a c e b o o k
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

CNF- Águias vão ao CACO ...

sexta , Dez. 02 2022
6

CNF- Stuart Massamá leva ...

sexta , Dez. 02 2022
11

Nuno Resende- "Vamos ...

sexta , Dez. 02 2022
6

Hóquei fica mais pobre

segunda , Jul. 30 2018
62762

Patinagem reconhecida ...

segunda , Nov. 09 2015
31559

CM Feminino- Portugal ...

sábado , Out. 01 2016
25604

Tomar recebe final da ...

segunda , Jul. 28 2014
3021

“A eficácia defensiva ...

domingo , Jan. 24 2021
652

IR2016- Ribatejo ...

domingo , Mar. 20 2016
1671

6 10Massagista Inícial

poka

O FC Porto desloca-se ao Pavilhão das “Goladas” onde mora o Hóquei Clube de Braga esta quarta-feira (19h45, TVI24) na 21.ª jornada do campeonato
Após a vitória frente ao Forte dei Marmi (5-1) na 1.ª mão dos quartos de final da Liga Europeia, o FC Porto Fidelidade volta à luta pelo título nacional da 1.ª divisão num jogo frente a uma das boas formações deste campeonato, e num rinque de dimensões reduzidas.
Na antevisão da partida, o defesa/médio Poka admitiu estar à espera de dificuldades, frisando no entanto a determinação da equipa em vencer aquela que será uma das "seis finais" a enfrentar até ao final da época. Os Dragões lideram a prova com 49 pontos, mais três do que o Sporting e a Oliveirense, ao passo que o conjunto bracarense segue na sétima posição (24 pontos).

"O braga é uma equipa que em casa faz a sua fortaleza, é uma equipa muito combativa, tem uma equipa muito aguerrida, jovem, muito irreverente e que nos vai causar muitos problemas, certamente.
Já houve um candidato a perder pontos em Braga e temos que assegurar que isso não acontecerá connosco. É a primeira das seis finais que nos faltam e estamos a tratar o jogo como se assim fosse, um afinal”.
A disputar três provas diferentes o FC Porto tem que gerir o calendário da melhor forma. Uma boa noticia para os homens de Cabestany que entram em qualquer pavilhão com o mesmo objectivo.
“O “chip” não tem necessariamente que ser mudado porque o FC Porto, entra para ganhar em qualquer jogo. É lógico que são competições diferentes , que nos obrigam a desgastes diferentes, viagens, treinos doutra natureza, mas faz parte da alta competição, e nós gostamos disso também, dessa exigência e temos que transportar essa exigência para o nosso trabalho diário”, finalizou.

Fonte/ Foto- FC Porto