a c e b o o k
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

OC Barcelos derrota ...

sábado , Dez. 05 2020
106

Alejandro Domínguez- ...

sexta , Dez. 04 2020
114

Girão- “Vamos ter de nos ...

sexta , Dez. 04 2020
351

Hóquei fica mais pobre

segunda , Jul. 30 2018
59663

Patinagem reconhecida ...

segunda , Nov. 09 2015
27603

CM Feminino- Portugal ...

sábado , Out. 01 2016
21985

Campo, Limianos, ...

domingo , maio 03 2015
1308

Convocatória da Seleção ...

sexta , Fev. 05 2016
1291

3.ª D- Centro- Bolas ...

domingo , Nov. 08 2015
1413

calendario Pluriform 4

img 920x5182018 10 13 00 00 59 1459604

Oliveirense volta a juntar-se a Sporting, FC Porto e Benfica como candidata a campeã

O Campeonato Nacional da 1ª Divisão está de volta com a previsão de uma maior competitividade, face ao aumento de jogadores estrangeiros de reconhecido valor.
Esta edição apresenta, de resto, uma grande novidade em relação às anteriores. Assinala o fim do sorteio condicionado, prática há vários anos contestada por muitos clubes. E a prova de que é mesmo sorteio puro é o facto de surgir o dérbi Sporting-Benfica logo na 1ª jornada. Mas há mais. As quatro melhores classificadas em 2017/18 (Sporting, Benfica, FC Porto e Oliveirense) encontram-se todas num espaço de um mês - 27 de outubro a 24 de novembro.
E é precisamente este quarteto que reúne o favoritismo na luta pelo título máximo. Para além de Sporting, FC Porto e Benfica e face aos jogos realizados nesta pré-temporada, nomeadamente no Torneio Elite Cup, também a Oliveirense surge com uma equipa que se apresenta de novo como legítima candidata . A formação de Oliveira de Azeméis manteve a mesma dupla de técnicos (Renato Garrido e Edo Bosch) e contratou quatro jogadores de elevado nível: Marc Torra (Reus), Xavi Barroso (Barcelona), Jorge Silva (FC Porto) e Emanuel Garcia (Juv. Viana).

Dos três restantes assumidos candidatos ao título, o Benfica aparece com quatro novidades: Marco Barros (Turquel), Albert Casanovas (Reus), Lucas Ordoñez (Barcelona) e Xavier Cardoso (Valongo), que tentarão fazer esquecer as saídas de Guillem Trabal, Tiago Rafael e João Rodrigues.

Já o FC Porto apresenta três caras novas: Poka, que viajou de Valongo, o internacional italiano Giulio Cocco (Lodi) e o jovem Hugo Santos, que rescindiu com o Benfica a meio da última época. Já no início desta temporada, os dragões conquistaram a Supertaça e perderam a final da Taça Continental, frente ao Barcelona, após a marcação de penáltis.

E em equipa que ganha não se mexe. E foi o que aconteceu no Sporting, com Paulo Freitas a apresentar apenas duas novidades: o internacional espanhol, Raúl Marin (Reus) e o argentino Gonzalo Romero (Forte Dei Marmi). No início da época, os leões venceram o Torneio Elite Cup e perderam a final da Supertaça.

Segunda linha

As decisões dos campeonatos passam muitas vezes pelas equipas consideradas de 2ª linha, mas cuja qualidade não deixa dúvidas, até pelo passado histórico de muitas delas. Estão neste caso o OC Barcelos, Valongo e Juv. Viana.

O OC Barcelos, liderado pelo experiente Paulo Pereira, apenas contratou dois jogadores, ambos emprestados pelo Sporting: Gonçalo Nunes e Alvarinho. Com um pavilhão que é famoso pelo apoio da sua claque, a equipa minhota já soma no seu historial com 3 títulos nacionais (1992/93, 1995/96 e 2000/01), para além de vários títulos nas competições europeias.

O Valongo, por seu turno, surge com três novidades: Nuno Araújo e João Souto (ex-Oliveirense) e Gonçalo Pinto, emprestado pelo Benfica e que vem do Lodi (Itália). Liderado por Miguel Viterbo, a equipa teve em 2013/14 o ponto mais alto da sua história, ao conquistar o título nacional e a Supertaça, numa equipa treinada pelo atual técnico do OC Barcelos, Paulo Pereira.
A Juv. de Viana, que por duas vezes foi vice-campeão nacional, tem o seu ex-jogador André Azevedo ao leme e para esta época reforçou-se com 4 atletas, dois deles estrangeiros: o francês Remi Herman e o espanhol Arnau Xaus, que se juntam ao jovem guarda-redes Bruno Guia (ex-OC Barcelos) e ao experiente Gonçalo Suíssas (ex- Valença).
Para além destas três equipas há mais quatro que podem intrometer-se na luta pelo campeonato. São os casos de Paço de Arcos – novamente treinado pelo ex-selecionador nacional sub-20, Luís Duarte –, Turquel, Sp. de Tomar e HC Braga, todos eles com bons resultados na pré-temporada.

Novidades

Quanto aos novos primodivisionários, Riba d’Ave, AD Oeiras e Marinhense, o objetivo passa seguramente por garantir a manutenção na 1ª Divisão.

Fonte/Foto – Jornal “Record”