a c e b o o k
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

Fernando Graça demite-se ...

quarta , Abr. 01 2020
124

A Copa do Rei em Junho ...

quarta , Abr. 01 2020
47

Alejandro Dominguez- ...

quarta , Abr. 01 2020
56

Hóquei fica mais pobre

segunda , Jul. 30 2018
58454

Patinagem reconhecida ...

segunda , Nov. 09 2015
26339

CM Feminino- Portugal ...

sábado , Out. 01 2016
20969

«O meu Europeu»...por ...

domingo , Jul. 15 2018
641

Miguel Freitas e Bruno ...

quinta , Jun. 18 2015
1093

Pedro Nunes: “Vamos ...

segunda , maio 07 2018
497

interiorespluri unhas J

hcs cdb

HC Sintra – CD Boliqueime 2-3

A equipa sénior do CDB voltou a competir na II Divisão Nacional 11 anos depois da última subida. O HC Sintra apadrinhou a formação algarvia no “Monte Santos, com a formação forasteira a surpreender o conjunto orientado pro “Tikinho”. Depois de uma partida muito bem disputada, com boas chances de parte a parte, os boliqueimenses foram mais fortes na parte final, dando a volta e vencendo por 2-3. Boa estreia dos algarvios, que entram com o patim direito na II Divisão Sul.
O HC Sintra partia como favorito e cabia ao CD Boliqueime dificultar ao máximo o trabalho dos sintrenses. E foi o que aconteceu, desde o início. Surpreendentemente, foi a equipa algarvia a pegar no jogo nos primeiros minutos. A posse de bola em ataques longos foi a primeira estratégia utilizada pelos treinadores para se estudarem. O primeiro golo surgiu pelo stick de Miguel Cavaco, após um remate fortíssimo e bem colocado. A partir do meio da primeira parte, o Sintra passou a mandar mais tempo na partida. Surgiram então dois golos para o HC Sintra, apontados por Nuno Maria e Micael Barreto em lances confusos dentro da área do Boliqueime. As oportunidades de golo não eram muito frequentes, mas sempre que eram chamados a intervir, os guarda redes estiveram em bom plano. A vantagem ao intervalo para o HC Sintra, premiava a boa resposta por parte do conjunto de Tikinho.
Para o segundo tempo, António Ramos apresentou uma alteração na baliza, colocando Bruno Francisco, que continuou a dar confiança à equipa. No reatamento houve mais HC Sintra. Com um pouco mais de velocidade, a equipa da casa pressionou um pouco mais os algarvios e estiveram mais tempo no ataque. Ainda assim, o perigo junto da baliza não era muito frequente. A meio do segundo tempo, a partida ganhou velocidade e os contra ataques sucederam-se. Nessa altura, a bola rondava as balizas com mais perigo e poderiam ter aparecido mais golos. O Boliqueime continuou a dar boa conta de si, acreditou e partiu para a reviravolta no marcador. Uma bola recuperada a meio campo deixou Rafael Miguel isolado que não se fez rogado e empatou a duas bolas. Foi já à entrada para o último minuto que os da casa fizeram a 10ª falta e Rafael Miguel aproveitou para dar a vitória à nossa equipa. O derradeiro minuto foi de sufoco por parte dos da casa, mas a nossa equipa organizou-se bem e Bruno Francisco fechou a baliza, guardando os três pontos.
Na próxima jornada, o Boliqueime recebe o HC "Os Tigres" enquanto o HC Sintra viaja até ao “Fernando Lopes Graça onde defrontará o Parede FC.

Fonte / Foto – CD Boliqueime

workshops para rodapé Noticias NailArt