a c e b o o k
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

Marco Barros- “Muito ...

quinta , Ago. 06 2020
40

GD Sesimbra faz ...

quinta , Ago. 06 2020
151

CN de Seniores Femininos ...

quinta , Ago. 06 2020
49

Hóquei fica mais pobre

segunda , Jul. 30 2018
59170

Patinagem reconhecida ...

segunda , Nov. 09 2015
27010

CM Feminino- Portugal ...

sábado , Out. 01 2016
21481

Torneio Regional do ...

terça , Jun. 07 2016
1134

João Lomba assume ...

quarta , maio 24 2017
1192

Taça das Nações - França ...

quarta , Abr. 17 2019
538

pluri unhas J

hhjj

Na primeira meia final da Liga Europeia que se realiza no Pavilhão João Rocha, o Barcelona atual detentor do troféu perdeu com o FC Porto, nas grandes penalidades, por 2-1.

Perante 725 espetadores, as duas equipas reeditaram a final da época passada no Dragão Caixa que foi favorável aos espanhóis por 4-2.
Sem o contributo de Sergi Panadero, o Barcelona cedo inaugurou o marcador por Matias Pascual num remate de meia distancia que acabou por surpreender o guarda redes Carles Grau.
O treinador do FC Porto procurou dar vida ao jogo colocando na partida Telmo Pinto e Giulio Cocco, mas seria de novo o Barcelona a ter hipótese de marcar.
Aos 19', Carles Grau derrubou um jogador espanhol, sendo punido com cartão azul, originando um livre direto.
Nesse lance Nelson Filipe impediu que Pau Bargallò fizesse o segundo golo antes do intervalo.
No segundo tempo, o FC Porto entrou determinado a chegar o mais rápido possivel ao empate.
Num bom lance de Gonçalo Alves, os portistas aos 4' fizeram a igualdade, dando assim ainda mais emoção ao encontro.
Apesar deste tento apontado muito cedo, o marcador até ao fim não sofreu mais alteração, apesar das várias oportunidades de golo criadas pelas duas equipas.
Chegados ao prolongamento com o Barcelona a ter nove faltas e o FC Porto oito, valeram na primeira parte os ferros das duas balizas a evitar o golo.
Na segunda parte, o FC Porto por Hélder Nunes de livre direto a punir cartão azul exibido a Marc Gual teve a grande oportunidade de chegar ao triunfo, mas permitiu a defesa a Sergi Fernandez.
A jogar com mais um elemento, o FC Porto carregou mas o guarda redes do Barcelona mostrou-se intransponível, originado as grandes penalidades.

Na primeira Gonçalo Alves rematou mas Sergi Fernandez mexeu, sendo o lance repetido.
O guarda redes espanhol no segundo lance voltou a mexer-se acabando por ser advertido mas com cartão vermelho pela forma exuberante como protestou.
Com Aitor Egurrola na baliza, Gonçalo Alves falhou.
A seguir foi a vez de Carles Grau defender o remate de João Rodrigues.
Seguiram-se Poka e Pablo Alvarez a desperdiçar.
Depois valeu o poste a evitar o remate Reinaldo Garcia e Ignacio Alabart atirar ao lado.
O golo apareceu para o FC Porto por Hélder Nunes, seguido de Marc Gual a desperdiçar.
No quinto lance Telmo Pinto falhou e Pau Bargallò também, garantindo assim o triunfo e a passagem à final por parte do FC Porto.

manequim plurisports