a c e b o o k
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

Alejandro Domínguez- ...

domingo , Fev. 28 2021
132

Homenagem a Quintana ...

domingo , Fev. 28 2021
286

AD Valongo de volta aos ...

domingo , Fev. 28 2021
60

Hóquei fica mais pobre

segunda , Jul. 30 2018
60022

Patinagem reconhecida ...

segunda , Nov. 09 2015
27956

CM Feminino- Portugal ...

sábado , Out. 01 2016
22323

TP: Juventude de Viana ...

sábado , Mar. 18 2017
1398

Nuno Domingues é o novo ...

quarta , Jan. 30 2019
972

Camp. Nac. Norte – 3.ª ...

segunda , Mar. 09 2015
1682

2 Barbeiro Março

 helder rafa jorgesilva telmopinto fcporto turquel 181015 n

FC Porto – AD Sanjoanense 11-3

O FC Porto goleou, este sábado, a Sanjoanense, por 11-3, em encontro da quinta jornada do Campeonato Nacional, e retomou, pelo menos provisoriamente, o topo da tabela da prova, com 12 pontos (a par de Benfica e Oliveirense). De regresso ao Dragão Caixa após a derrota na pista do Paço de Arcos, os portistas responderam com uma exibição segura e de procura insaciável pelos golos, tendo sido alguns deles de nivel técnico muito elevado. O adversário (13.º e penúltimo da prova, só com derrotas) não teve qualquer capacidade para discutir o resultado, que incluiu hat-tricks de Hélder Nunes (é o melhor marcador da prova, com 13 golos) e Jorge Silva.
No entanto, os forasteiros iniciaram o encontro de peito aberto e até obrigaram Nélson Filipe à primeira boa defesa do encontro, aos três minutos. Só que a maior qualidade técnica dos portistas veio ao de cima com o espaço proporcionado pelo adversário e Jorge Silva abriu o marcador aos quatro minutos, ao finalizar um contra-ataque conduzido por Rafa. Dois minutos depois, o avançado bisou, aproveitando um remate que embateu na tabela de fundo e que deixou a bola ao seu dispor em posição frontal.
Os dois golos de rajada anularam qualquer hipótese de intranquilidade dos Dragões, que partiram para a goleada. Reinaldo Garcia fez um grande golo aos 15 minutos, com uma picadinha, Gonçalo Alves fez o 4-0 aos 17, com um remate de primeira, Vítor Hugo o 5-0, aos 18, e Hélder Nunes o 6-0, aos 21. Gil Rodrigues reduziu para 6-1 aos 24, no que foi um prémio para a atitude positiva da Sanjonanense, que contou sempre com a oposição do guarda-redes Nélson Filipe, que brilhou em algumas intervenções difíceis.
Na segunda parte, Cabestany manteve a rotação de todos os jogadores do plantel, com excepção do guardião Edo Bosch, e a única incerteza era a quantidade de golos que o FC Porto ainda iria marcar. Hélder Nunes fez o 7-1 de penálti, logo aos 27 minutos, e Reinaldo Garcia também bisou aos 35, isto depois de Nélson Filipe defender um livre directo cobrado por Pedro Cerqueira. Hélder Nunes, de novo na conversão de um penálti, Jorge Silva e Rafa apontaram os últimos três tentos azuis e brancos de um desafio em que Álvaro Morais e Telmo Pinto foram os únicos jogadores de campo que não marcaram.

Dragão Caixa, no Porto

Árbitros: António Santos e Paulo Santos

FC PORTO FIDELIDADE: Nélson Filipe (g.r.), Reinaldo Garcia, Hélder Nunes, Rafa e Jorge Silva
Jogaram ainda: Telmo Pinto, Vítor Hugo, Gonçalo Alves e Álvaro Morais
Treinador: Tó Neves

AD SANJOANENSE: David Nogueira (g.r.), João Oliveira (cap.), Tiago Ferraz, Afonso Santos e Pedro Cerqueira
Jogaram ainda: Francisco Barreira, Daniel Costa, Gil Rodrigues, Filipe Sousa e Marco Lopes (g.r.)
Treinador: Vítor Pereira

Fonte / Foto - www.fcporto.pt

workshops para rodapé Noticias PenteadosdeNoiva