a c e b o o k
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

1.ª D- Resumo do HC ...

segunda , Jan. 17 2022
11

2.ª D.- Norte- Riba ...

segunda , Jan. 17 2022
8

1.ª D- Resumo da UD ...

segunda , Jan. 17 2022
9

Hóquei fica mais pobre

segunda , Jul. 30 2018
61616

Patinagem reconhecida ...

segunda , Nov. 09 2015
30143

CM Feminino- Portugal ...

sábado , Out. 01 2016
24443

CN Sub20 Taça Nacional - ...

quinta , Abr. 27 2017
1311

“A importância do ...

quinta , Fev. 25 2021
446

Oliveirense perde em ...

sábado , Jan. 19 2019
871

3 Cabeleireiro Inicial

Terronia

SPortingBenficaFigNeves

A FPP divulgou hoje no seu sitio online, a realização da formação “Comunicação Assertiva e o Árbitro” dirigida a todos os árbitros nacionais, regionais, Delegados Técnicos e Dirigentes, integrada na Reciclagem Intermédia a Árbitros, nos próximos dias 26 e 27 de fevereiro.
«Os árbitros regionais indicados pelas respetivas distritais que se apresentem para realizar o teste de avaliação de conhecimentos, caso passem, poderão apresentar-se na reciclagem de início de época de 2016/2017 e, mais tarde, no caso de serem aprovados, ascenderem a árbitros nacionais.
Na formação a realizar no Porto também três árbitros formandos que acabaram de fazer a formação vão prestar provas para poderem ascender a árbitros estagiários da distrital do Porto.
Assim sendo, sexta-feira, 26 de fevereiro, o Prof. Luís Sénica estará no Auditório da Casa do Desporto no Porto na acção dirigida às Associações do Minho, Porto, Aveiro e Coimbra a partir das 21 horas.
Mais a sul, no sábado a partir das 10 horas, o Prof. Nuno Ferrão abordará o tema “Comunicação Assertiva e o Árbitro” na Escola Secundária Leal da Câmara em Rio de Mouro para as Associações de Patinagem de Lisboa, Setúbal e Alentejo.
Já no sábado, o Pavilhão Municipal de Tomar recebe a partir das 10 horas a acção dirigida às Associações de Patinagem de Leiria e Ribatejo pela mão do secretário técnico nacional, Prof. Luís Gouveia.
“Um árbitro pode esperar desta acção contributos para melhorar a sua participação no jogo, nomeadamente no que se refere à comunicação que tem de ter com todos os intervenientes desde jogadores que são os mais directos até aos treinadores, dirigentes e público inclusivamente”, sumariza o Prof. Luís Gouveia, que explica um pouco a necessidade desta acção. “Um árbitro não pode ir para um jogo a pensar que vai para uma tarefa fácil porque cada vez é mais complexa, e um árbitro é cada vez mais fundamental num jogo, não só dirigindo-o mas também sabendo a forma como deve actuar, posicionar e comunicar, que é esse o grande objectivo destas acções”, explica.»

Foto|fonte: FPP

workshops para rodapé Noticias AutoEpilação