a c e b o o k
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

ED Viana com novidades

sexta , Jul. 19 2019
116

Bruno Mouta no CENAP

sexta , Jul. 19 2019
173

Tiago Guerra: "Deixo o ...

sexta , Jul. 19 2019
283

Hóquei fica mais pobre

segunda , Jul. 30 2018
56995

Patinagem reconhecida ...

segunda , Nov. 09 2015
24970

CM Feminino- Portugal ...

sábado , Out. 01 2016
19921

CR Lisboa- Seniores- AD ...

quarta , Mar. 18 2015
1766

Famalicense AC organiza ...

quarta , maio 31 2017
789

AP Minho - HC Braga ...

segunda , Jul. 02 2018
393

interioresinteriores

2018 Nantes JoaoParreiraDeixou Portugal vão cerca de dois meses e aventurou-se em França onde joga no Nantes, adversário do OC Barcelos na 1ª mão da pré eliminatória da WS Europe Cup.
Como muitos jogadores portugueses, emigrou e junta o trabalho com a modalidade.
Chama-se João Parreira, é natural de Almada e ao Hóquei Minhoto falou deste jogo, realçando que não é todos os dias que se defronta  uma das melhores equipas do mundo, mas com imensa pena de não ser no municipal de Barcelos.


" Bem na teoria o Barcelos assume todo o favoritismo na eliminatória é um grande colosso europeu no que toca ao hóquei em patins.
Nós Nantes, vamos com o intuito de mostrarmos que somos uma equipa coesa e acima de tudo unida e que discutiremos a eliminatória até ao fim.
O Barcelos tem duas baixas de peso e vamos aproveitar esse aspeto também.
Acima de tudo que seja uma boa eliminatória e não vamos facilitar nada a vida ao Barcelos.
Tenho pena que não seja em Barcelos o jogo, porque é sempre um motivo extra jogar num pavilhão como o do OC Barcelos.
É sempre um privilégio jogar num pavilhão como é o de Barcelos mas visto por outro lado acho que podemos aproveitar esse ponto de não jogarem na casa deles ".

João Parreira falou também desta sua aventura em França e do seu percurso como jogador.

" A minha caminhada aqui no Nantes é bastante recente.
É a minha primeira época em Nantes estou aqui há apenas dois meses.
Comecei com 6 anos no clube da minha zona de habitação no Seixal FC onde permaneci dez anos até juvenil de primeiro ano.
Foi o clube onde dei os primeiros passos de patinagem, onde tive as primeiras bases e onde me formei enquanto jogador de hóquei em patins.
Em juvenil de segundo ano fui para o CACO, Clube Atletico de Campo de  Ourique onde permaneci cinco anos até à época transacta sénior de primeiro ano
Foi um clube que me deu as condições todas para ter uma formação e competição bastante elevada onde aprendi muito sobre hóquei e cresci muito como pessoa,
Este ano com 21 anos e sénior de segundo ano, decidi aceitar esta aventura e vir para França ".

E jogar em Portugal e contra uma equipa portuguesa é sempre especial ?

" Claro que sim, dá para matar sempre saudades e com jeitinho ainda conseguimos ver a família!,
Também para competirmos contra os melhores porque não é segredo nenhum que hoje em dia, Portugal tem o melhor campeonato do mundo e das melhores equipas do mundo e da Europa ".

Foto: DR