a c e b o o k
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

O tributo de Hélder ...

segunda , Mar. 01 2021
7

Resumo SL Benfica- UD ...

segunda , Mar. 01 2021
12

Leoas sem piedade das ...

segunda , Mar. 01 2021
61

Hóquei fica mais pobre

segunda , Jul. 30 2018
60022

Patinagem reconhecida ...

segunda , Nov. 09 2015
27956

CM Feminino- Portugal ...

sábado , Out. 01 2016
22324

AA Espinho vence e ...

segunda , Nov. 24 2014
1651

João Campos "TT" ...

segunda , Ago. 14 2017
1438

2.ª Div. Norte: HC Braga ...

sábado , maio 16 2015
1462

2 Barbeiro Março

renato cabestany nelsonfilipe fcporto iserlohn 241015 n

Após a goleada frente ao Iserlohn, por 21-1, em declarações ao Porto Canal, o técnico Guillem Cabestany disse que “no global” estava satisfeito, mas não deixou de avisar que, se a equipa encarar alguns jogos da forma como encarou os primeiros dez minutos da partida, poderá vir a ter problemas. O técnico não deixou de congratular a equipa pela sempre difícil mudança de “concentração e atitude” que decorreu durante a partida e focou que só jogando como uma equipa é que os Dragões poderão vir a alcançar os objectivos propostos para esta época.

Estou satisfeito com 40 dos 50 minutos da nossa partida. Chamei a atenção dos jogadores no início, porque entrar assim num jogo como o que vamos ter quarta-feira, com o Paço de Arcos, pode ser fatal. Não fizemos nada do que estávamos a falar no balneário – temos noção de que a jogar só com as individualidades podíamos ganhar o jogo, mas não é o nosso estilo. Temos de jogar contra todos os adversários da mesma forma. Entrámos muito mal, mas conseguimos mudar a concentração e a atitude e pudemos aproveitar um jogo em que a diferença no marcador foi muito dilatada e em que pudemos trabalhar as coisas que temos de melhorar. No global estou satisfeito”, afirmou Guillem Cabestany.
O técnico deixou um aviso em como este jogo com o Iserlohn “não tem nada a ver com os outros adversários” do grupo A da Liga Europeia: “São duas equipas que não tem nada a ver com o Iserlohn, apesar de os alemães chegaram sem o guarda-redes titular da selecção alemã, que estava castigado e isso desequilibrou. Contra o Breganze e o Barcelona vai ser muito mais difícil”.
Já Álvaro Morais, autor de cinco golos na partida, foi da opinião de que a equipa acabou “por tornar o jogo fácil”: “Não nos podemos deslumbrar e temos de continuar a trabalhar para os próximos desafios. Foi um resultado importante, mas temos de continuar a ter os pés na terra. Vamos continuar a trabalhar, porque os próximos desafios não são fáceis, mas se continuarmos a trabalhar como agora, vai correr bem”.
Reinaldo Garcia afirmou que esta foi uma vitória “tranquila”: “Era importante começar bem na competição e foi isso que fizemos. Foi um bom jogo, deu para experimentar muitas jogadas e pôr o nosso jogo em prática. Correu muito bem”. O argentino disse ainda que equipa está “no bom caminho” e recusou-se a falar dos próximos jogos na Liga Europeia: “Não posso comparar um jogo com Iserlohn com outra equipa qualquer, pois cada uma tem a sua forma de jogar. Estamos a trabalhar para conseguir os nossos objectivos; temos de continuar a pensar jogo a jogo e depois logo veremos se as coisas correm bem”.

Fonte / Foto – www.fcporto.pt

workshops para rodapé Noticias DepilaçãoaLinha