a c e b o o k
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

Ezequiel Mena- “Os três ...

terça , Nov. 30 2021
9

João Souto- “Estamos ...

terça , Nov. 30 2021
9

2.ª Sul- Candelária não ...

terça , Nov. 30 2021
9

Hóquei fica mais pobre

segunda , Jul. 30 2018
61481

Patinagem reconhecida ...

segunda , Nov. 09 2015
29966

CM Feminino- Portugal ...

sábado , Out. 01 2016
24238

Infantis/Norte A - ...

quinta , Mar. 01 2018
929

Taça Portugal: Golo de ...

domingo , Mar. 15 2015
2100

3.ª D- Zona C- Rescaldo- ...

quarta , Dez. 20 2017
1144

5 Barbeiro Completo

Terronia

80664

Nuno Lopes, treinador da equipa de hóquei em patins, mostrou-se satisfeito pelo triunfo alcançado hoje pelos ‘leões’ em Torres Vedras, frente à Física, por 8-4, destacando a parte táctica e a eficácia nas bolas paradas como chaves para o triunfo.
Foi uma segunda parte com muitos golos e muitas transições porque provocámos essa situação. Sabíamos que a Física não queria atacar e pretendia esgotar os 45 segundos de ataque procurando o nosso erro e propiciámos situações que permitissem mais contra-ataques e um jogo mais partido. Tivemos também uma boa eficácia nas bolas paradas, o que ajudou a que construíssemos um resultado volumoso”, comentou o técnico.
Em paralelo, o timoneiro ‘verde e branco’ relembrou a veia goleadora bem latente da equipa nos últimos compromissos, não deixando também de falar da arbitragem e do muito público Sportinguista que se deslocou a um pavilhão muito bem composto.
Nos últimos três jogos marcámos 33 golos, é sintomático. Alterámos algumas coisas e tivemos grande mérito na forma como demos intensidade ao jogo. Tenho também de falar da arbitragem. Não queremos que nos beneficiem, só quero que não nos prejudiquem. Mais uma vez, em caso de dúvida é sempre contra o Sporting. Não queremos queixar-nos das derrotas mas de facto acabámos o ano de 2015 de uma forma coerente neste aspecto, tem sido sempre assim. Por fim, uma palavra para o nosso público, que foi excelente e fez com que estivéssemos a jogar em casa”, referiu Nuno Lopes, antes de reforçar também que os recentes três triunfos são fruto de um trabalho que tem vindo a ser desenvolvido ao longo do tempo.
Preparámos o início da época para os jogos das Supertaças com o Benfica e o Barcelona e, a seguir isso, tivemos alguns problemas porque não conseguimos inverter o sistema de jogo. As equipas adversárias têm de temer o Sporting e mudámos muita coisa nesse sentido mas é natural que a mudança do modelo e do sistema de jogo demore o seu tempo. Agora conseguimos trabalhar de outra maneira e temos também esta série de três vitórias consecutivas que mostra que as coisas estão a ser feitas, com uns a jogarem mais tempo do que outros em alguns jogos, o que é normal”, concluiu.

Fonte- www.sporting.pt 

workshops para rodapé Noticias AutoEpilação