a c e b o o k
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

Alejandro Domínguez – “a ...

quarta , maio 05 2021
8

SL Benfica segue para as ...

quarta , maio 05 2021
62

Áustria também abdica do ...

quarta , maio 05 2021
56

Hóquei fica mais pobre

segunda , Jul. 30 2018
60207

Patinagem reconhecida ...

segunda , Nov. 09 2015
28199

CM Feminino- Portugal ...

sábado , Out. 01 2016
22572

CN- Sub-20- Briosa volta ...

domingo , Fev. 28 2016
1360

Amatori Lodi vence a ...

domingo , Set. 25 2016
1448

Formação continua para ...

quarta , Mar. 30 2016
1509

Tecnicomassagem cartaz

GuillemCabestanyRep

Leia aqui a reportagem do Jornal "Record", realizada por Humberto Ferreira sobre a mais recente conquista do FC Porto - a Taça de Portugal. 

«Guillem Cabestany chegou ao FC Porto há um ano. Foi apresentado como o treinador que vinha quebrar com o passado. Para trás os dragões deixavam grande parte das raízes do decacampeonato com as saídas de Reinaldo Ventura, Pedro Moreira e até Caio, além de Ricardo Barreiros. Cabestany chegava de Itália, do Breganze, para substituir Tó Neves e garantiu que sabia o trabalho que ia ter pela frente. Termina a primeira temporada com a conquista da Taça de Portugal.
"A sensação de vencer uma Taça é muito boa, mas foi uma temporada dura", frisa o técnico catalão, de 39 anos. "Foi mais difícil gerir a equipa nos jogos de menor pressão. Mas conseguimos dar a volta entre todos quando parecia mais difícil, já depois de perdermos o campeonato e de ficarmos fora da final-four da Liga Europeia."
Os dragões regressaram aos triunfos após uma ‘seca’ de três temporadas e num ano de adaptação a novos métodos, com trocas no plantel. "As derrotas foram duras e é lógico que quando perdíamos iam aparecendo as dúvidas, porque dávamos três passos à frente e dois atrás. A equipa sofreu com isso e, apesar do nível do jogo ser bom, a felicidade dos jogadores na pista não era a mesma."
Mas as coisas foram melhorando e culminaram com a conquista da Taça de Portugal frente ao Benfica. "Houve um crescimento na equipa. Mas que fique claro que este troféu é resultado do trabalho deste ano e temos de olhar já para os próximos. Não podemos achar que vai ser o primeiro de muitos, de repente baixamos a pressão dos treinos e pensar que está tudo feito, que agora podemos descansar. Se pensarmos assim esta vai ser a última final ganha em muito tempo."
Vencedor de quatro taças - duas no Vendrell (Espanha), uma no Breganze (Itália) e outra no FC Porto – Cabestany afirma que quer "passar do homem das taças para o homem do resto dos títulos". A época dos dragões vai começar com a Supertaça e com mais responsabilidade, garante o treinador: "Aceito que na próxima temporada tenhamos mais pressão para chegarmos aos títulos, mas é preciso ver que haverá bons jogadores nas outras equipas, que se reforçaram bem", reconhece, cauteloso. "Dispomos de uma boa base, mas temos de ser mais fortes tática, técnica e sobretudo mentalmente para chegar às finais."»

Fonte|Fonte: Jornal Record - Autor: Humberto Ferreira

workshops para rodapé Noticias EscovaProgressiva