a c e b o o k
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

Protocolo do Sistema de ...

quinta , Ago. 11 2022
18

Calendário da Elite Cup ...

quinta , Ago. 11 2022
26

WSE Continental Cup será ...

quarta , Ago. 10 2022
42

Hóquei fica mais pobre

segunda , Jul. 30 2018
62205

Patinagem reconhecida ...

segunda , Nov. 09 2015
31074

CM Feminino- Portugal ...

sábado , Out. 01 2016
25214

CN Sub-20- SC Tomar ...

domingo , Abr. 28 2019
1061

PSP chamada a intervir ...

quinta , Mar. 28 2019
2581

FPP assinou o protocolo ...

sexta , Jan. 29 2016
1569

Curso Unhas de Gel Profissional 25h ed

P9270703

União FE – A Alcobacense CD 2-2

O “Albano Mateus” no Entroncamento, voltou a respirar hóquei sénior com a realização da primeira jornada do nacional da 3.ª divisão.
A equipa unionista que desceu na temporada transacta, recebeu no seu recinto a equipa do Alcobacense, curiosamente, companheira de infortúnio da última época, já que também acompanhou a formação ribatejana ao campeonato terciário.
Partida com um início mais forte da formação que viajou de Alcobaça, que viu esse domínio ser materializado em golo, por intermédio de António Brito aos 8 minutos de jogo. Em rinque era a equipa de Gonçalo Coelho que mandava, perante um União com algumas dificuldades nas transições e a obrigar Rodrigo Saboga a atenções redobradas. Pouco mais de um minuto após o golo apontado, o Alcobacense tem oportunidade de aumentar a vantagem, mas Marcelo Rocha desperdiçou uma GP. Até ao intervalo a equipa unionista foi estabilizando o seu jogo, no entanto quando as equipas recolheram aos balneários, o resultado que se registava no marcador, poderia considerar-se justo.
A formação do União veio diferente para a segunda metade, assumiu o jogo, empurrando de forma gradual a equipa forasteira para o seu meio rinque, condicionando as saídas para o ataque dos Alcobacense. Esse domínio gradual acabaria por dar frutos aos cinco minutos com Rui Alves a empatar a partida. O mesmo jogador acabaria por dar a volta ao resultado ao apontar o segundo golo do União dois minutos depois, aproveitando alguma displicência da defesa do Alcobacense. Era o melhor período do União que teve várias oportunidades para aumentar a vantagem nos minutos seguintes.
O Alcobacense com o tempo a escassear voltou à carga, mas seria a equipa unionista a desperdiçar um LD (a castigar a 10.ª falta do Alcobacense), faltavam então cerca de três minutos para o final da partida, numa situação que a acontecer praticamente “mataria” o jogo.
Quem não desperdiçou foi o Alcobacense que poucos segundos depois beneficia de um LD, também ele a penalizar a 10.ª falta unionista, com Afonso Reis a não perdoar na cara do guardião da casa.
Estava feito o empate, e pouco depois terminava a partida, com o resultado a poder-se considerar o mais justo, por aquilo que as equipa fizeram nos 50 minutos de jogo.

Pavilhão “Albano Mateus” – Entroncamento

Árbitro: Rui Taborda

União FE: Rodrigo Saboga (GR), Rui Alves (2), Eliseu Raimundo, Pedro Brazete e João Mendes; Miguel Boavida, João Maia, Aron Cathcart, Filipe Brizida e Ricardo Rosas (gr)
Treinador: Bruno Pereira

A Alcobacense CD: Ricardo Silva (gr), António Brito (1), Jorge Nunes, Marcelo Rocha, Diogo Verde; Afonso Reis (1), Afonso Marques, Vasco Oliveira e Cláudio Guerra (gr)
Treinador: Gonçalo Coelho

workshops para rodapé Noticias DepilaçãoaLinha