a c e b o o k
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

2.ª- Sul- Parede abanou ...

sexta , Jun. 11 2021
148

Nery assina pelo Riba ...

sexta , Jun. 11 2021
510

2.ª Sul- Paços Arcos ...

sexta , Jun. 11 2021
168

Hóquei fica mais pobre

segunda , Jul. 30 2018
60350

Patinagem reconhecida ...

segunda , Nov. 09 2015
28373

CM Feminino- Portugal ...

sábado , Out. 01 2016
22728

Tomás Castanheira renova ...

sexta , maio 22 2015
1364

2.ª D- Sul- Grândola ...

terça , Mar. 14 2017
1496

SC Tomar- Filipe Almeida ...

domingo , Ago. 30 2015
1818

10

EuroligaF4Promo3

Foram conhecidos ontem os cabeças de série para a Liga Europeia desta temporada 2016/17, com o CERH a determinar que SL Benfica, FC Barcelona, Forte dei Marmi e Liceo da Corunha fossem os ditos cabeças de série. Até aqui tudo bem, mas ao analisar em detalhe esta escolha, fica a questão. Qual tem sido critério desta determinação ao longo dos vários anos? Certamente serão os regulamentos, mas então levanta-se outra questão, qual o critério usado na temporada 2015/16?

Nesta temporada 2016/17, o SL Benfica será cabeça de série como vencedor da edição anterior. O FC Barcelona e o Forte dei Marmi serão também cabeças de série, tendo conquistado os respetivos títulos nacionais - até aqui tudo bem. Mas relativamente ao HC Liceo, que ficou no 3.º lugar do campeonato espanhol, poderão então surgir dúvidas, devendo-se analisar os anos anteriores. 

Na ediçâo 2015/16 da prova, os cabeças de série foram o FC Barcelona, HC Liceo, SL Benfica e Forte dei Marmi. O FC Barcelona havia sido Campeão Europeu de Clubes em 2014/15, o HC Liceo o 2.º classificado do Campeonato Espanhol, o SL Benfica e o Fortei dei Marmi campeões dos respetivos campeonatos, o que, em nossa opinião, deverá ser a escolha mais "lógica".

Mas continuando a análise, na edição 2014/15, AD Valongo, Forte dei Marmi (Campeões Nacionais 2013/14) e o FC Barcelona (Campeão Europeu em Título) e o FC Porto (Finalista vencido da Liga Europeia?/2.º classificado do Campeonato português?) partiram como “cabeças de série”.

Assim é fácil compreender que nos últimos três anos, o critério de definição dos cabeças de série não tem sido tão objetivo ou consensual como se possa pensar, mas a grande questão é, qual o modelo correto? O modelo adotado para esta edição 2016/17, igual ao adotado na edição 2014/15? Ou o modelo escolhido para esta temporada 2015/16?

A refletir....

 workshops para rodapé Noticias ExtensãodeCabelo