a c e b o o k
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

Paulo Freitas- “O nosso ...

domingo , maio 22 2022
9

FC Porto, Sporting CP e ...

domingo , maio 22 2022
8

Sporting CP sofre mas ...

domingo , maio 22 2022
9

Hóquei fica mais pobre

segunda , Jul. 30 2018
61969

Patinagem reconhecida ...

segunda , Nov. 09 2015
30693

CM Feminino- Portugal ...

sábado , Out. 01 2016
24905

Honório é o novo técnico ...

segunda , Jul. 28 2014
3168

André Freitas renova ...

sábado , Jul. 07 2018
1120

Nuno Santos reforça o CP ...

terça , Ago. 07 2018
1092

ventosaterapia

HelderNunesABolaTACA

Depois da vitória da Final da Taça de Portugal, com dois golos de Hélder Nunes, o internacional português falou com o Jornal "A Bola", dando valor aos momentos que tem vivido ao longo da sua curta, mas espetacular carreira.
«A recente final-four realizada em Ponte de Lima veio confirmar o jovem jogador do FC Porto, Hélder Nunes, como um dos principais talentos do hóquei em patins português. Aos 22 anos, o estudante na Faculdade de Economia da Universidade do Porto foi um dos principais obreiros na conquista da Taça de Portugal pelos dragões, êxito que culminou uma excelente temporada a nível individual.
"Esta boa época deveu-se ao trabalho que tenho feito ao longo dos anos desde a formação. Sempre abdiquei de muita coisa normal num jovem para me dedicar por inteiro ao hóquei", disse-nos o jogador, que hoje mesmo integra os trabalhos da Seleção Nacional no Luso, tendo em vista o Europeu de Oliveira de Azeméis.
Oriundo de uma família com tradições na modalidade – o pai, Sérgio Nunes, foi internacional no OC Barcelos, e o tio, Luís Nunes ‘Cenoura’, ajudou o Sporting na conquista da Taça CERS, em 1984 –, Hélder começou muito cedo a viver o hóquei em patins. "Aos 2 anos já patinava, isto é, andava mais aos trambolhões com os patins, quando acompanhava o meu pai no OC Barcelos, equipa onde me iniciei e joguei até ao 2º ano de juvenis, transferindo-me depois para o HC Braga. São dois clubes que estarão sempre no meu coração", confessa.

Goleador
Hélder Nunes terminou o campeonato com 33 golos. "Sou um abençoado por ser eu a finalizar certas jogadas. Também tenho tido aquela pontinha de sorte, como aconteceu no segundo golo que fiz ao Guillem Trabal, em que atirei com uma mão e a bola apareceu dentro da baliza", recorda.»

 Foto|Fonte: Jornal "A Bola" - Autor: Vítor Ventura

workshops para rodapé Noticias AutoManicura