a c e b o o k
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

Filipe Bernardino fica ...

segunda , Jun. 24 2019
109

Rodolfo Santos e a ...

segunda , Jun. 24 2019
254

Torneio Internacional de ...

segunda , Jun. 24 2019
364

Hóquei fica mais pobre

segunda , Jul. 30 2018
56880

Patinagem reconhecida ...

segunda , Nov. 09 2015
24864

CM Feminino- Portugal ...

sábado , Out. 01 2016
19842

FC Porto conquista III ...

sábado , Set. 10 2016
1175

Recuperação de campeão ...

domingo , Jun. 10 2018
647

Sorteios dos Campeonatos ...

quarta , Ago. 26 2015
1229

interioresinteriores

0 2468fcpbarca

O FC Porto ainda não perdeu esta temporada e tem hipótese de discutir a liderança do campeonato no primeiro jogo de 2017 agendado para 7 de janeiro frente ao SL Benfica.

«À 10.ª jornada, o campeonato nacional de hóquei em patins parou para que se cumpram as habituais miniférias de natal e ano novo e, se é certo que há mais para jogar do que o que já foi jogado (faltam três jornadas para terminar a primeira volta), a verdade é que já é possível fazer um pequeno balanço do que se viu do FC Porto Fidelidade nos poucos mais de três meses de competição.

Para começar a temporada dificilmente se poderia pedir mais ou melhor do que um Benfica-FC Porto, frente a frente, na luta pela Supertaça de Portugal. A primeira “amostra” da temporada foi um autêntico “ hino” ao hóquei, num dos clássicos mais emotivos dos últimos anos em que os azuis e brancos estiveram sempre (desde os 10 segundos) na frente do marcador. O resultado fechou com um 13-7 favorável com a turma de Guillem Cabestany a trazer para o Porto o primeiro troféu da época.

O campeonato começou no primeiro dia de outubro com uma vitória (4-2) na receção à sempre difícil equipa do Óquei de Barcelos, seguindo-se um “tranquilo” percurso até ao mês de dezembro, cujo calendário reservava os testes de maior dificuldade teórica à equipa azul e branca.

O decisivo mês começou com uma deslocação a Alverca, para defrontar o Sporting, e logo aí que os Dragões deixaram os primeiros e únicos pontos do campeonato até ao momento. Um empate a três foi o resultado que por uma jornada atirou os azuis e brancos para o terceiro lugar e para fora do comboio dos 100% vitoriosos. Isto porque ainda antes da paragem, foi a vez da Oliveirense, que seguia no duo da frente, visitar o Dragão Caixa e ser derrotada por 6-4.



Recuperado o segundo lugar, é agora tempo de esperar para ver como se saem os principais rivais nos confrontos diretos. Como afirmou o técnico portista, “só o tempo dirá se o empate em casa do Sporting foi um bom ou um mau resultado”, mas a verdade é que os Dragões até entram em 2017 com a possibilidade de subir à liderança. A 7 de janeiro jogam no Pavilhão da Luz com o líder e, em caso de vitória, passam a somar mais um ponto do que o Benfica.

Para já, fica o registo de um percurso sem qualquer derrota da equipa que até ao momento tem a melhor defesa do campeonato, com 23 golos sofridos, e a que tem uma melhor relação entre golos marcados (69) e golos sofridos (três marcados por cada sofrido).

Mas não só de I Divisão se fez a época portista até ao momento. O sorteio da Liga Europeia deixou o FC Porto no Grupo B, juntamente com os franceses do Mérignac, dos italianos do Bassano e do “todo-poderoso” FC Barcelona e se é verdade que os Dragões nem começaram bem (empate surpreendente em casa com o Mérignac) também o é que cumpriram nas duas jornadas seguintes: venceram em Itália (4-3) e na receção aos espanhóis (2-1) e lideram o Grupo B.

Encerrado o ano de 2016, ficam na retina as últimas exibições de grande nível da equipa portista, em especial a última, frente ao Barcelona, que deixou bem evidente o potencial da formação azul e branca.



Ultrapassado o ciclo de dezembro, abre-se agora um novo, mas não menos exigente em janeiro, em que além da visita à Luz, os portistas jogam também em Barcelona, no Palau Blaugrana, muita da definição do Grupo B e do futuro na Liga Europeia, tendo depois uma receção ao Valongo e uma deslocação ao terreno do Riba D´ave para encerrar a primeira volta de um campeonato com a competitividade em níveis que há muito não se via.»

Fonte | Foto – www.fcporto.pt

workshops para rodapé Noticias DepilaçãoaLinha