a c e b o o k
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

Dragões viram Braga por ...

quarta , Dez. 01 2021
15

Oliveirense mais eficaz ...

quarta , Dez. 01 2021
10

Ezequiel Mena- “Os três ...

terça , Nov. 30 2021
17

Hóquei fica mais pobre

segunda , Jul. 30 2018
61486

Patinagem reconhecida ...

segunda , Nov. 09 2015
29969

CM Feminino- Portugal ...

sábado , Out. 01 2016
24243

AP Porto lança ...

terça , Dez. 02 2014
2014

CN S13 Norte: HC Braga ...

sexta , Abr. 03 2015
1826

Xavi Barroso renova pelo ...

quarta , Abr. 20 2016
1473

5 Barbeiro Completo

Terronia

DSCF6969

Sporting CP – OC Barcelos 3-3

O Sporting CP não foi além de um empate a 3 bolas na partida realizada esta quarta feira no Livramento e que contou para a quarta jornada do nacional da 1.ª divisão.
Jogo intenso, e muito físico, em particular na primeira metade, mas aberto, dando aso de oportunidades para os dois lados, fruto dos constantes contra ataques que surgiam. Depois de Reinaldo ventura ter desperdiçado logo aos cinco minutos um LD, seria mesmo a equipa minhota a inaugurar o marcador por Luís Querido na transformação de uma GP, estavam decorridos 8 minutos de jogo. Os últimos cinco minutos deste primeiro tempo foram de suster a respiração. “Tuco” empata a partida numa jogada individual, à meia volta, corria o minuto 21. Dois minutos depois é a reviravolta no marcador, com Luís Viana a fazer o 2-1 de GP, mas já nos segundos finais a equipa do Barcelos a fazer o empate, também de grande penalidade.
Segunda parte com as mesmas características, e foi novamente o Sporting a passar para a frente do marcador, por João Pinto numa jogada fabulosa a enganar Ricardo Silva.
A partir daí o Sporting baixou um pouco as linhas, defendeu bem a sua zona, dando então mais posse de bola ao conjunto minhoto. Ricardo Silva e André Girão, a estarem em permanente atenção, e a exemplo do que acontecera na primeira metade, foram os últimos minutos a tazer emoção de sobra ao Livramento.
Aos 20 minutos o Barcelos de dispõem de uma GP, mas Luís Querido não converte. Seria Reinaldo Ventura a fazer o empate a 3 minutos do final numa jogada de contra ataque e a um minuto do apito final é o Sporting que dispõem da oportunidade de se colocar em vantagem, mas Luís Viana, chamado a converter uma GP assinalada contra o Barcelos, não conseguiu desfeitear Ricardo Silva, que segurou com unhas e dentes o empate para a sua equipa.
Resultado que se ajusta, por aquilo que as duas equipas fizerem nos cinquenta minutos de jogo.

Foto- hoqueiminhoto (arquivo)

workshops para rodapé Noticias PenteadosdeNoiva