VF

No dérbi minhoto disputado no Alto Minho, o Valença recebeu o OC Barcelos tendo perdido por 4-2, numa partida onde as equipas deram tudo em rinque na busca do triunfo que acabaria por sorrir aos forasteiros.
As duas equipas desde o apito inicial entregaram-se totalmente ao golo.
O Valença teve a primeira clara oportunidade de golo aos 7' mas Luís Viana permitiu a defesa de Ricardo Silva a uma grande penalidade.
Em igual lance o OC Barcelos fez o primeiro golo do jogo aos 10' por Reinaldo Ventura.
Ate ao intervalo, ambas as equipas criaram perigo mas Paulo Matos e Ricardo Silva evitaram que o marcador sofresse nova alteração.
Na segunda parte a turma do Valença entrou a pressionar mais e aos seis minutos, Miguel Fernandes fez o empate a uma bola.
Logo a seguir Guido Pellizari podia ter dado a volta ao marcador mas o seu remate bateu na barra da baliza barcelense.
O golo animou ainda mais o encontro com este a entrar numa toada de parada e resposta, obrigando os dois guarda redes a brilhar com magnificas defesas.
O empate foi desfeito e de bola parada aos 9' por Álvaro Morais que de forma exemplar concretizou o livre directo a castigar a décima falta do Valença.
Mas o Valença não se rendeu e aos 19' voltou a igualar por Guido Pellizari segundos depois de Luís Viana ter desperdiçado um livre directo.
Após esse golo um directo do Valença viu o cartão vermelho, situação que obrigou os valencianos a jogarem com menos um jogador.
Essa situação foi aproveitada pelo Barcelos para fazer o terceiro golo por Luís Querido no minuto seguinte.
Volvidos três minutos, o capitão do OC Barcelos apareceu isolado e não desperdiçou elevando o marcador para 4-2, fazendo o resultado final.
Com esta vitória o OC Barcelos mantêm o quinto lugar e o Valença o décimo terceiro com seis pontos.

Fonte / Foto – www.hoqueiminhoto.blogspot.pt

workshops para rodapé Noticias VernizGel