a c e b o o k
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

FC Porto vence a “Negra” ...

quarta , Jun. 29 2022
1

Bruno Pereira deixa o ...

quarta , Jun. 29 2022
44

Carlos Nicolía falha o ...

quarta , Jun. 29 2022
15

Hóquei fica mais pobre

segunda , Jul. 30 2018
62085

Patinagem reconhecida ...

segunda , Nov. 09 2015
30879

CM Feminino- Portugal ...

sábado , Out. 01 2016
25031

6.º Troféu Eixo ...

sexta , Dez. 01 2017
1741

1.ª D- Resumo do jogo SC ...

sexta , Fev. 03 2017
1993

GD Sesimbra realiza a ...

terça , Abr. 16 2019
1291

massagista inicial

ngBF3A024F DA3D 450F 8A6C AE41A96E79A3

Pedro Nunes, o técnico do SL Benfica, assim como Carlos Nicolia, o Internacional Argentino, teceram criticas à dupla de arbitragem que dirigiu o encontro realizado este sábado no Municipal de Barcelos- Benfica e que terminou com um empate a três bolas.


Pedro Nunes- “Houve decisões que eu não consigo entender”

A equipa de Hóquei em Patins empatou a três com o OC Barcelos no Minho. O treinador Pedro Nunes falou numa primeira parte bem conseguida por parte do Campeão Nacional.
O Benfica controlou a primeira parte. O Ricardo Silva impediu que o Benfica se adiantasse mais cedo no marcador, conseguimos marcar e fomos para o intervalo a vencer com justiça. O jogo foi muito calculista de ambas as partes, com o Benfica equilibrado ofensivamente e sem se desequilibrar quando perdia a bola”, analisou, em declarações à BTV.
Porém, na etapa complementar, a dupla de árbitros deixou muito a desejar, com decisões que lesaram o Benfica, nomeadamente quatro cartões azuis em 20 minutos, quando tinha seis mostrados em 17 jogos. Referir que assinalaram seis faltas contra o Benfica em 30 minutos, que foi alvo de seis lances de bola parada em 20 minutos.
Na segunda parte tudo foi diferente. Entraram dois intervenientes em jogo que, estando em pista, resolveram ser os protagonistas. Houve muitas paragens, algo que interessava ao OC Barcelos. Houve decisões que eu não consigo entender, a não ser que se queira fazer um ‘remake’ do que se passou há dois anos. Com tanta peripécia na segunda parte, o mais natural seria uma das equipas perder o equilíbrio emocional e assim dar vantagem à outra. Felizmente, isso não nos aconteceu, mas tivemos de sofrer muito para conseguir trazer um ponto difícil diante de uma grande equipa. Saio com a consciência tranquila de que fizemos tudo para alcançar o nosso objetivo”, elogiou o grupo, apesar das críticas à dupla de árbitros.

Carlos Nicolia- “há factores extra-Benfica, que não controlamos”

O argentino, Carlos Nicolia, seguiu pelo mesmo diapasão do técnico no que às críticas à arbitragem diz respeito. “Fizemos uma boa primeira parte e merecíamos ganhar. Viemos com vontade, mas nos jogos do Benfica passa-se sempre algo, há pessoas que parecem ficar chateadas com as nossas vitórias e querem que percamos. Felizmente, esta equipa trabalha toda a semana, não só para não perder, mas principalmente para ganhar”, vincou.
Os jogadores sentiram-se injustiçados pelo que se passou no rinque minhoto, pois queriam oferecer a vitória aos muitos Benfiquistas presentes nas bancadas. “Estou um pouco triste, porque queria os três pontos, mas há factores extra-Benfica, que não controlamos. Parece que as pessoas só veem intenção nos jogadores do Benfica e não estão tão atentas aos jogadores do adversário. O que interessa é que seguimos em 1.º, a oito pontos do segundo e vamos continuar”, garantiu.

Fonte / Foto- www.slbenfica.pt

workshops para rodapé Noticias AutoEpilação