a c e b o o k
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

Paulo Almeida- “Mostrar ...

quarta , Fev. 26 2020
26

AP Ribatejo vence Inter ...

quarta , Fev. 26 2020
72

Reinaldo Ventura conta o ...

quarta , Fev. 26 2020
58

Hóquei fica mais pobre

segunda , Jul. 30 2018
58250

Patinagem reconhecida ...

segunda , Nov. 09 2015
26143

CM Feminino- Portugal ...

sábado , Out. 01 2016
20809

Sporting termina estágio ...

segunda , Set. 12 2016
1144

Fábio Tojal abandona HC ...

sexta , Dez. 13 2013
1844

Stuart Massmá está na ...

quinta , Out. 08 2015
995

interioresCabeleireiro ESS Q

12231255 1054224214609461 1442432831 n

AD Oeiras – HC “Os Tigres” 1-1

Era talvez o jogo mais mediático desta 6.ª jornada da 2.ª divisão sul. O Oeiras recebia no seu recinto um Tigres combalido, e a lamber feridas, fruto de duas derrotas consecutivas e a saída no inicio da passada semana de Pedro Nifo, técnico da equipa sénior da formação de Almeirim.
Jogo equilibrado até ao golo inaugural para o Tigres apontado por Paulo Passos de GP, aos 6 minutos. O Oeiras dispõem logo de seguida de uma GP mas Tiago Nogueira a não conseguir desfeitear “Pilé”.
A equipa ribatejana após a obtenção do golo, baixou as linhas, e entregou as despesas de jogo ao Oeiras, procurando a partir daí jogar no erro do adversário. Mais posse de bola para a equipa de Rui Vieira que ainda antes do intervalo chega ao empate por intermédio de André Garção numa seticada de meia distância que surpreendeu o guardião do Tigres.
Segunda metade com as mesmas características, onde o Oeiras foi quase sempre superior, tve mais posse de bola, mas a esbarrar numa defesa sólida e sem soluções para chegar ao golo que lhe desse a vantagem.
E teve duas oportunidades soberanas, através de André Garção de GP e Paulo Jesus num LD a penalizar a 10.ª falta do Tigres, mas por uma e outra vez não tiveram a arte e o engenho de enganar o guarda-redes do Tigres de Almeirim.
Até final a equipa da Capital da Sopa da Pedra soube gerir bem as incidências da partida, tentou no contra ataque surpreender João Robalo, que teve uma noite serena, mas a obrigar sempre o guardião do Oeiras a muita atenção, para não ser surpreendido.
Em suma, mais posse de bola e mais oportunidades para o Oeiras, que por este ponto de vista seria o vencedor natural desta partida, mas muito mérito para a entrega e abnegação dos jogadores do Tigres que souberam reagir da melhor forma aos últimos infortúnios que se abateram sobre a equipa, saindo com um ponto que se pode considerar, excelente e no recinto de um dos mais sérios candidatos à subida.

Foto- Luísa Robalo

Resultados / Classificação Geral

workshops para rodapé Noticias AutoManicura