a c e b o o k
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

José Luis Páez " Fomos ...

segunda , Jul. 15 2019
683

Captações no CRPF LAVRA

segunda , Jul. 15 2019
100

Campeões do Mundo vão ...

segunda , Jul. 15 2019
445

Hóquei fica mais pobre

segunda , Jul. 30 2018
56980

Patinagem reconhecida ...

segunda , Nov. 09 2015
24947

CM Feminino- Portugal ...

sábado , Out. 01 2016
19909

FPP- Revalidação do TPTD

quinta , Out. 25 2018
384

Hélder Ferreira ...

terça , Jun. 14 2016
1301

Guilherme Pedruco (PFC): ...

sábado , Mar. 03 2018
516

interioresinteriores

ls 1

O selecionador nacional, Luís Sénica, analisou a vitória frente à Itália nas meias-finais e abordou a final deste domingo, contra a Espanha.

Análise: "Vencemos, estamos na final. Fizemos um excelente jogo, a Itália é uma seleção forte. Tem uma capacidade física importante com muitos desequilibradores. Em muitos momentos, Portugal contrariou essa capacidade. Foi um fator de equilíbrio emocional, que nos permitiu uma segunda parte mais consistente".

Palavras ao intervalo: "O que se diz quando se está a perder? Acredita-se que se vai ganhar. O importante é acreditar no trabalho. Aqui estão jogadores de alto nível que fizeram uma época muito longa de grande intensidade. Não foi hoje [sábado] que demos o salto, foi ao longo de todos os jogos. Hoje [sábado], Portugal respondeu. Portugal teve a capacidade de sofrer e acabou por cima do jogo, porque disparou e acreditou".

Final [frente à Espanha]: "Vai ser uma final diferente taticamente, se calhar com jogo mais controlado, menos aberto. Espanha tem jogo mecânico, com jogadores criativos e rotação de bola. O Gonçalo está tocado no joelho, fez um esforço enorme para jogar. Sou um homem de fé, para rezar peço para não ir aos penáltis e ganhar durante os 50 minutos [na final do Mundial Espanha ganhou nos penáltis]".

Fonte/Foto – Jornal “O Jogo”