a c e b o o k
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

WSE Continental Cup será ...

quarta , Ago. 10 2022
31

Trio reforça Riba D´Ave ...

quarta , Ago. 10 2022
70

Sistema de Revisão Vídeo ...

terça , Ago. 09 2022
49

Hóquei fica mais pobre

segunda , Jul. 30 2018
62202

Patinagem reconhecida ...

segunda , Nov. 09 2015
31072

CM Feminino- Portugal ...

sábado , Out. 01 2016
25212

Vítor Hugo: "Temos que ...

quinta , Abr. 27 2017
1495

GD Sesimbra anuncia duas ...

quinta , Jul. 25 2019
1323

Grupos e Calendário do ...

quarta , Jun. 28 2017
2218

Curso Unhas de Gel Profissional 25h ed

00001047

O FC Porto venceu por 3-7 frente ao SC Tomar e conquistou assim a 21.ª Supertaça do seu historial, com ambos os treinadores a analisarem as incidências no final do encontro. 

«Nuno Domingues: "Houve faltas, agressões sem bola por marcar"

"Não conseguimos ter bola como gostamos. Mas depois fomos superiores até um determinado ponto, só que quando quisemos subir não nos deixaram. Sem dizer que fomos prejudicados, fomos muito condicionados. Há faltas, agressões sem bola que não foram marcadas:"

Guillem Cabestany: "Era muito mais difícil do que podiam pensar"

"A primeira parte correu bem, com concentração. Na segunda, houve relaxamento, a pensar que estava meio feito. O Tomar demonstrou que é uma equipa bem trabalhada, com opções para criar perigo. Este jogo era multo mais difícil do que as pessoas podiam pensar."»

 Foto: FPP |Fonte: Jornal “O Jogo"

workshops para rodapé Noticias AutoManicura