano de preparação, o renomado treinador sublinha para importância de haver uma boa coordenação com a Federação Moçambicana de Patinagem (FMP).
«Agora importa reunirmos as melhores condições no sentido de termos um bom plano de preparação. Já tivemos esse exemplo aquando da preparação para o Mundial de San Juan em que tudo correu maravilhosamente bem e é nesse sentido que estamos a trabalhar em conjunto. Estou certo que todos estamos todos conscientes das dificuldades quem um processo desses acarreta», referiu, adiantando que existirão dois momentos de preparação, um em Maputo e outro no estágio em Portugal ou Espanha nas duas últimas semanas que antecedem a competição.
Pedro Nunes reiterou o espírito de união e compromisso de todo o grupo de trabalho. «O mais importante é termos todos a consciência que só com um bom plano de preparação é que podemos ambicionar fazer uma boa competição e nesse aspecto estou em crer que todos nós que estamos envolvidos nesse processo temos a consciência disso mesmo e por isso aguardo com alguma expetativa mas sempre com enorme confiança em tudo e todos de que este plano de preparação primeiro se possa planear e acima de tudo se concretizar», atirou.
A estreia de Moçambique no Campeonato Intercontinental está marcada para 7 julho diante do Egito, defrontando nos dias subsequentes Andorra e Inglaterra.

Noticias Quarta

Fonte/Foto – Jornal “A Bola”