a c e b o o k
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

Seleção Nacional ...

domingo , Jun. 16 2019
133

3.ª D- liguilha de ...

domingo , Jun. 16 2019
402

Adriana Costa vai ...

domingo , Jun. 16 2019
240

Hóquei fica mais pobre

segunda , Jul. 30 2018
56849

Patinagem reconhecida ...

segunda , Nov. 09 2015
24831

CM Feminino- Portugal ...

sábado , Out. 01 2016
19812

AP Ribatejo- Miguel ...

segunda , Jan. 23 2017
1262

Valença HC com Micha de ...

sexta , Dez. 19 2014
1348

Hélder Nunes – “ Sabemos ...

quinta , Fev. 08 2018
470

interioresinteriores

meditejo

SC Tomar – Valência HC 5-0

Era o jogo da decisão depois do empate a 3 bolas na semana anterior em Valença com o Pavilhão Jácome Ratton a ser o local onde SC Tomar ou Valença HC jogariam tudo para levantar o troféu no final do jogo.
Foi o SC Tomar a equipa que mais fez por isso, pese a vontade da formação minhota, mas no final foram os ribatejanos a fazerem a festa. Pela quarta vez no seu historial venceram o campeonato nacional da 2.ª divisão, ao vencerem por 5-0 a equipa do Valença.
Equilíbrio foi nota dominante na primeira parte embora com ligeiro ascendente
O conjunto Tomarense que já só perto do intervalo inauguraria o marcador por Hernâni Diniz na marcação de uma grande penalidade.
Foi na segunda parte que a história do jogo se decidiu e se no inicio deste período ainda houve algum equilíbrio, a velocidade imposta pelos atletas de Nuno Domingues aos poucos foi minando a defesa minhota que acabaria por ceder.
Zé Braga tem oportunidade de empatar mas desperdiça o LD correspondente à 10.ª falta leonina aos 8 minutos e pouco depois é João Lomba que aumenta para 2-0 ao minuto 11. Período de grande intensidade do SC Tomar que vê Ivo Silva desperdiçar um LD aos 13 minutos mas Hernâni Diniz faz o 3-0 aos 14 minutos.
O SC Tomar mandava no jogo frente um Valença a perder crença e força perante a velocidade que a equipa tomarense impunha.
Paulo Matos o guardião minhoto era um dos elementos ainda assim em foco pela excelente exibição que ia realizando, mas a vigilância cerrada que João Lomba impôs ao melhor marcador do Valença, Zé Braga acabava por ser decisiva na forma como o jogo ia ganhado forma.
Foi sem surpresas que o SC Tomar impôs o seu jogo com transições rápidas e acabou por marcar por mais duas vezes já nos últimos minutos de jogo com Ivo Silva e Hernâni Diniz a darem o melhor seguimento a passes de Pedro Martins que aproveitou bem os espaços concedidos. E quando as oportunidades surgiram do lado do Valença Marco Gaspar esteve imperial na defesa da baliza nabantina, cotando-se, talvez como o melhor jogador na partida.
Triunfo indiscutível, meritório, em particular pela segunda metade que a formação ribatejana realizou e o culminar de uma época histórica do Clube Tomarense.

SC Tomar- Marco Gaspar (GR), Pedro Martins, João Lomba (1), Hernâni Diniz (2), Ivo Silva (2); David Costa, Filipe Vaz, Pedro Mendes, Filipe Almeida e João Henriques (GR)
Treinador Nuno "Manel" Domingues

Valença HC- Paulo Matos (GR), Zé Braga, Miguel Fernandes "Micha", Diogo Sá e Hélder Martins; Cristiano Viães, Leonardo Tomba, Rúben Ferreira (GR)
Treinador- Paulo Morais

workshops para rodapé Noticias AutoEpilação