a c e b o o k
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

Convocatória Seleção ...

quinta , Jun. 30 2022
6

“Quando se acredita, ...

quinta , Jun. 30 2022
13

Jordi Bargalló renova ...

quinta , Jun. 30 2022
25

Hóquei fica mais pobre

segunda , Jul. 30 2018
62090

Patinagem reconhecida ...

segunda , Nov. 09 2015
30886

CM Feminino- Portugal ...

sábado , Out. 01 2016
25038

1.ª Divisão- Resumo do ...

terça , maio 03 2022
229

Pedro Nunes: "Temos de ...

sexta , Fev. 10 2017
1523

Barcelona e Manlleu ...

sábado , maio 02 2020
838

massagista inicial

33598389 1712505735496636 4569997115937259520 n

Na 24ª jornada do campeonato nacional da 1ª divisão, a Juventude de Viana desloca-se a Valongo, este Sábado, às 18h30.
Depois de renovar por mais uma época com o guardião Jorge Correia, foi o próprio que assumiu que a equipa de Viana vai lutar pela vitória, diante de um Valongo que tem causado dissabores até aos grandes. "Para isso teremos de estar ao nosso melhor nível, muito à imagem do jogo que fizemos em Oliveira de Azeméis. Fortes e concentrados até ao final. Só esperamos é que não sejam fatores externos a decidir o jogo".
Em caso de vitória a Juventude de Viana tem até a oportunidade de se aproximar deste adversário direto. O Valongo é 5º classificado, com 41 pontos, e a Juventude de Viana é 6ª com 36 pontos. "O Valongo é uma equipa que joga com muita intensidade e que tem em casa um apoio muito forte dos seus adeptos. Penso que serão essas as nossas maiores dificuldades, teremos de contrariar a pressão alta do Valongo, abstrairmo-nos do seu público e concentrarmo-nos no nosso jogo".
Face à exigência da partida, o guarda redes explica: "como em qualquer jogo, analisamos os pontos fortes das equipas e os pontos menos bons e tentamos, dentro do nosso tipo de jogo, estabelecer uma estratégia que nos permita tirar vantagens no jogo, quer defensivamente como ofensivamente".
Já como armas da equipa de Viana salienta "a nossa experiência e o nosso modelo de jogo são as nossas maiores valias". De facto, "depois de tudo o que tem acontecido esta época, já realizamos jogos de muito bom nível. Por isso temos de acreditar que este Sábado também será possível".
Correia é, pessoalmente, um exemplo de uma época bem conseguida, com boas exibições e que também ajudaram a equipa, mesmo na fase negativa. No entanto fica a sensação de que a Juventude poderia ter chegado mais longe e, também por isso, quer encerrar a época com vitórias.
"Todos estamos neste clube para dar o nosso melhor em prol da equipa e dos seus objectivos. Obviamente que ficamos satisfeitos quando isso acontece, ainda para mais com a responsabilidade acrescida de ser capitão de uma grande equipa, mas no fim de contas tudo se resume à prestação do coletivo e à respectiva conquista dos objectivos traçados no início da época. Relativamente a esta temporada, de facto tem sido uma época absolutamente atípica, onde a lesão do André foi de longe o momento mais dramático que passamos, mas a onda de lesões e a falta de jogadores para treinar em vários treinos desta época, foi algo que nunca me tinha acontecido enquanto jogador sénior de hóquei em patins. Depois de tudo isto ainda tivemos a mudança da equipa técnica… Enfim, aconteceu-nos de tudo um pouco, infelizmente. Obviamente que estas situações não nos permitiram alcançar alguns objetivos que tínhamos traçado no início da época, nomeadamente na taça de Portugal e na CERS, mas esperamos ainda ter um fim de época positivo. Para isso temos ainda três finais para disputar".

Fonte/Foto – Facebook AJ Viana