a c e b o o k
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

Dragões viram Braga por ...

quarta , Dez. 01 2021
15

Oliveirense mais eficaz ...

quarta , Dez. 01 2021
10

Ezequiel Mena- “Os três ...

terça , Nov. 30 2021
17

Hóquei fica mais pobre

segunda , Jul. 30 2018
61486

Patinagem reconhecida ...

segunda , Nov. 09 2015
29969

CM Feminino- Portugal ...

sábado , Out. 01 2016
24243

2.ª Div. Norte: AA ...

sábado , Out. 22 2016
1495

Miguel Vieira- “Nestes ...

quinta , Fev. 01 2018
1109

Elite Cup- SL Benfica ...

domingo , Set. 22 2019
939

5 Barbeiro Completo

Terronia

RucaADS

A equipa feminina da AD Sanjoanense tem novo treinador para esta temporada, de seu nome Ruca, que foi estes dias entrevistado pelo Jornal Único. O treinador está a seis cadeiras de terminar o curso de Treino Desportivo de Alto Rendimento em hóquei em patins, ainda não desistiu de voltar a jogar e vai orientar, esta época, os Sub-15 e a equipa feminina da Sanjoanense.
A saída de Paulo Barreira, por motivos pessoais, abriu uma janela de oportunidade, na qual Ruca, de 31 anos, não teve receio em entrar. Pela primeira vez na carreira, o jovem técnico vai orientar uma equipa sénior, algo que não lhe tira ambição.
“Esta é uma boa equipa, que já conquistou a Taça de Portugal, há dois anos. Estamos cá para tentarmos subir o mais alto possível”, resume o treinador, natural de Santa Maria da Feira, que acredita ter em mãos “uma equipa gira, com muitas qualidades, muito equivalente a nível individual e boa em termos coletivos”. A juventude do plantel e o facto de terem saído Beatriz e Mariana não abalam a confiança de Ruca numa temporada positiva. “Vai dar para fazer um bom campeonato e uma boa Taça”, acredita o treinador, que viu chegar Joana Teixeira (ex-Académico da Feira) e Tânia Bastos (sem clube) para colmatarem essas saídas.
Com poucas semanas de trabalho, a equipa ainda assimila as novas ideias do técnico, pelo que a derrota na apresentação, frente ao Carvalhos (3-1), não o assusta minimamente: “Alterei por completo a forma de jogar delas. Taticamente, estão a aprender coisas novas, pelo que é perfeitamente normal este período de adaptação, ainda para mais com a forte carga física a que estão sujeitas. Essa derrota não abalou em nada”.
Paralelamente ao trabalho que desenvolve na equipa feminina alvinegra, Ruca é também treinador dos Sub-15 da Sanjoanense, “dois trabalhos distintos mas relativamente fáceis de conciliar”.
Para trás ficou “uma carreira boa”, com “altos e baixos, como todos”. “Estive em grandes clubes, como o Turquel e a Sanjoanense, nos quais aprendi muito do que aplico, hoje, nos treinos e nos jogos”, completa. Atualmente sem clube, Ruca não descarta um regresso às balizas. “Se aparecer uma oportunidade, e conseguir conciliar os horários, volto a jogar. Estou em forma. Tenho feito a bicicletazinha e ido ao Furadouro todos os dias”, garante, ele que se diz “apaixonado” pela modalidade.
“Decidi apostar o futuro no hóquei. Tenho a matrícula congelada no curso de Treino Desportivo de Alto Rendimento em hóquei em patins, em Rio Maior. Faltam-me seis cadeiras, e conto acabá-lo mais tarde”, conta Ruca, que está inscrito no Nível II do curso de treinador para poder orientar a equipa feminina alvinegra no Campeonato Nacional.

Explicações de Hóquei…
Ainda em Turquel, Ruca, e o colega Paulo Passos, arrancaram um projeto que visava dar explicações de hóquei em patins. “Ensinava aos miúdos técnica individual, como a patinagem e o manejo do stick. Assim, chegavam ao treino e aplicavam essa técnica individual mais e melhor, enquanto o treinador deles preocupa-se com a tática”, explica Ruca, que acabou a temporada passada com “oito ou nove miúdos inscritos, o que era bom”. O sucesso da iniciativa faz com que o técnico estude a possibilidade de a implementar por cá.

Fonte: www.jornalunico.pt | Foto: Diogo Pereira

workshops para rodapé Noticias AutoEpilação