a c e b o o k
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

Barcelos canta de Galo

quarta , Nov. 20 2019
158

AD Sanjoanense empata ...

quarta , Nov. 20 2019
170

Braga trava Benfica

quarta , Nov. 20 2019
86

Hóquei fica mais pobre

segunda , Jul. 30 2018
57617

Patinagem reconhecida ...

segunda , Nov. 09 2015
25542

CM Feminino- Portugal ...

sábado , Out. 01 2016
20347

Riba d'Ave surpreende HA ...

sábado , Out. 07 2017
744

Pedro Chambel- “a pensar ...

quinta , Jan. 14 2016
1255

Portugal estreia-se hoje ...

quarta , Abr. 01 2015
1309

interioresinteriores

tomar benfica ricardo rodrigues 2 grande

O Pavilhão Municipal “Cidade de Tomar” encheu para assistir ao confronto entre o SC Tomar e o SL benfica.
Jogo intenso, e que terminaria com u empate a uma bola.
Muitas novidades antes do inicio da partida, a começar pelo SC Tomar com Nuno Lopes a comandar a equipas depois a saída de Jorge Godinho e privado de João Candeias (castigado com 2 jogos). Do lado encarnado, duas baixas de peso, Carlos Nicolia e Diogo Rafael (por lesão).
Numa primeira parte equilibrada em bora co as águias aterem mais posse de bola seria o Benfica a inaugurar o marcador numa seticada de Valter Neves depois da bola ter sido desviada no stick de um defesa leonino, estavam então corridos 6 minutos de jogo.
Pensou-se que a equipa de Dominguez assumisse o jogo, mas a formação leonina soube reagir bem ao infortúnio e teve oportunidades para empatar. Seria já no ultimo minuto que a equipa de Nuno Lopes chegaria ao empate. “Vieirinha” vê azul e João Sardo, chamado a converter, não consegue enganar Pedro Henriques. A jogar em power play a formação da casa chega então ao empate por Hernâni Diniz a desviar subtilmente a bola para a baliza do guardião encarnada.
Segunda parte com o Benfica a querer resolver o jogo mas a encontra um SC Tomar atento e a defender bem, criando dificuldades ao ataque encarnado.
Com o correr dos minutos, a ansiedade da formação lisboeta foi ficando à vista perante um SC Tomar mais atrevido e a começar a criar perigo junto a Pedro Rodrigues, que teve que se aplicar para não ser surpreendido.
Se os primeiros minutos foram de sinal mais para o Benfica, os minutos finais mostraram um Leão de garras à mostra e sem medo do seu adversário.
Mas a equipa benfiquista acabaria por desperdiçar a melhor oportunidade deste segundo tempo, quando Ordoñez não conseguiu dar o melhor seguimento ao LD que o Benfica dispôs após a 10.ª falta do SC Tomar, e seria Pedro Henriques ao cair do pano que evitou o 2-1 para os tomarenses, a defender de forma brilhante uma seticada de Guilherme Silva.
Empate que acaba por ser o resultado mais certo num jogo onde o Benfica acaba por ficar mais longe do seu objetivo, que é a liderança e o SC Tomar a conquistar um precioso ponto na sua luta pela manutenção.

Uma ultima palavra para a dupla de arbitragem (Jaime Vieira e Ricardo Leão), com nota alta num jogo sem grandes casos, mas com decisões acertadas nas jogadas mais duvidosas.

Foto- Ricardo Rodrigues/ hoqueipatins.pt