a c e b o o k
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

Pedro Henriques- “Jogo ...

sábado , Abr. 10 2021
42

Jordi Bargalló- ...

sábado , Abr. 10 2021
50

Miguel Rocha - ...

sábado , Abr. 10 2021
31

Hóquei fica mais pobre

segunda , Jul. 30 2018
60148

Patinagem reconhecida ...

segunda , Nov. 09 2015
28101

CM Feminino- Portugal ...

sábado , Out. 01 2016
22473

Guillem Cabestany: "O ...

quarta , Abr. 25 2018
775

AP Aveiro lança 3.ª ...

sexta , Nov. 13 2015
1344

Águias vencem dérbi e ...

domingo , Jan. 05 2020
603

3 Massagista Essencial 2

pnif

Pedro Nifo é o obreiro da subida da equipa do FC Alverca à 2.ª divisão, vencedor da Zona C do CN da 3.ª divisão, e que garantiu a subida automática ao campeonato secundário.
Ao terceiro ano à frente da formação sénior e em simultâneo como responsável pelo hóquei do Clube de Alverca, Pedro Nifo, abraçou um projeto a três anos, que tinha como objectivo a subida.
Não aconteceu antes, por mero acaso, mas o delineado previamente acabou por ser cumprido na integra.
Com um conjunto onde pontifica muita juventude, este técnico, que teve vários anos na formação do CD Paço Arcos, e abraçou também o projecto formativo do Sporting CP, falou com a Plurisports, onde pudemos sentir o pulso, deste Advogado, apaixonado pela modalidade desde sempre.
“O primeiro ano não, o objectivo era restruturar o Hóquei todo do Alverca num projecto a três anos, e a subida de divisão. É claro que estivemos desde a primeira hora na luta até ao fim pela subida, numa fase que nem sequer esperaríamos estar a lutar para subir, porque o objectivo era outro e que terminava este ano, com o objetivo de subida. Se conseguíssemos antes, melhor, mas fomos morrendo sempre na praia, mas o objectivo traçado felizmente foi cumprido e temos este prémio, merecido, diga-se de subir à 2.ª divisão.
Quisemos trazer um espirito competitivo, apostar em miúdos que não tinham espaço em Clubes como no SL Benfica ou Sporting CP, foi tudo isso somado que deu nisto".
Aproveitamos para falar sobre a prova e sobre a competitividade que encontrou nesta Zona C do nacional da 3.ª divisão.
"Visto agora e de forma ligeira, posso dizer que não foi tão difícil assim (só porque subimos), isto em tom de brincadeira claro.
Mas sendo objectivo e falando de forma séria, foi um campeonato competitivo, onde apanhamos equipas como o SC Torres, a ACR Santa Cita, mesmo o Marítimo, A juventude Ouriense, que foram aquelas que pareceram as mais fortes, e que nos complicaram, mas o facto de liderarmos desde relativamente cedo o campeonato e penso que fomos merecedores de ficar em primeiro lugar. Muitas vezes acontece que quem merece não fica, mas penso que fomos superiores a todas as equipas pela nossa regularidade, obviamente, tivemos uma fase à relativamente pouco tempo que abanamos um bocadinho, mas isso penso que fez parte da ansiedade dos miúdos, que estavam a sentir esta pressão, até porque é uma equipa muito jovem, mas conseguimos entrar novamente no bom caminho e penso que ninguém pode por em causa esta o mérito da nossa subida”, concluiu.

Noticias Quarta