a c e b o o k
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

Barcelos canta de Galo

quarta , Nov. 20 2019
34

AD Sanjoanense empata ...

quarta , Nov. 20 2019
37

Braga trava Benfica

quarta , Nov. 20 2019
22

Hóquei fica mais pobre

segunda , Jul. 30 2018
57608

Patinagem reconhecida ...

segunda , Nov. 09 2015
25534

CM Feminino- Portugal ...

sábado , Out. 01 2016
20345

Convocatória Seleção ...

terça , maio 16 2017
1940

Riba d'Ave e HC Braga em ...

quarta , Jan. 07 2015
1475

Taça CERS - HC Turquel ...

sábado , Fev. 04 2017
1265

interioresinteriores

edo bosch homenagem vs sporting 170118

Ex-guarda-redes, já retirado, recebeu uma camisola assinada por Pinto da Costa antes do início do jogo com o Sporting
Edo Bosch foi homenageado esta quarta-feira, antes do início do jogo entre o FC Porto e o Sporting, a contar para a 12.ª jornada do Campeonato Nacional, no Dragão Caixa. O ex-guarda-redes, que trocou esta época a carreira de jogador pela de treinador (é adjunto na Juventude de Viana), recebeu uma camisola azul e branca com o seu número de sempre (47), assinada por Jorge Nuno Pinto da Costa. Para além do presidente, também Eurico Pinto, vogal da direção para o hóquei em patins, esteve presente no rinque.
O espanhol cumprimentou todos os jogadores, inclusive os do Sporting, até porque foi companheiro de alguns deles durante vários anos, nomeadamente o compatriota Pedro Gil e Caio. Das bancadas chegou o cântico “Edo Bosch allez”, o que o deixou visivelmente emocionado.
“É um daqueles momentos que nunca vou esquecer na vida. O FC Porto e os adeptos do FC Porto deram-me muito e tentei retribuir com vitórias. O que recebi, todo o carinho, foi muito mais do que se pode esperar num sonho”, afirmou o catalão, logo após este momento, ao Porto Canal.
O ex-guarda-redes representou os Dragões durante 18 temporadas – em 2016/17 alinhou por uma última época na Juventude de Viana – e ficará para sempre ligado à inédita conquista do decacampeonato, sendo juntamente com Filipe Santos, Emanuel Garcia e Reinaldo Ventura um dos totalistas desse feito. Além dos dez consecutivos, Campeonatos Nacionais foram mais três, a que se somam sete Taças de Portugal e nove Supertaças. No total, foram 29 títulos em 18 anos.
Edo Bosch fez na última entrevista à Dragões (em junho de 2016) um balanço sobre a sua passagem pelos azuis e brancos, na qual recordou todo o percurso desde 7 de julho de 1998, dia em que rubricou o primeiro contrato. O artigo pode ser lido na integra aqui.

Fonte / Foto – www.fcporto.pt

workshops para rodapé Noticias AutoEpilação