a c e b o o k
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

1.ª D- Resumo da UD ...

segunda , Jan. 17 2022
0

Sorteio da Fase 2 do ...

segunda , Jan. 17 2022
1

1.ª D- Resumo da AD ...

segunda , Jan. 17 2022
2

Hóquei fica mais pobre

segunda , Jul. 30 2018
61616

Patinagem reconhecida ...

segunda , Nov. 09 2015
30142

CM Feminino- Portugal ...

sábado , Out. 01 2016
24443

Campeonatos Regionais da ...

segunda , Dez. 12 2016
1355

Taça ou não em Fão ?

quarta , Jan. 14 2015
1667

Escola de Guarda-Redes ...

terça , Dez. 13 2016
1676

3 Cabeleireiro Inicial

Terronia

imgS620I220576T20180508094719

<Fruto do hóquei em patins ser uma modalidade de elite, os melhores jogadores costumam rodar entre as melhores equipas, sendo cada vez mais raras as permanências de uma vida inteira num só clube. De resto, nas quatro equipas presentes nesta final four, apenas dois jogadores poderão ser enquadrados nesses parâmetros: Nélson Filipe cumpre a sua décima segunda época no FC Porto; Aitor Egurrola cumpre a sua vigésima ao serviço do Barcelona.

Assim, entre FC Porto, Sporting, Barcelona e Reus, existem nos atuais plantéis 11 jogadores que já conheceram outra camisola - como séniores - que estará na final four como... adversário. E um deles até conheceu duas...

No FC Porto…

Carles Grau, Reinaldo Garcia e Gonçalo Alves. Serão estes os jogadores que reconhecerão outra camisola nesta final four do Dragão Caixa. Os dois primeiros já foram jogadores do Barcelona e Gonçalo Alves alinhou no Sporting no início da sua carreira.

Sendo certo que Gonçalo Alves encontrará um clube que já representou (nas meias-finais), não é certo que Carles Grau e Reinaldo Garcia encontrem o Barcelona. A acontecer, o reencontro deverá ser mais forte no coração do argentino, já que Carles Grau apenas representou o Barcelona entre 2008 e 2010. Já no que toca a Reinaldo Garcia, depois de ter dado os primeiros passos no hóquei europeu com a camisola portista, aventurou-se por Espanha, onde alinhou no Liceo (duas épocas) e Barcelona (seis temporadas). Do Palau Blaugrana, voltou à base- FC Porto - há três anos.

No Sporting…

Eis a equipa que tem mais jogadores que conhecem outra camisola (são cinco) e a que tem o único dos 11 que já conheceu outras duas camisolas. Mas vamos por partes. Adivinha quem são os cinco jogadores leoninos que já representaram outro clube presente nesta final four? São eles Caio, Henrique Magalhães, Vítor Hugo, Matías Platero e Pedro Gil. E sim, caro leitor. É Pedro Gil o recordista de «outras camisolas» nesta final four.

Nas meias-finais, o espanhol reencontrará o FC Porto - onde jogou durante oito épocas não consecutivas - sendo que ainda poderá reencontrar o Reus - onde jogou três épocas, entre as duas passagens pelo Dragão. Sobre Pedro Gil, referir ainda um exemplo da paixão que o espanhol entrega às equipas que já representou... Em 2013, na final four da Dragão Caixa, o Valdagno de Pedro Gil foi eliminado pelo FC Porto nas meias-finais... No dia seguinte, o da final, Pedro Gil ficou a torcer pelos azuis e brancos e chorou desalmadamente com a derrota com o Benfica...

Ainda nas meias-finais, reencontrar-se-ão com um antigo clube mais três nomes leoninos: Caio, Henrique Magalhães e Vítor Hugo, sendo que o último trocou dragões por leões no início desta época. Por fim, chegamos a Matías Platero que no ano passado representava o Reus...

No Barcelona…

É considerada por muitos a melhor equipa do mundo de hóquei em patins, sendo que, por identidade própria do clube, prefere apostar na prata da casa e, quando contrata, contrata os melhores do mundo. Assim, não é de admirar que o Barcelona tenha apenas um jogador no seu plantel que conheça outra camisola presente nesta final four. 

É ele Marc Gual, veterano espanhol de 37 anos, que tem um passado muito forte no Reus. O catalão passou nove épocas - não consecutivas - em Reus, sendo que vai na sua sétima ao serviço dos culés. Nas meias-finais reencontrará a sua antiga equipa...

No Réus…

Amor com amor se paga, não é assim? Pois bem, no atual plantel do Reus há dois jogadores que conhecem outra camisola presente nesta final four. E é a do... Barcelona.

Tanto Raul Marin como Marc Torra, provavelmente as duas grandes referências deste Reus, já foram jogadores dos Blaugrana. Raul Marin alinhou no Palau Blaugrana durante duas temporadas, ao passo que Marc Torra foi jogador do Barcelona cinco anos seguidos. Tal como Marc Gual (este no sentido inverso), Raul Marin e Marc Torra reencontrarão a sua antiga equipa nas meias-finais da competição.>

Foto±fonte: Zerozero.pt