a c e b o o k
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

É cada vez mais certo o ...

terça , Mar. 31 2020
34

FPP e Instituto ...

terça , Mar. 31 2020
66

“É o momento para voltar ...

terça , Mar. 31 2020
207

Hóquei fica mais pobre

segunda , Jul. 30 2018
58452

Patinagem reconhecida ...

segunda , Nov. 09 2015
26334

CM Feminino- Portugal ...

sábado , Out. 01 2016
20964

Resumo 16 avos final ...

terça , Mar. 21 2017
1577

GD Sesimbra- 3.ª Escola ...

segunda , Abr. 30 2018
822

Resumo do SC Tomar – SL ...

domingo , Jan. 28 2018
630

interiorespluri unhas J

paulofreitas

Satisfeito” e com “boas sensações”, era assim que estava Paulo Freitas quando o encontrámos no centro da pista do Pavilhão PalaCastellotti, em Lodi, logo após o triunfo do Sporting Clube de Portugal frente ao AW Lodi, por 3-5, em partida da primeira mão dos quartos-de-final da Liga Europeia. Em declarações ao Jornal Sporting e à Sporting TV, o treinador Leonino explicou um pouco da estratégia posta em prática para levar de vencida o bicampeão italiano: “Foi um ambiente difícil, diante de uma equipa com qualidade. Sabíamos que íamos sofrer, mas também que tínhamos a capacidade suficiente para esticar o jogo em alguns momentos e aí tentarmos resolver o encontro.”
Paulo Freitas elogiou os seus jogadores, mas lembrou que ainda falta o segundo jogo para que a passagem à final four da maior competição de clubes de hóquei em patins da Europa seja uma realidade: “Acabámos por ser felizes num ou noutro momento, mas quem trabalha desta forma também o merece. Parabéns aos jogadores, eles sabem que estamos na frente, mas que temos ainda de trabalhar muito na segunda mão.”
Para o que resta da eliminatória, Paulo Freitas reconheceu que o Sporting CP regressa a Lisboa na posição em que queria estar, mas não quer que a equipa embarque em euforias antecipadas: “Vamos encarar o próximo jogo da mesma forma com que encarámos este. Queremos sempre ganhar. Sabemos é que saímos na frente da primeira parte desta eliminatória e que agora temos de redobrar a nossa competência. Mas, é verdade que é mais confortável estar em vantagem na eliminatória e valorizamos o resultado que levamos daqui de Itália.”
Para o jogo da segunda mão, agendado para 6 de Abril, no Pavilhão João Rocha, Paulo Freitas apelou ao apoio em massa dos Sportinguistas e lembrou a importância de estar novamente entre as melhores quatro equipas da Europa: “Quero fazer desde já um apelo a todos os Sportinguistas para encherem o Pavilhão João Rocha no jogo da segunda mão porque vamos precisar do apoio deles para estar na final four da Liga Europeia pelo segundo ano consecutivo.”

Fonte- Sporting CP