a c e b o o k
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

Dragões viram Braga por ...

quarta , Dez. 01 2021
15

Oliveirense mais eficaz ...

quarta , Dez. 01 2021
10

Ezequiel Mena- “Os três ...

terça , Nov. 30 2021
17

Hóquei fica mais pobre

segunda , Jul. 30 2018
61485

Patinagem reconhecida ...

segunda , Nov. 09 2015
29969

CM Feminino- Portugal ...

sábado , Out. 01 2016
24242

FC Barcelona conquista ...

domingo , Fev. 25 2018
954

Turquel apresenta mais ...

sábado , maio 23 2020
773

III Divisão- Sul- ...

segunda , Out. 20 2014
3251

5 Barbeiro Completo

Terronia

RecordSilviaCoelho123

O Jornal Record divulgou uma reportagem sobre a árbitro Sílvia Coelho, a única mulher a dirigir encontros do Campeonato Nacional da 1.ª Divisão.
«A única mulher que atualmente arbitra jogos na 1ª Divisão masculina nasceu na freguesia de Paranhos, há 41 anos, e vive intensamente o desporto há mais de três décadas, quando começou a jogar futebol no Boavista. No entanto, a paixão pelo desporto levou Sílvia Coelho, aos 18 anos, a experimentar o hóquei em patins, inscrevendo-se no OC Santa Cruz como guarda-redes e assim passou a representar os dois clubes, em modalidades diferentes.
Entretanto, como morava em Valongo, passou a ser uma espectadora assídua nos treinos da equipa local. "Ia ver os treinos dos seniores do Valongo, com especial atenção aos guarda-redes, para ver e aprender com eles. As pessoas que estavam no pavilhão acharam piada estar ali todas as noites uma miúda a ver os treinos e, em 1997 convidaram-me a tirar um curso de treinadora e de árbitro", contou-nos Sílvia Coelho.
A partir dessa altura, foi acumulando as funções de atleta com as de treinadora, conforme nos explica. "Passei a treinar as escolinhas do Valongo, enquanto jogava ao mesmo tempo no Santa Cruz. Mais tarde transferi-me para o Fânzeres, depois para o Alcanena, onde me lesionei e dei aí por finda a minha carreira como jogadora."
Mas a paixão pelo desporto, que começou aos seis anos, falou mais alto e Sílvia decidiu prosseguir na modalidade como árbitra. "Como gosto muito de hóquei, decidi seguir a arbitragem. Posso dizer que foi uma decisão bastante feliz. Iniciei-me nos regionais, passei para a 2ª Divisão e no ano passado fui promovida à 1ª Divisão", disse, com orgulho.
A árbitra portuguesa confessa que a exigência aumentou com a passagem da 2ª para a 1ª Divisão. "Passei do conforto de estar na 2ª Divisão, onde toda a gente nos conhece, para o melhor campeonato do Mundo e a arbitrar jogos com Reinaldo Ventura, Pedro Gil ou Jordi Bargalló. É uma sensação nova e incrível, que nos obriga não só a estudar mais a modalidade, como também a estar mais preparados técnica e fisicamente", salientou.»

Foto|Fonte: Jornal "Record" - Autor: Vítor Ventura

workshops para rodapé Noticias DepilaçãoaLinha