a c e b o o k
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

1.ª D- “Brutus dos ...

sábado , Out. 19 2019
318

Paulo Freitas- “vitória ...

sábado , Out. 19 2019
89

LE- Oliveirense começa ...

sábado , Out. 19 2019
65

Hóquei fica mais pobre

segunda , Jul. 30 2018
57411

Patinagem reconhecida ...

segunda , Nov. 09 2015
25347

CM Feminino- Portugal ...

sábado , Out. 01 2016
20218

Sócios e Adeptos da ...

quinta , Out. 19 2017
540

CN Sub13 2.ª Fase: FC ...

domingo , maio 22 2016
2015

Miguel Freitas e Bruno ...

quinta , Jun. 18 2015
1025

interioresinteriores

APDG PenafielHCPenafiel

Segundo e reportagem do site Verdadeiro Olhar, a APDG passa a designar-se Hóquei Clube de Penafiel e quer continuar a crescer e formar novos atletas.

«Projecto pretende dar continuidade ao trabalho que vinha sendo realizado pela Associação para o Desenvolvimento de Galegos que, na época transacta, subiu todos os escalões aos nacionais.

A Associação para o Desenvolvimento de Galegos (APDG Penafiel) que subiu recentemente todos os escalões aos nacionais tem, agora, uma nova designação: Hóquei Clube Penafiel (HCP), clube fundado em 30 de Junho de 2017.

Ao Verdadeiro Olhar, Vasco Ribeiro, um dos directores do clube, defendeu que o núcleo de hóquei em patins da APDG cumpriu uma década de hóquei em patins e está hoje no auge da modalidade, convivendo com os grandes do hóquei.

“Podemos dizer que cumprimos a missão. Pretendemos, agora, com a criação do HCP, engrandecer ainda mais a prática da modalidade no concelho e fazer com que permaneça muitos e bons anos no topo do hóquei em patins, lutando de igual para igual com clubes de dimensão superior à nossa, mostrando em campo, que o orgulho penafidelense é inabalável, ainda que com respeito, não temos que temer ninguém”, disse.

Vasco Ribeiro destacou que o clube pretende dar continuidade ao trabalho que nos últimos anos colocou a associação no mapa da modalidade, sendo esta uma instituição conhecida além-fronteiras e reconhecida pelos mais altos organismos da modalidade.

“Sentimos necessidade de crescer e com o apoio do pelouro do desporto da Câmara Municipal de Penafiel, iniciámos este projecto com uma nova dinâmica de humildade, profissionalismo, competência e rigor”, disse.

O HCP tem presentemente cerca de 260 crianças, distribuídas pelo projecto “Infantário sobre rodas ” e provas de competição. Destas 260, cerca de 70 crianças são atletas, pertencentes aos escalões de pré-competição benjamins e escolares e os restantes aos escalões de competição, sub13, sub15, sub17.

Vasco Ribeiro realçou que o HCP tem como principais objectivos para a presente época apostar na formação de novos valores, a nível desportivo, formar novos cidadãos e promover o projecto “Infantário sobre Rodas ” que em conjunto com as aulas de iniciação, existentes no Pavilhão de Galegos, têm como meta aumentar o número de praticantes da modalidade e formar novos talentos.

Falando do projecto “Infantário sobre Rodas”, Vasco Ribeiro referiu que este programa é importante para reforçar e expandir o nível de influência no panorama desportivo actual, mantendo e criando novas parcerias com os agrupamentos escolares e escolas, para que, os respectivos alunos das aulas de patinagem passem a integrar o clube.

Vasco Ribeiro mostrou-se convicto que o crescimento do HCP vai ser “colossal”, referindo existir já um simbiose entre o clube, as famílias dos atletas e a comunidade que está a dar frutos e que tem contribuído para o crescimento sustentado do número de atletas e dos recursos humanos.

Projectando o futuro, Vasco Ribeiro revelou, ainda, que “a enorme estabilização da situação financeira do clube, fruto de um trabalho consciente e sustentado e os novos recursos de que o clube brevemente irá dispor”, trará mais-valias ao HCP e um aumento da qualidade das condições disponibilizadas aos atletas.

A este propósito, o director do HCP esclareceu que o clube irá apresentar, a curto prazo, novos projectos e existe a possibilidade de a três ou quatro anos, formar uma equipa sénior.

Ao Verdadeiro Olhar, Vasco Ribeiro reconheceu, ainda, que o clube necessita de ter mais e melhores praticantes, mais e melhores condições logísticas, colaborando na promoção da prática da modalidade de hóquei em patins, junto da população escolar, angariar apoios para a melhoria da prática desportiva e organizar eventos de prestígio nacional.

Para a presente época, Vasco Ribeiro garantiu, também, que o clube quer reforçar o número de atletas nos escalões de pré-competição, criar condições para que nos escalões de sub13 e sub17 coexistam duas equipas em cada escalão (equipa A e equipa B).

O clube propõe-se, ainda, que os três escalões de competição se qualifiquem para o nacional e passem o maior número de equipas para a segunda fase dos nacionais.

Em relação ao torneio de encerramento, um dos objectivos passa por conseguir chegar às finais.

“No entanto, a principal prioridade nesta prova, é dar mais tempo de jogo aos atletas que jogaram menos no campeonato distrital, em particular nos escalões de Sub13 e Sub17, onde existem duas equipas (equipa A e equipa B) por escalão”, avançou, reforçando que em termos desportivos são objectivos prioritários o campeonato distrital (1.ª fase), e ficar nos dois primeiros lugares para na 2.ª fase tentar passar aos campeonatos nacionais.

Quanto ao torneio de encerramento, os objectivos do clube são os de participar com as equipas que não se apurarem para os nacionais, mais as equipas B (sub13 e sub17), que devido às regras, não podem ir aos nacionais.

Como terceiro objectivo, Vasco Ribeiro manifestou o desejo de uma das equipas que estiverem a competir nos nacionais, passar à 2.ª fase, feito nunca alcançado.

Referindo-se à época transacta, Vasco Ribeiro relevou, também, o trabalho das três equipas que o clube teve em competição (escalões de competição, sub13, sub15, sub17).

“Destaco, ainda, a sua participação com excelentes resultados no torneio de encerramento, indo à final, nas equipas de sub13 e sub17”, expressou, acrescentando que nos escalões benjamins e escolares, não existe qualificação, uma vez que são escalões de pré-competição.»

Foto|Fonte: Verdadeiro Olhar

workshops para rodapé Noticias AutoManicura